segunda-feira, novembro 30, 2020

Passageiros de ônibus denunciam lotação 10 dias após início da fase verde em Campinas; Emdec nega alta de usuários


Segundo a empresa responsável pelo trânsito na metrópole, há linhas com 100% da frota, mas itinerários não foram informados. Transporte público de Campinas continua com problemas de superlotação em horários de pico
Já são dez dias na fase verde do Plano São Paulo, de maior flexibilização das atividades na pandemia do novo coronavírus, em Campinas (SP). Mais gente nas ruas, escolas abertas, estabelecimentos funcionando por mais tempo e o transporte público segue lotado. Nesta terça-feira (20), 28 linhas foram flagradas. As reclamações dos passageiros sobre aglomerações continuam sem solução e a Emdec nega alta de usuários.
Antes das 7h da manhã, flagrantes mostram muitas linhas lotadas para o Centro e também para quem precisa ir para Barão Geraldo, por exemplo.
“É sempre lotado. Todo dia cheio, lotado”, conta um passageiro. “É um absurdo com a gente que precisa trabalhar”, diz uma mulher. Outros usuários dos coletivos afirmam que a última vez em que viajaram com menos gente foi antes da pandemia. Veja mais relatos no vídeo acima.
Grande número de passageiros entra em ônibus em Campinas durante a pandemia.
Reprodução/EPTV
O problema da lotação tem ocorrido há meses e a prefeitura chegou a determinar que 100% da frota dos ônibus urbanos voltasse a operar nos horários de pico, diante da flexibilização.
No entanto, a Empresa Municipal de Desenvolvimento (Emdec) afirma que apenas algumas linhas aumentaram a oferta de veículos, sem especificar quais. Em nota, também insistiu que somente 50% dos usuários têm usado o sistema.
“Importante reforçar que, mesmo com a entrada do município na “fase verde” do Plano de Retomada das Atividades, o número de usuários utilizando o sistema de transporte público equivale à metade do registrado no período anterior à pandemia.”, diz o texto.
A Emdec afirmou que analisa o fluxo de passageiros nas linhas diariamente, e que vai intensificar o monitoramento nos itinerários citados na reportagem.
“A Emdec acompanha, diariamente, o carregamento de passageiros do sistema de transporte público. Os ajustes necessários são realizados de forma contínua. Cada linha tem uma programação específica e a frota circulante varia ao longo do dia em função da demanda estimada. O monitoramento será intensificado nas linhas mencionadas.”, explica a empresa.
Passageiro faz sinal com a mão para indicar ônibus lotado em Campinas na pandemia.
Reprodução/EPTV
Formas erradas e corretas de usar máscara de proteção contra o coronavírus
Arte/G1
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Covid-19: SP apertará quarentena após alta de casos

O Estado de São Paulo retrocederá na abertura de atividades após alta de internações e casos de Covid-19 nas...

Petista sobre ofensas de Joyce: ‘muito dolorido, quero apagar da memória’

Na semana passada, a deputada Joice Hasselman (PSL-SP) foi condenada a pagar a hoje vice-governadora do Piauí, Regina Souza, do PT, 40.000 reais por...

PATs oferecem 360 oportunidades de emprego em oito cidades da região de Campinas; veja lista

Destaque é para Indaiatuba (SP), que oferece 129 vagas. Devido à pandemia do novo coronavírus, atendimentos ocorrem pela...

Os avanços da ciência além da Covid-19

Nesse 2020 pandêmico cheio de incertezas, procuramos encontrar uma saída, uma vacina, um tratamento para a Covid-19. Em paralelo a tudo isso, há ainda...

Covid-19: Reino Unido pode começar vacinação em 7 de dezembro

A vacina da Pfizer desenvolvida em parceria com o laboratório de biotecnologia BioNTech pode ser o primeiro imunizante para Covid-19 a ser autorizado de maneira emergencial no...
- Advertisement -