segunda-feira, novembro 30, 2020

Após acordo com a prefeitura, famílias deixam terreno no Polo de Alta Tecnologia de Campinas


Secretaria de Habitação realizou o cadastro de 128 famílias em programas municipais. Após acordo, famílias deixam terreno no Polo de Alta Tecnologia de Campinas
O grupo de famílias que havia ocupado uma área na região do CDHU do San Martin, em Campinas (SP), deixou o terreno pacificamente na tarde desta segunda-feira (26) após um acordo com a prefeitura. Em contrapartida, equipes da secretaria de Habitação realizaram o cadastro do grupo em programas habitacionais do município.
Ao todo, 150 guardas municipais estiveram no local, que faz parte do Polo 1 de Alta Tecnologia da cidade e é exclusivo para instalação de empresas do setor, segundo a administração. A secretaria informou que 128 famílias foram cadastradas e todos deixaram o terreno até as 16h.
“Chegamos aqui, conversamos com as lideranças, informando que a área aqui não é destinada pra moradia. Embora a área seja do município, é uma área que tem uma previsão de construção de um polo tecnológico. […] As pessoas entenderam”, disse o comandante da GM, Márcio Frizarin.
Famílias levaram os pertences pessoais nas costas
Márcio Campos/EPTV
Reivindicações
Trabalhador do ramo da construção civil, Antônio Almeida dos Santos é patriarca de uma família de seis pessoas e participou da ocupação. “A gente precisa de moradia. Existe uma lei da Constituinte […] que existe moradia pra todos, né? Então a gente tem que reivindicar os nossos direitos”, afirmou.
A atendente de telemarketing Marlene Rosa da Silva também esteve na ocupação e realizou o cadastro para os programas habitacionais da prefeitura. “Eu já fiz um cadastro desde quando meu filho estava com três meses, o mais velho… já vai fazer 12 anos e não consegui até agora”, relata.
“Vamos ver se a gente consegue ‘né’? Uma moradia pra gente estar cuidando dos nossos filhos e criando nossos filhos, que é o objetivo que a gente veio aqui. […] Esperança é a última que morre”, disse.
Marlene Rosa da Silva está inscrita em programas habitacionais há cerca de 12 anos
Márcio Campos/EPTV
O que diz a prefeitura?
Procurado pela EPTV, afiliada da TV Globo, o secretário de Habitação, Vinícius Riverete, afirmou que a prefeitura trabalha desde 2017 para regularizar áreas na cidade e manter o cadastro das famílias atualizado. Além disso, ressaltou que não pode responder pela demora de projetos habitacionais em administrações anteriores.
VÍDEOS: EPTV 2 Campinas desta segunda-feira, 26 de outubro
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Rombo nominal do setor público em doze meses supera R$ 1 trilhão pela 1ª vez na história

Pela primeira vez na história o setor público brasileiro registrou um rombo nominal superior a R$ 1 trilhão. Dados...

Rússia inicia processo de vacinação com Sputnik V em Moscou

SÃO PAULO – Nesta segunda-feira (30), o governo russo anunciou que iniciará a vacinação da sua população com a Sputnik V, vacina desenvolvida por...

Lagarta colorida e ‘disfarçada’ de cobra é flagrada na cidade de Morro Agudo (SP)

Fabiana Montalvão se surpreendeu com o flagrante e com a estratégia do animal. Xylophanes pluto é uma...

Coronavírus: Campinas tem mais três mortes e total vai a 1.373; casos positivos chegam a 43.043

Balanço divulgado nesta segunda-feira (30) mostra mais 349 registros positivos da doença. Campinas soma 1.373 mortes por Covid-19 Carlos...

Sem provas, bolsonarista preso por ataques à democracia e STF mira o TSE

É extensa a lista de malfeitos e de acusações contra o militante bolsonarista Renan Sena. Ele já foi preso por ataques a ministros do...
- Advertisement -