segunda-feira, novembro 30, 2020

Motorista de aplicativo que teve carro atingido por disparo de PM em Campinas alega insegurança e ficará sem trabalhar


Romário Souza Rocha, de 28 anos, começou a trabalhar como motorista durante a pandemia e usa renda para pagar faculdade de engenharia elétrica e aluguel. Policial de 25 anos estava de folga e a arma de serviço dele foi apreendida pela Polícia Civil. Policial militar é detido após atirar em carro de motorista por aplicativo em Campinas
O motorista de aplicativo que teve o carro atingido por disparo de arma de fogo de um policial militar de folga em Campinas (SP) alega se sentir inseguro com esse trabalho, uma alternativa na pandemia após ter perdido o emprego. Na madrugada de domingo (1), uma discussão após um chamado para uma corrida terminou com um tiro, ferimento na perna e prejuízos.
“É complicado porque você trabalha com o público e nunca sabe com quem está mexendo. É complicado.”, disse o motorista Romário Souza Rocha, de 28 anos, em entrevista à reportagem da EPTV, afiliada da TV Globo.
O caso foi registrado pela Polícia Civil como disparo de arma de fogo e o policial militar Matheus Henrique Rodrigues Ferreira, de 25 anos, acabou detido, mas pagou fiança de R$ 1,5 mil e foi liberado. Em depoimento, ele afirmou que teve a intenção de proteger a namorada, Izabela Lemos Sene Ribeiro, de 22 anos, e que o disparo foi acidental.
Romário Rocha, de 28, anos, trabalha como motorista de aplicativo em Campinas e seu carro foi danificado após disparo de policial militar em Campinas
Reprodução/EPTV
Romário Rocha viu no transporte de passageiros uma opção para obter renda após ter perdido o emprego de auxiliar de almoxarifado. Ele usa o que ganha nas corridas para pagar aluguel e a faculdade de engenharia elétrica.
O tiro destruiu os vidros das portas traseiras, e estilhaços causaram um ferimento na perna do motorista. Com o carro danificado, ele ficará os próximos dias sem poder trabalhar no aplicativo.
Discussão após atender chamado
O pedido da corrida ocorreu por volta das 2h30 de domingo pelo aplicativo Uber. Ainda pelo sistema, o motorista perguntou á passageira, que é namorada do policial, para qual bairro ela se deslocaria e se o pagamento seria feito com cartão ou dinheiro. Segundo ele, foi um cuidado com a própria segurança.
Sem resposta para a pergunta, ele foi até o endereço do chamado, no bairro Jardim Paraíso de Viracopos, e refez o questionamento.
Policial militar e a namorada antes do disparo feito contra o carro de um motorista de aplicativo em Campinas
Reprodução/EPTV
Rocha conta que houve uma discussão com a jovem e foi quando o policial militar, que estava de folga, se aproximou, sacou a pistola e atirou contra o veículo.
“Eu não cheguei a xingar ela. A última coisa que eu me elevei o nível foi perguntar pra ela, quando ela falou que se todos os passageiros comprassem um carro, nós motoristas íamos passar fome. Foi onde eu me alterei pra ela e perguntei: Você me conhece da onde? Você sabe se eu não tenho outra renda?”
A bala atingiu a proteção de cabeça do assento do carona, e o motorista arrancou com o veículo para deixar rapidamente o local em seguida.
O veículo e a arma do policial ficaram apreendidos na 2ª Delegacia Seccional de Campinas para perícia. A Corregedoria da PM foi informada sobre o ocorrido.
Disparo atingiu encosto de banco de passageiro em veículo
Arquivo Pessoal
O que dizem a PM e a Uber
Em nota, a Polícia Militar informou que investigações sobre fatos criminais envolvendo o policial militar de folga cabem à Polícia Civil.
“O processo regular que houver necessidade de instauração [pela PM] apenas será decorrente das investigações da Polícia Civil, que atribui ações de Polícia Judiciária para cada caso, e que remeterá cópia dos autos à Polícia Militar”, diz trecho.
Já a Uber destacou que lamenta o caso e considera inaceitável o uso de violência.
“A conta da usuária foi desativada tão logo tomamos conhecimento do ocorrido. A empresa também permanece à disposição das autoridades para colaborar com as investigações, na forma da lei.”
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Dois hospitais, 10 creches, 200 médicos e tarifa de ônibus sem alta: veja promessas do prefeito eleito de Campinas, Dário Saadi

Candidato do Republicanos venceu Rafa Zimbaldi no segundo turno das eleições 2020 neste...

Dívida de R$ 2 bilhões, falta de vagas em creches, fila por moradia e saúde pressionada: os desafios do prefeito eleito de Campinas

Dário Saadi (Republicanos) foi eleito prefeito no domingo (29) após receber 222.030 votos, o equivalente a 57,07% dos...

Os novos torpedos que o MP prepara contra Flávio Bolsonaro

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) está longe de ter sossego no caso das rachadinhas: novos torpedos vindos do Ministério Público deverão atingi-lo. A denúncia de...

Jonas diz que Dário terá liberdade para governar e que entrega Campinas com dívida menor

Atual mandatário esteve no comitê de campanha de Dário Saadi após a confirmação da vitória. Festa seguiu para...

VÍDEOS: veja propostas do prefeito eleito Dário Saadi para temas relevantes para a cidade

Ex-secretário Municipal de Esportes foi eleito neste domingo (29), com 57,07% dos votos. Durante a campanha, Saadi resumiu,...
- Advertisement -