segunda-feira, novembro 30, 2020

Covid-19: Campinas se manifesta contra obrigatoriedade da vacina e diz que imunização será 'recomendada'


Prefeito e secretário de Saúde falaram pela primeira vez sobre o assunto e disseram que doses não serão obrigatórias. Decisão vai ao encontro com posição do governo federal. Prefeito e Secretário da Saúde de Campinas (SP), em coletiva online, nesta sexta-feira (23).
Reprodução/Facebook
A Prefeitura de Campinas (SP) se manifestou pela primeira vez nesta sexta-feira (23) sobre a obrigatoriedade da vacina contra o novo coronavírus e informou que não vai determinar que a população faça a imunização. Segundo o prefeito Jonas Donizette (PSB), a administração municipal é favorável que as pessoas recebam as doses, mas elas não serão obrigatórias.
“Nós somos favoráveis à vacina, seja ela de qualquer nacionalidade, desde que ela seja realmente eficaz. Mas, em Campinas, somos contra a obrigatoriedade. Vamos recomendar para que as pessoas tomem a vacina, mas não cabe a obrigação”, afirmou o chefe do Executivo, que termina o mandato em dezembro. A declaração foi durante uma transmissão ao vivo para atualizar os números da doença na cidade.
Veja o que se sabe sobre o plano do ministério para vacinação
O secretário de Saúde Carmino de Souza também reiterou a posição contrária do Executivo de Campinas em relação a obrigar a população a se vacinar. De acordo com o titular da pasta, atualmente nenhuma vacina no país é obrigatória e, além disso, a imunização vai ter de respeitar um rito do Ministério da Saúde para oferecer as doses primeiro aos grupos prioritários.
“A obrigatoriedade esbarra no direito individual. Acho que ninguém no mundo hoje deixa de ter a consciência de que a vacina é fundamental no enfrentamento da Covid, mas obrigatório realmente não será. Até porque nós, num primeiro momento, nem teremos vacina para todo mundo. Os grupos prioritários terão de ser vacinados primeiro. Isso acontece com todas as vacinas”, explicou o secretário.
Discussões
A manifestação da prefeitura acontece em meio a discussões sobre a obrigatoriedade da vacina. Na segunda-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro já havia informado que a vacinação contra a Covid-19 não será obrigatória.
Embora o governo tenha poder para determinar a obrigatoriedade da vacinação, Bolsonaro afirmou que cabe ao Ministério da Saúde definir o Programa Nacional de Imunizações e que já está decidido que a nova vacina não estará entre as obrigatórias.
No entanto, no dia 16 de outubro, o governador de São Paulo, João Doria, disse que a vacina contra o novo coronavírus será obrigatória no estado, exceto se o cidadão tiver uma orientação médica contrária, como mostra o vídeo abaixo. Segundo ele, serão adotadas “medidas legais” em relação a quem se recusar.
João Doria, (PSDB) Governador do Estado de São Paulo, durante coletiva de imprensa sobre medidas de combate ao Coronavírus, (COVID-19) nesta segunda feira, (14) no Palácio dos Bandeirantes. Durante a coletiva o Governador falou sobre a contrução da fábrica da vacina Coronavac.
ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Coronavac
O embate entre Bolsonaro e Doria também acontece nas conversas sobre a compra da vacina Coronavac, que está sendo testada em parceria com o laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantan.
Nesta semana, o presidente afirmou que não comprará a vacina e desautorizou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que disse que a pasta iria adquirir 46 milhões de doses. O governador fez críticas a Bolsonaro por conta da decisão.
“Hoje, as vacinas são globalizadas, às vezes a vacina inglesa tem um componente chinês. Não dá pra falar que é de um país ou de outro”, completou Jonas Donizette, que também é presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), mas ressaltou que estava falando apenas como prefeito de Campinas, já que outro chefe do Executivo poderia ter outro entendimento sobre o assunto.
VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Vídeo mostra jiboia mais rara do mundo encontrada em Sete Barras (SP)

Depois de 64 anos desaparecida, espécie é vista viva pela segunda vez em...

Campinas tem maior percentual de votos nulos e brancos do Brasil, e prefeito eleito fala em 'recado'

Dário Saadi afirma que taxa de abstenção se deve à pandemia, mas que anulações mostram que é preciso...

Equipe de Biden confirma Janet Yellen como secretária do Tesouro dos EUA

A equipe do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, confirmou por meio de comunicado a indicação da ex-presidente do Federal Reserve (o banco...

InfoMoney é eleito site de finanças e negócios mais admirado do país; Stock Pickers vence na categoria áudio

SÃO PAULO – O InfoMoney foi eleito nesta segunda-feira (30) o site mais admirado da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças do Brasil em...

VÍDEOS: EPTV 1 Campinas desta segunda-feira, 30 de novembro

Veja reportagens das regiões de Campinas e Piracicaba. Veja reportagens das regiões de Campinas e Piracicaba. ...
- Advertisement -