sábado, novembro 28, 2020

Letalidade policial diminui desde junho em SP

Ainda é cedo para estabelecer uma relação de causa e efeito entre a pandemia e a letalidade policial. É possível que o isolamento social tenha reduzido o número de ocorrências – e, portanto, o volume de mortes cometidas por policiais militares. Só um estudo mais detido poderá chegar a tais conclusões, mas os primeiros indícios podem ser obtidas a partir dos dados da segurança pública paulista.

A quantidade de mortes em confronto com policiais militares em serviço vem caindo desde o mês de junho no Estado de São Paulo na comparação entre este ano e 2019. Considerando-se os meses de junho, julho, agosto e setembro, a redução é de 20,09%. Foram registradas 171 mortes, contra 214 no mesmo período do ano passado.

O resultado alcançado no mês de setembro de 2020 é o menor obtido desde julho de 2016. No mês passado foram registradas 36 mortes resultado de intervenção policial. É um número muito diferente de abril, quando foram 102 óbitos.

A PM atribui a redução a um conjunto de iniciativas, como a criação de uma comissão para aperfeiçoar os procedimentos, compra de novos equipamentos e compliance.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

VÍDEOS: EPTV 1 região de Campinas de sábado, 28 de novembro

Veja as reportagens das regiões de Campinas e Piracicaba. Veja as reportagens...

Caminhão arrasta fios e deixa moradores sem internet em rua de Campinas

Acidente aconteceu na Rua Frederico Ozanan. Telespectadores enviaram imagens à EPTV. Um caminhão arrebentou cabos de rede...

Transporte público, colégios eleitorais e regras: tudo o que você precisa saber para votar no 2º turno em Campinas

Eleitores que não foram às urnas no primeiro pleito podem votar neste domingo (29). Segurança será feita por...

“Desemprego alto e déficit público nos deixam cautelosos”, diz presidente da Whirlpool

A Whirlpool (W1HR34), assim como outros fabricantes de geladeiras, fogões e lavadoras, vivem um boom de vendas. Nas três fábricas da companhia – em...

Presidente do Irã culpa Israel por assassinato de cientista nuclear

TEERÃ, 28 NOV (ANSA) – O presidente do Irã, Hassan Rohani, acusou Israel de agir como “mercenário” dos Estados Unidos ao supostamente assassinar um...
- Advertisement -