sábado, novembro 28, 2020

Último debate do 1º turno em Campinas reúne 6 candidatos a prefeito por quase 2h30 em transmissão pela internet


Artur Orsi (PSD), Dário Saadi (Republicanos), Delegada Teresinha (PTB), Dr. Hélio (PDT), Pedro Tourinho (PT), e Rafa Zimbaldi (PL) participaram do encontro promovido pelo site ACidade ON. Último debate com candidatos a prefeito de Campinas durou quase 2h30
Reprodução/YouTube
Seis candidatos à Prefeitura de Campinas (SP) participaram do último debate eleitoral antes do primeiro turno na noite desta quinta-feira (12). O encontro, realizado pelo portal ACidade ON no Teatro Municipal Castro Mendes, durou 2h24 e foi transmitido pelo Facebook e YouTube.
Estiveram presentes os candidatos Artur Orsi (PSD), Dário Saadi (Republicanos), Delegada Teresinha (PTB), Dr. Hélio (PDT), Pedro Tourinho (PT) e Rafa Zimbaldi (PL).
Segundo o portal, em cumprimento às restrições impostas para garantir a saúde e segurança de todos e realizar o encontro seguindo as premissas da legislação eleitoral, foram convidados para o debate os 6 primeiros candidatos colocados na pesquisa Ibope de 27 de outubro.
Por esse motivo, Alessandra Ribeiro (PCdoB), André von Zuben (Cidadania), Edson Dorta (PCO), Laura Leal (PSTU), Prof Ahmed Tarique Agio (PMN), Rogério Menezes (PV), Rogério Parada (PRTB) e Wilson Matos (Patriota) não participaram do debate.
Os candidatos foram posicionados a uma distância de segurança e separados por acrílico.
Jogo Eleitoral: veja qual candidato tem mais a ver com você
Da Boca do Candidato: o que cada um promete
Patrimônios de candidatos vão de zero a R$ 2,3 milhões
Debate
O debate foi dividido em quatro blocos:
Primeiro bloco: Os candidatos fizeram perguntas entre si com tema determinado por sorteio, com direito a réplica e tréplica.
Segundo bloco: Os candidatos fizeram perguntas entre si com tema livre, com sorteio de quem pergunta e candidato escolhendo quem responde.
Terceiro bloco: Os candidatos fizeram perguntas entre si com tema livre, com sorteio de quem pergunta e quem responde.
Quarto bloco: Perguntas feitas por jornalistas do ACidade ON, com sorteio de quem responde, e considerações finais.
O G1 selecionou as primeiras respostas de cada participante e as considerações finais na íntegra. Veja abaixo em ordem alfabética:
Artur Orsi (PSD)
Artur Orsi, candidato a prefeito de Campinas, durante debate do ACidade ON
Reprodução/YouTube
Habitação – “Boa noite, Delegada Teresinha, boa noite a todos. A questão da habitação popular é um tema que nós temos que enfrentar de acordo com a realidade no município. Os financiamentos hoje eles são totalmente vinculados ao governo federal, o município hoje não tem mais capacidade de investimento na moradia popular. Então, a nossa Secretaria de Habitação e a Cohab, que é a companhia de habitação do município, ela faz simplesmente a intermediação entre os recursos que vem do governo federal com as empreiteiras particulares que fazem principalmente as obras do Minha Casa Minha Vida, os projetos de 0 a 3, de 3 a 6 salários mínimos. E muitas vezes o que é que acontece, Teresinha, essas habitações são feitas muito distantes do Centro, então daí o município tem que acabar levando toda a infraestrutura, a infraestrutura viária, infraestrutura do posto de saúde, da creche e das escolas. No nosso governo, nós vamos trazer a habitação popular mais para o Centro da cidade, ou mais próximo das centralidades, do Ouro Verde e do Campo Grande. Com isso, vamos fazer com que o valor das terras, que hoje são baratas mais nessa periferia na cidade, possa ser compatível com o empreendedor, dando isenção do IPTU, dando isenção de ISS, para fechar a conta entre o valor da terra mais próxima do Centro. Onde já tem uma infraestrutura de transporte, já tem uma escola para os filhos estudarem, e as creches. Então, a nossa filosofia é trazer a moradia popular mais próximo do Centro. E para fechar essa conta, nós vamos fazer esses investimentos e essas isenções. Para que as empreiteiras, juntamente com a prefeitura, possa fechar essa conta e trazer essas habitações populares mais próximas do Centro e atender mais as pessoas com qualidade na moradia”.
Considerações finais – “Eu tenho 50 anos de idade, sou pai de dois filhos, sou advogado há quase 30 anos e 29 anos de vida pública. Na eleição passada eu fiquei em segundo lugar, tive quase 80 mil votos, e eu disse naquela oportunidade, quando o atual prefeito uniu 24 partidos, que isso ia ter um preço para nossa cidade. Logo depois da eleição, aumento do IPTU, aumento da água, aumento da tarifa de ônibus. Eu sou o único candidato competitivo nessa eleição que não tenho amarra com partido político, que não denúncia de compra de voto. O único candidato que pode fazer a mudança de verdade em Campinas. Veja a campanha milionária de alguns de meus oponentes, veja a minha campanha. Só eu consigo cortar o que não funciona, só eu consigo diminuir os cargos, para a gente poder investir naquilo que precisa. Tá na hora da gente dar um futuro para Campinas, um futuro pros nossos filhos. Dá creche para quem precisa de creche, dar habitação para quem precisa de habitação, dar saúde, que é o meu compromisso número 1, porque sem saúde, ninguém faz nada. E só nós, a nossa candidatura, consegue fazer essas mudanças. Só a nossa candidatura não tem amarra com esse sistema político que tá montado, que se perpetuou em Campinas há mais 20 anos e que vai continuar caso Campinas não saiba escolher agora, no dia 15. Por isso eu peço a vocês, mudança de verdade, vote pela mudança. Vote pelo futuro. Vote pra gente dar esperança para o povo de Campinas. E para isso, eu peço para vocês, votem 55”.
Dário Saadi (Republicanos)
Dário Saadi, candidato a prefeito de Campinas, durante debate do ACidade ON
Reprodução/YouTube
Segurança – “No que diz respeito à segurança pública, nós vamos contratar mais 100 guardas municipais, levando o efetivo de 700 para 800, nós vamos estruturar a Guarda Municipal de Campinas, que presta um excelente serviço de segurança na cidade de Campinas. Nós vamos também ampliar as câmeras de monitoramento inteligente, que hoje já existem em Campinas, tem muita gente que fala no programa de televisão que não existe, mas já existe, e nós vamos ampliar esse sistema de segurança através de câmeras de monitoramento para melhorar a segurança em Campinas. Inclusive, depois que foram implantadas, já reduziu em 17% o roubo de veículos na nossa cidade. Nós vamos também trabalhar a integração da Guarda Municipal com a Polícia Civil e Polícia Militar. É necessário a atuação dessas forças de segurança de maneira integrada para melhorar a eficiência da segurança em Campinas. Agora, outra coisa que eu vou fazer, diferente que o senhor não faz, eu vou cobrar o governador, porque é muito simples cobrar a segurança da prefeitura, do governo municipal, mas a Constituição diz que a segurança pública é responsabilidade do governador, do governo do estado, e nós temos infelizmente a Polícia Civil de Campinas sem estrutura, sucateada. Nós precisamos de mais estrutura também na Polícia Militar, já que nós não temos deputado estadual que cobra o governador, eu vou assumir esse papel. O prefeito de Campinas vai cobrar do governo do estado mais investimento nas polícias Civil e Polícia Militar, que junto com a Guarda Municipal reestruturada, vai melhorar as condições de segurança em Campinas, é isso que eu vou fazer. Nós temos que tratar a segurança também com a melhoria do ambiente e melhoria dos pontos de mais vulnerabilidade, melhorando também a iluminação pública, melhorando as condições da população, por isso nós vamos melhorar a Guarda Municipal, ampliar o número de câmeras, e cobrar do governador do estado mais investimento, mais estrutura nas policiais Civil e Militar, que há muito tempo foi deixada de lado aqui na cidade de Campinas”.
Considerações finais – “Agradeço o site ACidade ON pela oportunidade do debate e parabenizo a iniciativa, mas agradeço bem e muito a população de Campinas, que tem me recebido com muito carinho e muita receptividade por todos os cantos da cidade. Tenho certeza que depois do início dessa caminhada eu sou uma pessoa diferente, que conhece mais a cidade, conhece mais seus problemas. Eu aprendi muito, muito sobre Campinas e muito sobre seu povo, e também acho que o importante é a travessia, o destino é consequência. Quero dizer que todos nós perdemos algo nesse ano de 2020. 2020 tá sendo um ano muito difícil, a pandemia nos tirou sonho, planos e vidas, mas agora a eleição é uma oportunidade de fazer sua voz ser ouvida. Eu estou aqui como candidato a prefeito de Campinas para colocar a minha experiência de 30 anos da vida pública em Campinas, e 30 anos de trabalhos prestados e resultados efetivos. Eu cheguei a Campinas há 32 anos, sou médico do Mário Gatti, fui presidente do Mário Gatti, fui vereador, presidente da Câmara, tenho uma lista de serviços prestados que me credencia a ser prefeito de Campinas. Por isso, acho importante você que está nos seguindo comparar os candidatos, eu tenho 30 anos de vida pública, competência e gestão e sou ficha limpa, nunca tive um processo de corrupção na minha vida. Por isso, nesse momento de pós-pandemia é importante votar em alguém que tem experiência, capacidade de gestão, que vai olhar para a cidade como o médico olha para seu paciente. Por isso, analise todos os candidatos, eu tenho certeza que a gente tem muito mais coisa em comum do que você imagina. No dia 15, domingo agora, vote 10, vote Dário Saadi”.
Delegada Teresinha (PTB)
Delegada Teresinha, candidata à Prefeitura de Campinas, durante debate do ACidade ON
Reprodução/YouTube
Saúde– “Obrigada pela pergunta. Obviamente, que a minha atuação na política sempre foi por resolver problemas da forma mais rápida possível, porque a população sofre. A população sofre, sofre com doenças, sofre com necessidades urgentes de atendimentos, de consultas especializadas, sofre na área da saúde, sofre no transporte, sofre com falta de creches. A população de Campinas está perdida. E eu vou dizer a vocês, eu vejo como solução para a saúde algumas medidas imediatas. Primeira coisa, a maioria das cirurgias que estão aguardando para serem realizadas são cirurgias simples, que envolve principalmente pessoas da terceira idade. Nós estamos falando de catarata, estamos falando de varizes, estamos falando de doenças que podem, sim, através de uma parceria público-privada, serem zeradas no menor prazo possível. Eu vejo na saúde uma questão interessante. Nós não temos durante a noite atendimento à população. É incrível que se uma criança tiver uma febre, essa mãe e esse pai, às vezes distante 20, 30 quilômetros do primeiro pronto-socorro, tem que arrumar uma condução, no meio da noite, bater na porta do vizinho, achar um jeito, porque ônibus não tem nesse horário. Arrumar um jeito de ir para um pronto-socorro. Chegando no pronto-socorro, como bem disse o candidato Orsi, ela tem que aguardar 12, 15 horas. Eu vou priorizar o primeiro atendimento, porque se uma pessoa tiver um atendimento de um pediatra, se for criança, de um geriatra, se for idoso, e de um clínico geral, ela não vai precisar ir pro pronto-socorro e ficar exposta a outras doenças, a contágios de várias enfermidades. E assim acredito eu acredito que, saúde 24 horas perto da população é o melhor remédio”.
Considerações finais – “Meu nome é Delegada Teresinha, fiquei conhecida por esse nome, mas me chamo Teresinha de Carvalho. Eu tenho 64 anos, 3 filhos, 4 netos, fui vereadora por duas vezes em Campinas. Estou há 40 anos na vida pública, como vereadora eu aprovei mais de 100 leis, a primeira delas eu crie o Ceamo, a única casa de acolhimento e orientação às mulheres vítimas de violência. Eu vou abrir mão do salário de prefeita para destinar esse dinheiro ao SOS Ação Mulher e ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. Na segurança, por exemplo, eu criei a lei que obrigou a Emdec a desligar o radar à noite, diminuindo o risco de sequestros e assaltos. E eu quero aproveitar para chamar a atenção do vice-prefeito, porque vices importam, eu não tenho por que esconder meu vice. Ele é o Coronel Sotto, da reserva do Exército Brasileiro, e esteve comigo, gastando sapato, rua por rua, casa por casa, passando nosso projeto e ouvindo a população. As minhas propostas principais para Campinas eu já falei e vou repetir aqui porque meu horário na televisão é muito curto, auxílio emergencial para mulheres chefes de família que estão desempregadas, Bolsa Creche, Vovó Crecheira, restaurante bom prato a um real para região do ouro Verde e campo grande, redução de 50% da tarifa de água, gratuidade do transporte para mais de 60 anos. Dia 15 de novembro é a data da Proclamação da República, vamos proclamar uma nova Campinas. Eu sou a Delegada Teresinha, me procure nas redes sociais, pode dar um Google ai no meu nome, e eu peço o seu voto, dos seus amigos e da sua família para mudar Campinas. Muito obrigado, vote 14”.
Dr. Hélio (PDT)
Dr. Hélio, candidato a prefeito de Campinas, durante debate do ACidade ON
Reprodução/YouTube
Transporte – “Em primeiro lugar, queria dizer ao Dário que o transporte está muito precarizado, o transporte de Campinas tem a mais alta tarifa de transporte do Brasil, só perde para Brasília, e é do tamanho de São Paulo. Além da precarização, esses corredores que são feitos do Ouro Verde e do Campo Grande foram obtidos através de verbas do PAC em setembro de 2010, quando eu era prefeito então da cidade de Campinas, e consegui uma verba, mas ele está incompleto, ele não cumpriu todo o seu projeto, ele deveria ir até os 17 bairros do entorno de Viracopos, até a região ali do Campo Belo. Ele deveria ter ciclovias para que os trabalhadores pudessem usar as ciclovias e economizar pelo menos 300 reais por mês indo e vindo para o trabalho todo mês. É importante deixar claro que eu vou retomar a função do bilhete único, se perdeu a função do bilhete único porque as pessoas perdem muito tempo ainda hoje nos trajetos de ir e vir para o Centro ou retornar para zona suburbana. Portanto, nós temos muito a fazer no transporte, mas a prioridade fundamental é com o pedestre e com os ciclistas, para que retornem ao programa que eu introduzi, comecei em Campinas pela região central e pela região do Campo grande ouro verde que foram quilômetros de pistas de ciclovias para que as pessoas pudessem usar não só para turismo ou para lazer e sim para usar no sentido de cumprir o desiderato maior que é a economia no transporte. Por último, dizer que o transporte é vida e tem que ser através de combustíveis não fósseis. Quando mudaram meu projeto de VLP para BRT, esqueceram do meio ambiente”.
Considerações finais – “Eu penso que agora é o momento de colocar a minha experiência a serviço novamente do povo de Campinas. Não há lugar para aprendizado. Não há lugar para as pessoas aprenderem com o risco de perda de vidas humanas. Nos dois primeiros anos vamos estar diante de uma crise, que é uma crise de uma pandemia que ninguém tem uma experiência. É preciso ousar, é preciso ter credibilidade, é preciso ter competência. Quem dos senhores pegariam um avião onde piloto e copiloto estão em aprendizado, sabendo que esse avião vai pegar uma grande tempestade e pode correr em risco de vidas humanas? Quem colocaria nesse avião seu filho, seus netos, seus pais, seus avós? Portanto, eu e a Surya Guimaraens, como copilota, uma mulher experiente em meio ambiente e políticas públicas, poderemos sim mostrar um pouco mais de esperança para poder consolidar um projeto que faça com que tenhamos como investir na cidade. Eu venho lá de trás. Peguei uma cidade endividada, com 135% do seu orçamento com dívidas, a maior delas produto da corrupção dos precatórios, em 1995. Chegou a R$ 1 bilhão e de onde saiu esse dinheiro? Dos aposentados, dos pensionistas, saiu de determinados setores da vida humana que ninguém gostaria de levar isso como medalha no peito. Eu tenho uma história de vida, estou registrando essa história de vida num livro onde contaremos por que Campinas parou por 15 anos a sua administração. Dessa forma, eu peço o seu voto. Vote 12, vote pela esperança”.
Pedro Tourinho (PT)
Pedro Tourinho, candidato à Prefeitura de Campinas, durante debate do ACidade ON
Reprodução/YouTube
Saneamento – “Candidato, essa é uma ótima pergunta. O saneamento é um problema importante na cidade de Campinas. Campinas é uma cidade rica, é uma cidade importante no panorama nacional, uma cidade que tem, portanto, influência política, capacidade de captar recursos para poder ampliar as suas taxas de afastamento e tratamento de esgoto na cidade. Mas, acontece que a Sanasa, empresa que coordena essa tarefa na cidade de Campinas ao longo dos últimos anos, foi alvo mesmo de um processo de aparelhamento, ela ficou lotada de comissionados. São os apadrinhados políticos que o Jonas Donizette e o presidente da Sanasa aceitam colocar na empresa para que eles possam ter ali capacidade de governar, fazer ali as indicações. Isso fez com que a Sanasa ficasse absolutamente, hoje, à mercê de um grande número de comissionados e perder esse um bocado dessa sua capacidade de ter uma gestão mais eficiente, mais transparente. Eu tive que entrar na Justiça para ter acesso aos nomes das pessoas que o Jonas estava indicando lá, gente que estava ligada a vários partidos políticos, que apoiam a base, que estão na base e apoiam o Jonas Donizette. Nós vamos tornar a Sanasa de novo uma empresa pública de verdade, retomar o papel da Sanasa de ser um instrumento para o desenvolvimento da cidade de Campinas. A tarifa de água hoje da Sanasa é a mais alta do Estado, a gente não só convive com o absurdo de ter que pagar 10 metros cúbicos mesmo que se consuma menos, e o nosso compromisso é de que as pessoas vão pagar apenas aquilo que elas consomem, como as tarifas acabam sendo exorbitantes. A empresa, então, foi alvo de má gestão e, para conseguir ampliar saneamento, melhorar a qualidade de água e garantir saneamento para todas e todos nessa cidade, de verdade, a Sanasa tem que passar a cumprir outra missão. Ela tem que passar a ser gerida de outro jeito e é isso que nós vamos fazer, resgatando a capacidade de investimento e de operação dessa empresa que é um grande patrimônio do povo de Campinas”.
Considerações finais – “Boa noite a todos vocês que assistiram esse debate. Está chegando ao fim aqui o primeiro turno, e eu quero agradecer às milhares de pessoas que eu tive a chance de encontrar durante o percurso dessa campanha. Pessoas que, de coração aberto, sorriso no rosto, um brilho no olho, declararam o voto, falaram que iam votar 13, que estavam com a gente. E eu tenho certeza, essas pessoas estavam todas embaladas num sentimento de esperança. Na perspectiva de que Campinas pode ser uma cidade mais justa. Uma cidade governada para todos e para todas, de verdade. Em que a gente constrói políticas públicas e constrói mudanças pra vida das pessoas. Não mantendo os velhos esquemas, com novas roupagens, como é o caso do Dário, do Rafa. Não privatizando tudo, deixando a população mais pobre, ao léu e sem oportunidade, feito a gente vê outras candidaturas aqui, ou repetindo velhos erro que infelizmente não deram certo. E, sim, apostando em mudanças para essa cidade. Apostando que é hora de abrir um novo ciclo na história dessa cidade. Um ciclo em que o povo vai ser chamado pro diálogo. Em que as pessoas vão fazer parte de verdade do orçamento público, da prioridade do governo municipal. O nosso compromisso é em construir uma prefeitura que seja aberta, que seja democrática e que seja pra todos da cidade. Nós queremos produzir diálogo intenso, enfrentar essa desigualdade que marca nossa cidade e que nos coloca num contexto de muita tristeza, de muita dificuldade, de muito sofrimento hoje. Campinas pode ser muito melhor. Mas para isso acontecer, você, que tá nos assistindo, tem que votar. Não adianta não votar. E tem que votar sem rancor, votar sem descrença, é votar com esperança, votar com a convicção de que sim, existe mudança, existe um projeto diferente na política. Se você acredita nisso e quer mudança de verdade, eu peço que você vote 13 no dia 15 de novembro. Muito obrigado”.
Rafa Zimbaldi (PL)
Rafa Zimbaldi, candidato à Prefeitura de Campinas, durante debate do ACidade ON
Reprodução/YouTube
Educação – “Candidato, agradeço a sua pergunta. Primeiro, quero dizer o seguinte. Eu apoiei sim o atual prefeito até o momento em que percebi que ele abandonou a cidade. Quando ele abandonou a cidade, logicamente eu saí, mostrando um novo projeto para a cidade de Campinas. É dessa forma que eu vou fazer. Quando vai contra os interesses da população, é dessa forma que será a minha postura, assim como sempre foi ao longo dos meus quatro mandatos de vereador, dois mandatos de presidente da Câmara e agora como deputado estadual. Não tenho nenhum problema em dizer que eu o apoiei e hoje não o estou apoiando porque ele abandonou e não cumpriu as promessas dele. O candidato dele é o Dário. Ele acabou de fazer uma live, aliás, me atacando, dizendo… Aliás, até agradecer ele porque ele diz que eu não votei o IPTU. Então, quando os candidatos dizem que eu votei o IPTU, eu não votei, então para a gente é muito importante isso. Agora eu quero dizer o seguinte sobre educação. No nosso novo modelo de gestão, às vezes é por isso que você não entende, o novo modelo de gestão que nós vamos colocar em prática aqui na cidade de Campinas é algo diferenciado, com parcerias, convênios, integração da cidade. Nós vamos buscar ajuda da rede privada de educação fazendo parceria com creches particulares, escolas particulares e entidades aqui na cidade. Vamos fazer com que essa rede de educação privada pague parte dos seus impostos em vagas para as nossas crianças, dessa forma nós vamos zerar o número de vagas em no máximo um ano aqui na cidade de Campinas. É assim que nós vamos fazer em todas as áreas. Nós vamos modernizar a educação, infelizmente nesse momento de pandemia as nossas crianças sequer tiveram aula, não tiveram tablet, não tiveram acesso à internet, diferentemente do que é vendido na propaganda do Jonas. Nós vamos modernizar e mais, colocar educação integral em todas as escolas”.
Considerações finais – “Olha gente, quero aproveitar essa oportunidade, todos aqueles que me conhecem sabem que eu gosto de falar olhando no olho, com o coração aberto. É dessa forma que nós enfrentamos essa campanha de primeiro turno. Quero dizer aqui que, no domingo, só existem dois caminhos. O caminho da continuidade, a continuidade das filas de consultas, a continuidade das filas de creches, a continuidade da falta de emprego, a continuidade do desmando da atual gestão. Ou nós temos o caminho da mudança. A mudança num novo modelo de gestão, que nós representamos, que nós vamos colocar mais de 1 mil médicos particulares para atender a rede pública de saúde. Nós vamos colocar o Cartão Saúde Fácil, nós vamos zerar as filas de creches aqui na cidade de Campinas e nós vamos fazer a geração de empregos. Eu quero agradecer a você que me recebeu na sua casa, no seu bairro ou no seu comércio com muito carinho, com muita esperança, com muito amor, nós tivemos oportunidade de apresentar o nosso plano de governo e eu posso dizer humildemente que o nosso plano de governo é o melhor plano de governo da cidade de Campinas, tendo propostas para todas as áreas. Porque o nosso plano de governo não foi construído pelo Rafa, foi construído pela população. Quero agradecer também a minha vice, a Anna Be, uma mulher determinada que tem experiência em política social, ajudou na Delegacia da Mulher, Caps Ouro Verde, também na UTI da Santa Casa de Misericórdia de Campinas. Nós dois juntos, nós gostamos de cuidar de gente. Cuidar de gente é cuidar da cidade de Campinas, então eu quero aqui pedir o seu apoio, o seu voto no dia 15, no número 22. Nós precisamos, além do voto e apoio, pedir as orações de cada um de vocês porque esses ataques que vocês estão vendo é o que a gente vem sofrendo toda campanha”.
Eleições de Campinas em 1 minuto
Eleições 2020 em Campinas: Tudo o que você precisa saber em 1 minuto
Promessas dos candidatos em vídeos de 30 segundos
Initial plugin text
Veja mais notícias sobre eleições no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

VÍDEOS: EPTV 1 região de Campinas de sábado, 28 de novembro

Veja as reportagens das regiões de Campinas e Piracicaba. Veja as reportagens...

Caminhão arrasta fios e deixa moradores sem internet em rua de Campinas

Acidente aconteceu na Rua Frederico Ozanan. Telespectadores enviaram imagens à EPTV. Um caminhão arrebentou cabos de rede...

Transporte público, colégios eleitorais e regras: tudo o que você precisa saber para votar no 2º turno em Campinas

Eleitores que não foram às urnas no primeiro pleito podem votar neste domingo (29). Segurança será feita por...

“Desemprego alto e déficit público nos deixam cautelosos”, diz presidente da Whirlpool

A Whirlpool (W1HR34), assim como outros fabricantes de geladeiras, fogões e lavadoras, vivem um boom de vendas. Nas três fábricas da companhia – em...

Presidente do Irã culpa Israel por assassinato de cientista nuclear

TEERÃ, 28 NOV (ANSA) – O presidente do Irã, Hassan Rohani, acusou Israel de agir como “mercenário” dos Estados Unidos ao supostamente assassinar um...
- Advertisement -