terça-feira, dezembro 1, 2020

Dia de Finados: CNBB incentiva plantio de árvores em memória dos que partiram


Instituição da Igreja Católica Apostólica Romana promove a iniciativa “Cuidar da saudade e da Casa Comum”. A CNBB indica o plantio de árvores nativas de cada região e, preferencialmente, árvores alimentícias e frutíferas
Arquivo TG
É tempo de cuidar não apenas dos que estão próximos de nós, mas também zelar pela vida daqueles que partiram e semear a esperança por dias melhores. Pensando dessa forma, como parte da ação da Ação Solidária Emergencial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a campanha para o Dia de Finados (2 de novembro) incentiva o plantio de árvores em memória de entes falecidos.
Segundo informações cedidas pela Assessoria de Comunicação da CNBB, o bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado afirma que a ideia do projeto tem o intuito de evitar as tradicionais aglomerações nos cemitérios e também agir diante de uma realidade dura observada no ano de 2020. “Liga-se também à triste destruição ecológica decorrente das queimadas em algumas regiões do país”, explica Dom Joel.
Plantio pode representar a renovação da vida neste período de saudade
Márcio de Campos/TG
O convite para plantar uma árvore no Dia de Finados faz parte da campanha “É Tempo de Cuidar da Saudade e da Casa Comum”, onde a proposta é se unir em oração e manifestar o compromisso da coletividade em memória dos que morreram vitimados pela Covid-19 também. O secretário-geral da CNBB ainda acrescenta: “[o convite é feito] a todos que experimentam a saudade e se angustiam com a devastação ambiental”.
Num tempo em que nós não podemos nos reunir fisicamente e que, através das queimadas, o meio ambiente vem se mostrando cada vez mais agredido e destruído, propomos a você uma atitude pequena, simples
O contato com a natureza, tem se provado, cada vez mais, um remédio gratuito e acessível. Mesmo o simples ato de cuidar de plantas em vasos tem sido prescrito como tratamento na Inglaterra para pacientes que sofrem de ansiedade e depressão. Para crianças e jovens a prática dessas atividades não só traz benefícios para a saúde física e mental, como também implica em atitudes mais positivas em prol da conservação do meio ambiente.
Diante da perspectiva ecológica e visando a manutenção dos ecossistemas, a CNBB indica o plantio de árvores nativas de cada região e, preferencialmente, árvores alimentícias e frutíferas. A instituição estimula ainda que fotos feitas do plantio sejam postadas nas redes sociais utilizando a hashtag #Cuidardasaudade. As imagens poderão aparecer na página da campanha, no site da CNBB.
Escolha adequada do lugar e da espécie são tarefas necessárias antes do plantio. Confira dicas e orientações para fazer isso de forma correta!
Confira dicas importantes para seguir antes do plantio
Arte/TG
Conheça o projeto que incentiva o plantio de árvores frutíferas em centros urbanos

Ultimas Notícias

Campinas tem 42 leitos de UTI Covid desativados e taxa de ocupação vai a 82% nesta terça

Medida ocorre um dia após governo de SP anunciar reclassificação de todo o...

Jonas e secretário de Finanças de Campinas viram réus por supostas 'pedaladas' no Camprev

MP aponta irregularidades no repasse de verbas da administração ao Instituto de Previdência do município. Prefeitura afirma que...

Governo investe no programa de proteção a testemunhas no CE

A pasta de Damares Alves fechou convênio com o governo do petista Camilo Santana no Ceará para repassar pouco mais de 7 milhões de...

Conta mais cara: o impacto da bandeira vermelha da Aneel na inflação e nas ações de elétricas

SÃO PAULO – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu ontem retomar o sistema de bandeiras tarifárias, colocando bandeira vermelha Patamar 2 nas...

Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios da Covid-19 (Pnad Covid19) de outubro, elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que,...
- Advertisement -