quarta-feira, dezembro 2, 2020

Covid-19: Pela primeira vez, todas as regiões de SP estão na fase amarela

Pela primeira vez desde o início da flexibilização da quarentena no estado de São Paulo, todas as regiões estão na fase 3, amarela, do Plano SP. O estágio permite a retomada da maior parte das atividades econômicas, mas com restrições. As duas últimas regiões que ainda estavam na fase 2, laranja, eram Ribeirão Preto e Franca. Segundo o governador João Doria (PSDB), após melhoria nos indicadores, essas regiões puderam ser reclassificadas, de forma extraordinária, nesta sexta-feira, 11.

Doria anunciou também uma alteração no período de intervalo entre as reclassificações do Plano SP. A nova regra vai ao encontro da exigência de que a região deve estar há, no mínimo, 28 dias na fase amarela para poder avançar para a fase verde, a penúltima do programa.

“Essa nova classificação equaliza os cuidados com a saúde, com uma atividade econômica razoável e mais estável e também nos dá um folego pro comitê pra fazer um acompanhamento dos indicadores da pandemia nas próximas 4 semanas. Nós temos que garantir que nós vamos trabalhar com maior segurança na migração da fase amarela para a fase verde e posteriormente para a fase azul”, disse o coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, José Medina.

LEIA TAMBÉM: Mundo pode atingir 2,8 milhões de mortes por Covid-19 até fim do ano

Já o retrocesso pode acontecer a qualquer momento. No entanto, o retrocesso será diretamente para a fase vermelha, na qual apenas atividades essenciais podem funcionar. Não haverá retrocesso para a fase laranja.

Leia nesta edição: Queda na curva de mortes mostra sinais de alívio na pandemia. E mais: por que o futuro político de Lula está nas mãos de BolsonaroVEJA/VEJA

“Se houver piora significativa dos indicadores, manteremos a regra de rebaixamento imediato para a fase vermelha em qualquer região do estado. Não haverá retorno, portanto, para a fase laranja, o que aumenta a responsabilidade de prefeitos, prefeitas, e da própria população”, destacou Doria em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, 11.

O estado de São Paulo está há oito semanas com queda nas internações por Covid-19 e há cinco semanas com redução nos óbitos pela doença. Nesta sexta-feira, 11, o número de casos confirmados da doença no estado de São Paulo chegou a 882.809 e o de mortos a 32.338. Os leitos de UTI exclusivos para Covid-19 no estado trabalham com 52,5% de ocupação e na Grande São Paulo, com 52,2%.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Justiça nega recurso a vereadora de Monte Mor condenada por cobrar parte de salário de assessor

TJ-SP decidiu pela manutenção da perda dos direitos políticos e o ressarcimento dos...

Polícia Civil busca identificar envolvidos após homem ser arrastado por segurança da rodoviária de Campinas

Estado informou que caso não foi registrado, mas policiais começaram diligências na região. Mulher flagrou o momento em...

Covid: com 100% da UTI do Haoc lotada e sem profissionais parar abrir mais leitos, Indaiatuba contrata vagas em Campinas

Prefeito fez alerta sobre gravidade da doença na cidade em live nesta terça-feira (1); Secretaria de Saúde determinou...

MP denuncia à Justiça morador de condomínio em Valinhos que fez ofensas racistas a entregador

Promotora também pede condenação de Matheus Almeida Prado por danos morais. À época em que caso veio à...

Barroso determina que governo proteja os índios contra a pandemia

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, determinou em decisão que o governo instale, em 48 horas, barreiras sanitárias em três terras indígenas para...
- Advertisement -