segunda-feira, janeiro 25, 2021

Baleia Rossi lança candidatura à presidência da Câmara, e fala em vacina, reformas e auxílio emergencial

Baleia Rossi

SÃO PAULO – O deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) lançou oficialmente, nesta quarta-feira (6), sua candidatura à presidência da Câmara dos Deputados. Ao lado de líderes de boa parte dos partidos que integram seu bloco de apoio, o parlamentar agradeceu a aliança que reuniu congressistas de distintas alas ideológicas e defendeu um mandato independente de interferências de outros Poderes da República.

“Vivemos um momento histórico. Desde a redemocratização do nosso país, não tínhamos um movimento de união de partidos que pensam diferente formando uma frente ampla. E existe um motivo para isso: somos o que a sociedade espera. A sociedade quer mais união, mais compaixão, mais respeito, mais igualdade. A sociedade espera uma luta por democracia e por liberdade”, afirmou.

“Somos diferentes, pensamos diferente o papel do estado, a ação na economia, em vários pontos nós divergimos. Mas a beleza da democracia está no respeito e na boa convivência com quem pensa diferente de você. Não é porque a pessoa não concorda com suas teses que você precisa agredir, matar, diminuir as pessoas. A beleza da democracia é ter um amplo debate e buscar soluções”, continuou.

O discurso por uma gestão independente da casa legislativa pelos próximos dois anos tem sido o eixo central da campanha de Baleia Rossi, que é presidente nacional do MDB. O parlamentar conta com o apoio do atual presidente da casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e de um total de 11 partidos: PT (52), PSL (36), MDB (34), PSB (30), PSDB (33), DEM (29), PDT (26), Cidadania (7), PV (4), PCdoB (9) e Rede (1).

Juntas, as siglas somam mais de 257 deputados – o número necessário de votos para uma vitória em primeiro turno na eleição que ocorrerá em fevereiro, ainda sem data definida. Mas, como a votação é secreta é normal que haja dissidências nas bancadas entre os candidatos. É o que deverá ocorrer, por exemplo, com parte do PSL, sigla que abriga parlamentares bolsonaristas. Também há sinalizações de possíveis traições no PSB, PDT e DEM.

Coordenador da campanha de Baleia, o deputado Isnaldo Bulhões (AL), líder da bancada do MDB, minimizou o risco de perda de apoio de parlamentares de siglas que integram o autointitulado bloco independente. “A construção do bloco parlamentar foi pautada, acima de tudo, e conduzida pelas discussões. Nós não podemos partir de uma campanha do princípio… trabalhando para evitar defecções ou colocando isso na prioridade”, disse a jornalistas. Baleia não ficou para a coletiva de imprensa.

“A agenda está intensa de forma presencial e remota com os parlamentares e vai ter oportunidade, durante esses dias que antecedem a eleição para conversar com todos eles, conversar com outros partidos também, alguns partidos que ainda não definiram seu campo, se vão juntar em blocos parlamentares, se vão ter candidaturas próprias, e essa discussão continua no dia a dia. A campanha está começando agora e tenho certeza que esse bloco parlamentar votará unido na eleição da Câmara dos Deputados”, declarou o coordenador da campanha.

Durante o discurso de lançamento da candidatura, Baleia lamentou as mortes provocadas pela pandemia de Covid-19 e defendeu que o parlamento se una para cobrar vacina gratuita para todos os brasileiros. O deputado também disse ter conversado com Maia para que, em caso de necessidade, a Câmara se reúna durante o recesso para aprovar medidas urgentes e ressaltou importantes pautas aprovadas pela casa em 2020.

“Fizemos isso porque temos uma Câmara independente. Temos o dever de fiscalizar, de acompanhar as ações do Executivo. Exatamente por isso a Câmara não pode ser submissa, porque, se for submissa, ela não fiscaliza, não acompanha, não participa das questões que são importantes e do debate do nosso país”, sustentou.

“A Câmara é um espaço de representação da sociedade. Quanto mais setores da sociedade abrigar, mais legitimidade tem. Esse bloco está junto para defender a democracia, a liberdade, a independência do parlamento. Para defender a nossa Constituição. Estamos juntos para fazer as reformas que o Brasil precisa, com diálogo, com debate, com construção de soluções onde todos podem contribuir”, disse.

Baleia defendeu ainda a agenda de reformas econômicas e, em um novo aceno aos partidos da oposição que decidiram apoiar sua candidatura, falou sobre a possibilidade de se discutir o pagamento de novas prestações do auxílio emergencial ou uma ampliação do programa Bolsa Família.

“Precisamos de projetos para o nosso país, para que a economia possa se desenvolver novamente. Nossos objetivos são comuns: a geração de emprego e renda, diminuir as desigualdades, diminuir o desemprego, fazer com que os vulneráveis tenham uma oportunidade de vida melhor em nosso país. Por isso, é tão importante voltarmos a olhar a nossa pauta com responsabilidade fiscal, votando reformas importantes e também, por que não, voltar a debater o auxílio emergencial”, declarou.

“A pandemia não acabou. No ano passado, parecia que nós íamos virar o ano e a pandemia ia acabar. Essa não é a realidade, e nós temos hoje milhões de brasileiros que vão deixar de receber o auxílio emergencial e que vão voltar a ter grandes dificuldades de ter o mais básico, que é o alimento na sua mesa. Temos que buscar uma solução, ou aumentando o Bolsa Família ou buscando novamente um auxílio emergencial aos mais vulneráveis”, defendeu.

O lançamento oficial da candidatura de Baleia Rossi ocorre quase um mês após o evento do deputado Arthur Lira (PP-AL), líder do chamado “centrão”, que conta com o apoio do Palácio do Planalto e uma base de apoio formada por PL (43), PP (40), PSD (35), Republicanos (31), Solidariedade (13), Pros (10), Patriota (6), PSC (10) e Avante (8). Também se espera que o PTB (11) companha o bloco.

Além de Arthur Lira e Baleia Rossi, também pretendem participar da disputa os deputados Fábio Ramalho (MDB-MG), Capitão Augusto (PL-SP) e André Janones (Avante-MG). Parlamentares podem lançar candidatura até o dia da votação.

The post Baleia Rossi lança candidatura à presidência da Câmara, e fala em vacina, reformas e auxílio emergencial appeared first on InfoMoney.

Ultimas Notícias

Marinho diz esperar “sensibilidade” para definição sobre novo auxílio emergencial

Diante da crescente pressão por uma nova rodada de auxílio emergencial para ajudar os mais vulneráveis à crise da...

Para vacinar rapidamente é preciso despolitizar imediatamente

Assistimos hoje no mundo ao que se pode chamar de uma corrida entre infecções e injeções. Aliás, não uma, mas várias corridas – posto...

As respostas para as principais dúvidas sobre a vacinação contra Covid-19

A campanha de vacinação contra a Covid-19 começou no Brasil na última semana, após a aprovação de uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância...

Após pedido de inquérito, Pazuello vai a Manaus ‘sem data para voltar’

Ameaçado por um pedido de abertura de inquérito junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) e sentindo-se ameaçado no cargo, o ministro da Saúde, ...

Fura-filas terão que ‘esperar a sua vez’ para receber 2ª dose, diz Justiça

Além de ficarem sujeitos “à prisão em flagrante delito em caso de insistirem no ilícito”, as pessoas que foram consideradas “fura-filas” por terem tomado...
- Advertisement -