sexta-feira, janeiro 22, 2021

Brincadeira popular entre famílias no Natal será o coronavírus-oculto

Boa parte das famílias brasileiras optou por uma noite de Natal virtual. A lista de vantagens não é pequena. Ninguém vai brigar pelas coxas do peru nem pelos poucos fios de ovos. Dá pra “mutar” a tia chata que pergunta se os jovens estão de namorado novo e as piadas do tio do pavê. E quem quiser pode deixar uma foto no Zoom e ir dormir ou beber sozinho.

Já as famílias que resolveram fazer uma grande ceia substituíram o tradicional ami­go-oculto por outra brincadeira: descobrir qual parente tem o coronavírus-oculto. Não vale enfiar cotonete no cérebro, porque o exame demora. Nem medir a febre. Até porque sempre tem aquele primo que acha que o termômetro afeta sua glândula pineal e altera seu DNA.

Publicado em VEJA de 30 de dezembro de 2020, edição nº 2719

Ultimas Notícias

Butantan começa a distribuir segundo lote de vacinas para o Brasil

O Instituto Butantan iniciou nesta sexta-feira, 22, o início da distribuição do segundo lote de vacinas contra o coronavírus...

Oxford: 2 milhões de doses da Índia chegam ao Brasil

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade Oxford em parceria com a Astrazeneca chegou ao Brasil nesta sexta-feira, 22. As 2 milhões de...

Lewandowski encaminha à PGR notícia-crime contra Bolsonaro

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou à Procuradoria-Geral da República nesta sexta-feira uma notícia-crime oferecida por parlamentares do PCdoB contra Jair Bolsonaro e...

CoronaVac: Anvisa aprova uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial do segundo lote com 4,8 de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório Sinovac...

Governador do Amazonas tem audiência com embaixador da China

O governador do Amazonas, Wilson Lima, se reúne nesta sexta-feira em audiência virtual com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, para tratar...
- Advertisement -