domingo, janeiro 24, 2021

Após natal em lockdown, Itália afrouxa restrições

Após passar o natal em lockdown, a Itália irá flexibilizar as medidas de restrição sanitária por alguns dias. Entre 24 e 27 de dezembro, os cidadãos só podiam sair de casa por motivo de saúde, trabalho, urgência ou uma vez por dia para praticar exercícios. A partir desta segunda-feira, 28, o cenário ficou mais tranquilo e os italianos podem se movimentar pelas ruas da cidade sem precisar justificar o motivo.

A faixa laranja é a segunda mais restritiva do plano de controle da pandemia no país e continua proibindo o deslocamento entre regiões e municípios, além de manter o toque de recolher entre 22h e 5h. Por outro lado, o comércio não essencial pode funcionar desde que siga os protocolos sanitários determinados. Bares e restaurantes também podem atender em sistema de delivery e retirada. A flexibilização vale até quarta-feira, 30. De 31 de dezembro a 3 de janeiro, o lockdown volta a vigorar.

A estratégia, chama Decreto de Natal, vale para todo o país, sem distinção de regiões ou províncias e busca reduzir o risco de uma explosão no número de casos de Covid-19 no país após as festa de fim de ano. De acordo com Ministério da Saúde da Itália, o país contabiliza 2.055.277 casos e 72.370 mortes. pela doença.

 

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Covid: Alemanha adotará tratamento experimental usado por Trump

Remédios formulados com anticorpos para tratar a Covid-19 serão adotados pela Alemanha. A terapia, ainda experimental, foi usado pelo...

Após pedido de Aras ao STF, Pazuello viaja para o Amazonas

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, viajou hoje à noite a Manaus, capital do Amazonas, acompanhado do primeiro lote de 132.500 doses da vacina...

Oxford: o número de doses enviadas para cada estado brasileiro

O Programa Nacional de Imunização contra Covid-19 conta agora com mais uma vacina. Trata-se do imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford em parceria com a...

Oxford: Fiocruz sugere intervalo máximo entre primeira e segunda dose

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável por elaborar a bula e finalizar as doses iniciais da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela...

Oxford: infectologista da Fiocruz é o 1 º brasileiro a receber a vacina

O infectologista Estevão Portela foi o primeiro brasileiro a receber uma dose da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com...
- Advertisement -