sábado, dezembro 5, 2020

China está perto de fechar o maior acordo de livre comércio do mundo

(Bloomberg) — Quinze países da Ásia-Pacífico, que incluem a China, pretendem fechar o maior acordo de livre comércio do mundo neste fim de semana, o que seria a conclusão da busca do governo de Pequim por uma maior integração econômica com a região, que responde por quase 30% do PIB global.

A Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP na sigla em inglês), que inclui países como Japão, Austrália e Nova Zelândia, visa reduzir tarifas, fortalecer cadeias de suprimentos com regras de origem comuns e codificar novas regulamentações de comércio eletrônico.

Sua aprovação pode prejudicar algumas empresas dos Estados Unidos e outras multinacionais fora da zona, principalmente após o presidente Donald Trump ter abandonado as negociações sobre um acordo comercial separado com a Ásia-Pacífico, anteriormente chamado Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês).

Após a retirada da Índia das negociações da RCEP no ano passado, as 15 nações restantes buscam anunciar o acordo até o final da Cúpula Asean desta semana, que o Vietnã organiza virtualmente. O ministro de Comércio da Malásia, Azmin Ali, disse a repórteres que o acordo seria assinado no domingo, chamando-o de o culminar de “oito anos de negociações com sangue, suor e lágrimas”.

“A China deu um golpe diplomático ao atrair a RCEP”, disse Shaun Roache, economista-chefe para Ásia-Pacífico da S&P Global Ratings. “Embora a RCEP seja superficial, pelo menos em comparação com a TPP, é ampla, cobrindo muitas economias e bens, e isso é uma raridade nestes tempos mais protecionistas.”

O impacto pode se estender além da região. O avanço do acordo ilustra como a decisão de Trump de se retirar do TPP – agora chamado Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífico – diminuiu a capacidade dos Estados Unidos de contrabalançar a influência econômica da China com seus vizinhos. Esse desafio pode em breve ser transferido para o presidente eleito Joe Biden se, como esperado, for oficialmente certificado como vencedor das eleições de 3 de novembro.

A questão de saber se a RCEP muda a dinâmica regional em favor da China depende da resposta dos EUA, disse William Reinsch, assessor comercial do governo Clinton e consultor sênior do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, em Washington.

“Se os EUA continuarem a ignorar ou intimidar os países da região, o pêndulo de influência oscilará em direção à China”, disse Reinsch. “Se Biden tiver um plano confiável para restaurar a presença e influência dos EUA na região, o pêndulo pode voltar em nossa direção.”

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post China está perto de fechar o maior acordo de livre comércio do mundo appeared first on InfoMoney.

Ultimas Notícias

Dois ficam feridos após serem baleados no distrito do Ouro Verde, em Campinas

Caso ocorreu no bairro Recanto do Sol I, na noite desta sexta-feira (4)....

Guarda detém enfermeiro e técnica de enfermagem suspeitos de desacato por recusa em usar máscara no Centro de Campinas

Caso ocorreu no início da noite desta sexta, na Rua Álvares Machado. Caso ainda será registrado pelo 1º...

VÍDEOS: EPTV 2 região de Campinas desta sexta-feira, 4 de dezembro

Assista aos vídeos das reportagens. Assista aos vídeos das reportagens.

Obras bloqueiam trechos da Zeferino Vaz em Campinas e Paulínia neste fim de semana

Interdições para obras de recuperação do pavimento ocorrem das 8h às 17h; veja desvios. Rod. Professor Zeferino Vaz...

Caixa abre 14 agências na região de Campinas para saques do FGTS e Auxílio Emergencial; veja lista

Funcionamento será das 8h às 12h deste sábado (5), em unidades de 12 municípios. Instituição diz que todos...
- Advertisement -