sábado, janeiro 16, 2021

Eleições 2020: 843,4 mil eleitores vão às urnas neste domingo para definir novo prefeito de Campinas


Dário Saadi (Republicanos) e Rafa Zimbaldi (PL) disputam cargo pela 1ª vez. Votação ocorre das 7h às 17h, em 263 escolas. Veja detalhes sobre esquemas de segurança, trânsito e transporte. Os candidatos Dário Saadi (Republicanos) e Rafa Zimbaldi (PL), de Campinas (SP)
Reprodução / TSE
Os 843,4 mil eleitores de Campinas (SP) devem ir às urnas, neste domingo (29), para definir o prefeito da metrópole pelos próximos quatro anos. Dário Saadi (Republicanos) e Rafa Zimbaldi (PL) disputam o cargo pela primeira vez e a votação ocorre das 7h às 17h, em 263 escolas municipais e estaduais.
Veja abaixo perfis dos candidatos e detalhes sobre segurança, transporte e trânsito
De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no primeiro turno Dário Saadi teve 121.932 votos (25,78% dos válidos), enquanto Rafa Zimbaldi recebeu 103.397 votos (21,86% dos válidos). O índice de abstenção foi de 30,84%; votos brancos representaram 7,06%; e votos nulos foram 11,86%.
Diante da pandemia do coronavírus, a Justiça reforça uma série de orientações para prevenção contra a doença, entre elas, a obrigatoriedade do uso de máscara facial para evitar o risco de transmissão, e a recomendação para que o horário das 7h às 10h seja preferencial para a votação por idosos.
“Os eleitores deverão ainda higienizar as mãos com álcool em gel antes e após o voto”, informa nota da assessoria. As outras orientações e medidas indicadas são:
respeitar distanciamento mínimo de 1 metro entre eleitores e mesários;
levar a própria caneta para assinar o caderno de votação;
exclusão da identificação biométrica dos eleitores;
exibição do documento de identidade com foto ao mesário, à distância;
como saber o local de votação?
Estrutura e segurança
A Justiça Eleitoral diz que a cidade tem 8.796 mesários e conta com 2.199 urnas nas unidades de ensino, além de 330 para contingência. No primeiro turno, cinco máquinas apresentaram problemas.
Já o esquema de segurança reúne 1.134 policiais militares, total que representa aumento de 20% no comparativo com o efetivo do primeiro turno, além de 140 guardas municipais.
Transporte e trânsito
De acordo com a Emdec, empresa responsável pela gestão do trânsito na cidade, a frota de ônibus terá reforço de 20% para atender as principais linhas neste domingo e haverá retomada de 20 linhas que estavam suspensas em virtude da redução de passageiros durante os meses anteriores da pandemia
Em relação ao trânsito, a Emdec diz que também há um esquema especial. A Avenida Dr. Campos Salles terá bloqueio parcial das 6h às 15h, e outro total a partir das 15h até fim da apuração de votos, para que seja feita a carga e descarga de urnas eletrônicas no Palácio da Justiça. Veja detalhes.
Dário Saadi e Rafa Zimbaldi participam do último debate na TV antes do 2° turno; veja propostas
Perfis
Dário Saadi tem 58 anos, é solteiro e médico urologista. Formado pela PUC-Campinas, trabalhou no Hospital Municipal Mário Gatti, onde também ocupou o cargo de presidente. Foi eleito vereador por quatro mandatos e ocupou o posto de presidente da Câmara Municipal. Ele esteve à frente da Secretaria de Esportes nos últimos cinco anos, cargo que ocupou até junho.
Ele tem um patrimônio declarado de R$ 2.033.612,25. O vice na chapa é o ex-secretário de Relações Institucionais Wandão de Almeida, do PSB, que tem 51 anos. Ele não declarou nenhum bem à Justiça.
Dário Saadi propõe nova lei para comissionados e estima redução de até 20% dos cargos
Dário Saadi (Republicanos) em entrevista ao G1
Arthur Menicucci/G1
Rafa Zimbaldi tem 39 anos, é casado e técnico de eletricidade, eletrônica e telecomunicações. Foi eleito deputado estadual em 2018 e, antes disso, foi vereador em Campinas por quatro mandatos, tendo sido o parlamentar mais votado da cidade nas eleições de 2016. O candidato presidiu a Câmara Municipal em duas oportunidades.
Ele tem um patrimônio declarado de R$ 444.944,79. A vice na chapa é a psicóloga Anna Be, do PSDB, que tem 52 anos. Ela declarou R$ 1.744.140,26.
Rafa Zimbaldi promete corte de pelo menos cinco secretarias da prefeitura de Campinas
G1 entrevista Rafa Zimbaldi (PL), candidato do 2º turno à Prefeitura de Campinas
Arthur Menicucci/G1
Título digital na votação e justificativa
A Justiça Eleitoral estabeleceu uma série de regras para votação com uso do “e-Título”, via digital do título disponível por meio de um aplicativo desenvolvido pelo TSE. Além disso, nestas eleições o usuário pode justificar de forma on-line a ausência, por meio de smartphone e tablets.
O uso exclusivo da ferramenta – sem a necessidade de apresentar outro documento – é somente válido para quem já fez o registro de dados biométricos – o que permite ao eleitor apresentar a foto de identificação pelo aplicativo. Caso contrário, ele terá que apresentar ao mesário durante a votação um documento de identificação, como o RG ou carteira de motorista. O título impresso continua válido.
O download é gratuito e está disponível nas lojas on-line Google Play e App Store. A ferramenta permite consultar a seção eleitoral, local de votação, e pode ser usada para justificativa de ausência durante o mesmo horário de votação. “Uma ferramenta de georreferenciamento fará com que seja identificado o local de onde o eleitor acessa o aplicativo, permitindo, assim, o recebimento”, diz o TRE-SP.
A necessidade de identificação com uso de dados biométricos, no pleito deste ano, entretanto, foi excluída pelo TSE em todo Brasil para evitar o risco de transmissão do novo coronavírus. A retomada dos cadastros dos eleitores, segundo a Justiça, será retomada somente o fim das eleições.
Prazo para justificativa
A Justiça Eleitoral decidiu também não instalar mesas receptoras de justificativa nos locais de votação, neste ano, para evitar risco de transmissão do novo coronavírus. Com isso, o eleitor que não votar e nem justificar a ausência no dia das eleições têm 60 dias, após o dia da votação, para apresentar os motivos da falta. A previsão está na Lei nº 6.091/1974, art. 7º.
Calendário das eleições
até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Oxford: Voo que buscaria 2 milhões de doses da vacina na Índia é cancelado

O voô brasileiro que iria buscar as 2 milhões de doses da vacina de Oxford, na Índia, foi cancelado....

Philco doa todo seu estoque de oxigênio para Manaus

A Philco anunciou nesta sexta-feira, 15, a doação de “100% de seu estoque atual de oxigênio” ao governo do Amazonas. O material é utilizado...

Manaus: ‘não cumprimento das restrições’ levou a situação atual, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta sexta-feira, 15, que a situação crítica em toda a América do Sul, incluindo Manaus, não deve...

Cidades do interior do Amazonas fazem apelo por oxigênio medicinal

A situação das cidades do interior do Amazonas está indo pelo mesmo caminho de Manaus — que sofre com a falta de oxigênio em...

Pacientes de Manaus enviados para Teresina estão em área isolada

Por conta do desabastecimento de oxigênio em Manaus, capital do Amazonas, fez se necessário transferir pacientes para outras regiões brasileiras. O primeiro grupo a...
- Advertisement -