sábado, janeiro 16, 2021

Anvisa afirma que dará aval para uso emergencial de vacinas em até 10 dias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou nesta segunda-feira, 14, que terá prazo máximo de 10 dias para concluir as análises de pedidos e emitir a autorização de uso emergencial de vacinas contra Covid-19 no Brasil.

O prazo começa a correr a partir do momento em que as farmacêuticas que entregarem todos os documentos solicitados pela agência. É fundamental que o medicamento passe por ensaios clínicos com voluntários brasileiros e tenha resultados previamente apresentados para a Anvisa.

A titulo de comparação, o pedido de registro (ou seja, autorização total do medicamento, com vacinação em massa), poderia levar até 60 dias.

O pedido emergencial autoriza somente a vacinação em grupos específicos — como idosos e pessoas com comorbidades, por exemplo — e requer que a farmacêutica acompanhe qualquer possível efeito adverso que ocorra com os pacientes.

A Anvisa reiterou que, até agora, nenhuma fabricante de vacina pediu autorização emergencial do uso de seu medicamento no país.

 

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Oxford: Voo que buscaria 2 milhões de doses da vacina na Índia é cancelado

O voô brasileiro que iria buscar as 2 milhões de doses da vacina de Oxford, na Índia, foi cancelado....

Philco doa todo seu estoque de oxigênio para Manaus

A Philco anunciou nesta sexta-feira, 15, a doação de “100% de seu estoque atual de oxigênio” ao governo do Amazonas. O material é utilizado...

Manaus: ‘não cumprimento das restrições’ levou a situação atual, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta sexta-feira, 15, que a situação crítica em toda a América do Sul, incluindo Manaus, não deve...

Cidades do interior do Amazonas fazem apelo por oxigênio medicinal

A situação das cidades do interior do Amazonas está indo pelo mesmo caminho de Manaus — que sofre com a falta de oxigênio em...

Pacientes de Manaus enviados para Teresina estão em área isolada

Por conta do desabastecimento de oxigênio em Manaus, capital do Amazonas, fez se necessário transferir pacientes para outras regiões brasileiras. O primeiro grupo a...
- Advertisement -