quinta-feira, janeiro 21, 2021

Vacinação começa até 4 dias após aprovação da Anvisa, diz Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta segunda-feira, 11, que a vacinação contra a Covid-19 começará no Brasil de três a quatro dias após a Anvisa conceder a autorização para uso emergencial.  “No primeiro dia que chegar a vacina ou que a autorização [pela Anvisa] for feita, a partir do terceiro ou quarto dia [a vacina] já estará nos estados e municípios para iniciar a vacinação”, disse Pazuello durante evento para apresentação do Plano Estratégico de Enfrentamento da Covid-19 no Amazonas, em Manaus.

Na última sexta-feira, 8, o Instituto Butantan e a Fiocruz submeteram à Anvisa o pedido de uso emergencial de suas respectivas vacinas contra a Covid-19. No Brasil, o Butantan é responsável pela produção e distribuição da CoronaVac, imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac. Já a Fiocruz é responsável pela vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a Astrazeneca. A Anvisa tem até dez dias para emitir o parecer final sobre a liberação da vacina.

Pazuello reforçou ainda que “todos os estados receberão simultaneamente as vacinas, no mesmo dia”. “A vacinação vai começar no dia D, na hora H, no Brasil. A prioridade já está dada. A prioridade é o Brasil todo”, afirmou. O ministro também ressaltou que a vacina será gratuita e não obrigatória “no que depender do presidente da República e do Ministério da Saúde”.

Ultimas Notícias

Pfizer inicia vacinação de voluntários do grupo placebo

A Pfizer anunciou nesta quarta-feira, 20, que dará início à vacinação dos voluntários brasileiros que fazem parte do grupo...

China revela reunião com Pazuello e entendimento sobre vacina

Em meio a rumores de que o atraso na chegada dos insumos para a fabricação das vacinas contra a covid-19 seria causado por um...

Brasil fica à frente apenas de três países na arrancada da vacinação

Nos primeiros quatro dias de vacinação, o Brasil ainda não atingiu uma parcela significativa da população, em comparação ao mesmo período com outros países...

Procuradores acionam PGR sobre falta de matéria-prima para vacina

Integrantes do Ministério Público Federal (MPF) em vários estados encaminharam ofício ao procurador-geral da República, Augusto Aras, para que o Ministério da Saúde e o...

Amazonas agora sofre com fake news e oportunistas na fila da vacina

Não bastasse a falta de oxigênio nos hospitais, o Amazonas agora sofre com oportunistas que tentam furar a fila da vacinação contra a covid-19...
- Advertisement -