quarta-feira, janeiro 27, 2021

Com governo perdido, Brasil exportou 62,9 milhões de seringas em 2020

Além do atraso para o início da vacinação, a crise das seringas e agulhas também pesa. Países mais prevenidos compraram do Brasil no ano passado 62,9 milhões de unidades. O governo só lembrou de vetar a exportação no fim do ano.

Quem mais recebeu o material foi Chile, com 37.328.819. O ranking dos cinco maiores compradores deste importante insumo para a vacinação é seguido por Argentina, Estados Unidos, Paraguai e Equador. Os dados são do Ministério da Economia. 

Ultimas Notícias

Variante do coronavírus do Amazonas é identificada em São Paulo

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo confirmou nesta terça-feira, 26, que a variante do coronavírus encontrada...

DPU recomenda ao Ministério da Saúde sistema único de controle da vacina

A Defensoria Pública da União (DPU) enviou uma recomendação ao Ministério da Saúde nesta terça-feira para que seja implementado, com urgência, o Sistema Unificado...

Pfizer pode alterar vacina para que seja eficaz contra novas mutações

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse à Bloomberg nesta terça-feira, 26, que a farmacêutica pode modificar a composição atual da vacina contra a Covid-19...

Oxford: Fiocruz planeja pedir registro definitivo da vacina até sexta

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) responsável pela finalização da vacina contra Covid-19 da aliança Oxford/AstraZeneca no Brasil prepara-se para pedir para a Agência Nacional...

Um ano de pandemia: a situação exige ciência, atitude e urgência

A pandemia de Covid-19 completa quase um ano no Brasil e, no momento em que escrevemos este artigo, contamos com mais de oito milhões...
- Advertisement -