domingo, janeiro 24, 2021

Estações de trem, escolas e farmácias: onde a CoronaVac pode ser aplicada

O governo de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 7,  que está pronto para aplicar a CoronaVac em paulistas a partir de 25 de janeiro de 2021. Para dar conta da alta demanda de pessoas a serem vacinadas, está previsto no chamado Plano Estadual de Imunização a ampliação de postos de aplicação do imunizante. Dos atuais 5.200 locais de atendimento, esse número chegará a 10.000 no ano que vem. O imunizante a ser distribuído gratuitamente é desenvolvido pela farmacêutica chinesa Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan.

Nem só postos de saúde farão parte da estratégia paulista. Eis a lista de locais previstos pelo governo estadual: escolas, quartéis da Polícia Militar, estações de trem, terminais de ônibus, farmácias e sistema drive-thru.

Os horários previstos são os seguintes: segunda a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo e feriados das 7h às 17h. O custo estimado da logística de toda a operação é de 100 milhões de reais.

O imunizante ainda precisa passar por autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser liberado à população.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Covid: Alemanha adotará tratamento experimental usado por Trump

Remédios formulados com anticorpos para tratar a Covid-19 serão adotados pela Alemanha. A terapia, ainda experimental, foi usado pelo...

Após pedido de Aras ao STF, Pazuello viaja para o Amazonas

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, viajou hoje à noite a Manaus, capital do Amazonas, acompanhado do primeiro lote de 132.500 doses da vacina...

Oxford: o número de doses enviadas para cada estado brasileiro

O Programa Nacional de Imunização contra Covid-19 conta agora com mais uma vacina. Trata-se do imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford em parceria com a...

Oxford: Fiocruz sugere intervalo máximo entre primeira e segunda dose

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável por elaborar a bula e finalizar as doses iniciais da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela...

Oxford: infectologista da Fiocruz é o 1 º brasileiro a receber a vacina

O infectologista Estevão Portela foi o primeiro brasileiro a receber uma dose da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com...
- Advertisement -