terça-feira, dezembro 1, 2020

Campinas tem baixa procura de entregadores por testes da Covid; número representa 6,4% da meta


Durante os três primeiros dias de testagem, 141 profissionais participaram da iniciativa. Prefeitura espera mapear 2,2 mil entregadores da metrópole em ao menos quatro semanas. Procura de motoboys por teste de Covid-19, em Campinas, representa 6,4% da capacidade
Campinas (SP) divulgou nesta sexta-feira (6) que 141 profissionais dos serviços de entrega da cidade passaram pela testagem para Covid-19 nos primeiros três dias de aplicação dos testes gratuitos, que começaram em 3 de novembro, atendendo à demanda do Ministério Público do Trabalho (MPT). A procura representa 6,4% da meta da metrópole de testar 2,2 mil entregadores.
A marcação do exame deve ser feita pelo telefone 160. Além dos motoboys, quem faz entregas com carros ou bicicletas também pode participar. De acordo com a Secretaria de Saúde, o agendamento ocorre entre 8h e 18h.
A ideia inicial da prefeitura era atender 64 profissionais por dia, com a testagem durando ao menos quatro semanas. Devido à baixa procura até o momento, há chances de a ação ser prorrogada. Caso a procura aumente, a pasta também indicou que o total de testes poderá ser ampliado.
Os trabalhadores interessados poderão agendar o exame para o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) ou para a Policlínica II. No dia e horários marcados, eles se submeterão ao teste rápido, aquele que identifica se o paciente já teve contato com o vírus em algum momento, através da presença ou não de anticorpos no organismo.
Poucos entregadores aderiram à iniciativa de testagem para o coronavírus até o momento em Campinas (SP)
Reprodução/EPTV
Os resultados dos exames, que ficam prontos entre 15 e 20 minutos, serão enviados aos participantes por e-mail ou através de aplicativo.
Por fim, a administração destaca que os testes rápidos usados na pesquisa já tinham sido disponibilizados ao município, em parceria com o Instituto Butantan, e, com isso, não há custo adicional.
A sede da Policlínica 2 fica na Avenida Francisco Glicério, 1.477; e o Cerest está na Avenida Prefeito Faria Lima, 680.
Covid-19
A Prefeitura de Campinas (SP) confirmou, na manhã desta sexta, mais 124 novos casos de coronavírus e chegou a um total de 38.622. De acordo com a administração municipal, o balanço é parcial devido a uma instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. O município não registrou novos óbitos.
Os novos casos contabilizados pelo governo municipal não significam, necessariamente, que ocorreram de um dia para o outro, mas sim que foram registrados no sistema no intervalo de 24 horas, após resultados de exames.
VÍDEOS: EPTV 1 Campinas de sexta-feira, 6 de novembro
Coronavírus: resumo com as principais características dos testes moleculares e dos testes rápidos
Guilherme Luiz Pinheiro/Arte G1
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Desmatamento da Amazônia sobe 9,5% e atinge 11 mil km²

O desmatamento na Amazônia foi de 11.088 quilômetros quadrados (km²) entre agosto de 2019 e julho de 2020, divulgou...

Resgate de cão em bueiro mobiliza Guarda e Corpo de Bombeiros em Campinas

Animal foi retirado por uma guarda que é veterinária e levado a um abrigo, onde irá ficar em...

Chifre de touro perfura perna de professor veterinário em faculdade de Americana, SP

Homem de 50 anos foi encaminhado ao PS do Hospital São Lucas e não corre risco, segundo Corpo...

Polícia descobre desmanche de veículos e detém grupo em Campinas

Caso foi nesta segunda e peças foram achadas em imóvel no Parque Fazenda Santa Cândida. Desmanche fechado pela...

Novo prefeito terá ao menos 12 vereadores na base e espera oposição ‘aguerrida’ em Campinas

Dário Saadi deu entrevista ao G1 e EPTV e também abordou a relação que pretende estabelecer com os...
- Advertisement -