segunda-feira, janeiro 18, 2021

Lojistas de Campinas apostam em vendas on-line no Natal para reduzir impactos da pandemia


Acic prevê queda de R$ 165 milhões no faturamento durante o período natalino deste ano devido à crise. Especialista destaca resultados mais rápidos para quem já está adaptado ao virtual. Comerciantes de Campinas apostam nas vendas pela internet para se reinventarem no Natal
Comerciantes de Campinas (SP) apostam nas vendas pela internet no Natal deste ano para tentar impulsionar as vendas e diminuir os impactos causados pela pandemia do coronavírus.
De acordo com um levantamento feito pela Associação Comercial e Industrial (Acic), a movimentação financeira das lojas da metrópole no período deve passar de R$ 2,72 bilhões, em 2019, para R$ 2,57 bilhões neste ano, uma diferença equivalente a R$ 165 milhões.
Para colher melhores resultados e amenizar as perdas, o empresário Carlos Magalhães confiou na tecnologia. Dono de uma loja de modas femininas, ele conta que, graças às ações de marketing utilizadas, as vendas digitais já igualaram as vendas físicas.
“Atrai muita gente. É muito interessante porque assim: não é uma promoção [uma das ações de marketing], é como se fosse um investimento. A pessoa investe nela, na autoestima, na beleza dela, ganha um presente e nos ajuda a passar por este período tão complicado”, destaca.
Consultor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Aldo Batista Júnior explica que os lojistas que já estavam adaptados, anteriormente à pandemia, a essa forma de comercializar seus produtos devem conseguir bons resultados mais rapidamente.
“Todos os lojistas que já estavam no ‘on-line’ antes da pandemia relatam crescimentos surpreendentes. Diferentemente daquele que não estava, porque aquele que não estava não tinha criado esse hábito dentro do seu público. Então ele teve que criar um hábito dentro do público que ele já atendia, criar uma cultura, para que ele crescesse.”
Comerciantes de Campinas (SP) investem na internet para driblar perdas causadas pela pandemia durante o período natalino
Reprodução/EPTV
Também confiante em que o uso da internet irá impulsionar as vendas, Fernanda Amaral vai ao encontro da fala de Aldo e lamenta não ter aderido à alternativa há mais tempo.
“É uma ferramenta de recuperação, de complemento… e mais do que isso: de aumento de venda. Nós nos arrependemos muito de não termos começado antes, porque [desta forma] você consegue vender para o mundo, você tem acesso ao mundo. O digital veio para ficar. Essa situação é irreversível.”, enfatiza.
Assista a outros destaques de Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Butantan enviará novo pedido de uso de mais 4 milhões de doses à Anvisa

O Instituto Butantan enviará, no início desta semana, um pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso...

Butantan pedirá uso emergencial de mais 4 milhões de doses da Coronavac

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse no domingo, 17, que irá solicitar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) uma nova autorização...

Pazuello convida governadores para ato de recebimento da vacina

O ministro da Saúde Eduardo Pazuello convidou os governadores dos estados a participarem de um “ato simbólico de recebimento das vacinas”. O evento será...

Vacinação: 112 profissionais de saúde já foram vacinados em SP

O estado de São Paulo começou sua campanha de vacinação contra a Covid-19 neste domingo, 17, logo após a aprovação de uso emergencial da...

Vacinação contra Covid-19 começa na quarta, às 10h, diz Pazuello

O Ministério da Saúde anunciou neste domingo, 17, que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil terá início na quarta-feira, 20, às 10h. Para...
- Advertisement -