terça-feira, dezembro 1, 2020

Eleições 2020: Campinas tem 24,1 mil eleitores com títulos digitais para votar; saiba como baixar


Uso do aplicativo, sem necessidade de outro documento na votação, é reservado para quem tem biometria; veja regras. Segundo TSE, neste ano justificativa eleitoral pode ser feita pelo ‘e-Título’. e-título titulo de eleitor digital aplicativo
Reprodução/TV Cabo Branco
Campinas (SP) tem 24,1 mil eleitores com “e-Título”, via digital do título para votar disponível por meio de um aplicativo desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Estatísticas registradas até a sexta-feira (6) mostram que o número representa apenas 2,8% do eleitorado apto na metrópole, mas a Justiça faz um alerta para evitar “congestionamento de sistemas” com alta em downloads no dia 15 de novembro, quando será realizado o 1º turno de votação. A metrópole tem 14 candidatos a prefeito.
“Temos tentado conscientizar os usuários para que façam download com antecedência”, diz nota da assessoria. A ferramenta permite consultar a seção eleitoral e local de votação – veja abaixo detalhes.
O download é gratuito e está disponível nas lojas on-line Google Play e App Store. A ferramenta, neste ano, permite ao usuário justificar de forma on-line a ausência, por meio de smartphone e tablets. Ela deve ser feita no mesmo dia e horário disponível de votação, ou seja, das 7h às 17h.
“Uma ferramenta de georreferenciamento fará com que seja identificado o local de onde o eleitor acessa o aplicativo, permitindo, assim, o recebimento”, destaca o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Saiba o que pensam os candidatos à prefeitura sobre diversos temas
Faixa etária, ensino e uso de nome social: veja perfil dos eleitores de Campinas
Como usar na votação?
Campinas tem 843,4 mil eleitores aptos a votar neste ano, mas o uso exclusivo do e-Título no dia da votação – sem a necessidade de apresentar outro documento – é somente válido para quem já fez o registro de dados biométricos – o que permite o eleitor apresentar a foto de identificação pelo aplicativo. Caso contrário, ele terá que apresentar ao mesário durante a votação um documento de identificação, como o RG ou carteira de motorista. O título de eleitor impresso continua a ser válido.
A metrópole tem 405.867 eleitores com dados biométricos cadastrados, o equivalente a 48,1% do total. A necessidade de identificação desta forma nas eleições 2020, contudo, foi excluída pelo TSE em todo Brasil para evitar o risco de transmissão do novo coronavírus. Além disso, a Justiça prevê finalizar o cadastro de todo eleitorado apto de Campinas somente em 2022. Só depois há exigência de uso.
A retomada dos cadastros de biometria será depois das eleições 2020, informa o TSE.
Perfil do eleitorado
Dados do TSE mostram mudanças no perfil dos eleitores de Campinas aptos a votar este ano, no comparativo com o grupo analisado no pleito em 2016. Além de indicar alta de 2,72% na quantidade de moradores com título regularizados, o levantamento indica redução de jovens com 16 e 17 anos, crescimento na quantidade de possíveis participantes com ensino superior completo e que 104 moradores podem usar nome social pela 1ª vez no processo. Veja aqui detalhes.
O Palácio da Justiça, no Centro de Campinas
Bruna Ferreira / G1
Calendário
Confira abaixo as datas do calendário eleitoral deste ano:
a partir de 11 de agosto: emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;
31 de agosto a 16 de setembro: período destinado às convenções partidárias e à definição sobre coligações;
26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;
a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;
27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
15 de novembro: primeiro turno da eleição;
29 de novembro: segundo turno da eleição;
até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Cidade média, lucro alto e arma pesada: os megarroubos como o de Criciúma

O ataque de criminosos fortemente armados a uma agência do Banco do Brasil em Criciúma, no sul de Santa...

Cor da plumagem e vocalização diferem urutau-ferrugem de outras aves da família

Menor do que as outras quatro espécies de urutau, ave é raramente observada. De hábitos noturnos urutau-ferrugem é...

Ministério da Saúde concluirá plano de vacinação após registro de imunizantes

A conclusão do plano nacional de vacinação contra a covid-19 no país depende do registro das vacinas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)....

Feira de Natal do Centro de Convivência, em Campinas, começa nesta sexta-feira

Atração irá até o dia 24 de dezembro e deve reunir cerca de 200 barracas no local. Veja...

Tarifa aumenta em 11 praças de pedágio da região de Campinas a partir desta terça-feira; veja locais

Reajuste varia entre R$ 0,10 e R$ 0,30 em praças situadas em oito cidades. Para economista, alta pode...
- Advertisement -