quarta-feira, dezembro 2, 2020

Floristas da região de Campinas preveem aumento de 10% nas vendas no feriado de Finados


Cerca de 4% do faturamento anual do setor provém da data comemorativa, diz cooperativa. Floristas da região de Campinas preveem aumento de 10% nas vendas para o Dia de Finados
Em meio aos impactos sofridos pelo mercado de flores por conta da pandemia do novo coronavírus, produtores da região de Campinas (SP) estimam um crescimento de 10% no faturamento para o feriado do Dia de Finados, celebrado em 2 de novembro.
Campinas amplia funcionamento de cemitérios públicos
De acordo com uma cooperativa de flores de Holambra (SP), 4% do faturamento anual da floricultura nacional provém da data comemorativa. O aumento nas vendas, contudo, não deve ser suficiente para abater os prejuízos sofridos pelo setor.
“Mesmo que a gente faça isso, 10% em relação ao ano anterior, só vai diminuir o prejuízo, mas o ano infelizmente, os produtores ainda fecharão o ano com prejuízo”, explica Raquel Osório, gerente comercial da cooperativa.
Apesar de aumento, produtores ainda devem fechar o ano com prejuízo
Márcio Silveira/EPTV
A todo vapor
A perspectiva otimista do setor se deve principalmente à recente reabertura dos cemitérios. Nas 10 maiores cidades da área de cobertura da EPTV, afiliada da TV Globo, somente Piracicaba (SP) optou por manter os cemitérios fechados, inclusive na data comemorativa.
A produtora de crisântemos Marita Domhof, de Holambra (SP), conta que as expectativas de retomada econômica fizeram com que o plantio da flor fosse intensificado nos últimos três meses. “Fizemos uma produção de 210 mil vasos especificamente para Finados”, relata.
“Um pouco de natureza, um pouco pras pessoas levarem e poderem homenagear os entes queridos, que já faleceram, então nós acreditamos que isso é muito, muito importante”, analisa Marita.
Enquanto isso, outros produtores optaram por “colocar o pé no freio” nos meses mais severos da pandemia, receosos pelo possível prejuízo. Em uma estufa de bolas belgas e roseiras, as 24 mil rosas distribuídas para o Dia de Finados representam metade das vendas de anos anteriores.
Marita Domhof produz crisântemos, em Holambra
Márcio Silveira/EPTV
Torcida positiva
Para a produtora Bete Kortstee, a esperança é que, com a maior flexibilização da quarentena, os plantios em larga escala possam voltar a ser retomados. “As festas vão poder ser realizadas, o nosso produto vai poder chegar lá e a gente vai poder plantar nas condições que a gente fazia antes”, torce.
“O mercado tá melhorando. O nosso produto ‘bola belga’ sofre um pouco mais, porque é pra decoração e agora que tá melhorando. Então a gente tá com um pensamento muito positivo, tentando aumentar”, complementa a produtora.
Para Bete Kortstee, perspectiva de retomada é otimista
Márcio Silveira/EPTV
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Senado aprova redefinição do crime de denunciação caluniosa

O Senado aprovou nesta quarta-feira, 2, um Projeto de Lei que altera a definição do crime de denunciação caluniosa,...

Finalista do 'Nobel da Educação', professora de Campinas diz que 'dividir o mesmo espaço físico não denomina inclusão'

Doani Emanuela Bertan atua no ensino bilíngue em libras e português e foi selecionada entre 12 mil inscritos,...

HC da Unicamp suspende internações e cirurgias eletivas com alta nos casos de Covid-19

Documento enviado aos professores, médicos, residentes e colaboradores informa que a adoção da medida ocorre até 9 de...

Trabalhador é resgatado por bombeiros após cair dentro de caixa d'água vazia em Holambra

Homem de 42 anos foi socorrido ao Hospital de Jaguariúna. Suspeita é que ele tenha se intoxicado com...

VÍDEOS: EPTV 2 região de Campinas desta quarta-feira, 2 de dezembro

Assista aos vídeos das reportagens. Assista aos vídeos das reportagens.
- Advertisement -