terça-feira, maio 18, 2021

AME completa 1 semana de suspensão de internações graves por Covid e tem leitos de UTI sem uso


Medida foi tomada em 13 de abril por causa da falta de remédios para intubação. Secretaria de Saúde de SP afirma que número atual de medicamentos para procedimento só é suficiente para pacientes já hospitalizados. AME de Campinas segue com leitos vazios por falta de medicamentos para intubação
O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Campinas (SP) completou uma semana nesta terça-feira (20) de suspensão das internações de pacientes graves com Covid-19 que precisem ser intubados. O problema se deve à falta de medicamentos para realizar o procedimento e manter os doentes durante o tratamento. Diante disso, há 21 leitos sem uso, sendo 17 deles de terapia intensiva (UTI).
De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, a quantidade de remédios do kit intubação existente só é suficiente para os já hospitalizados na unidade, que está com atendimento exclusivo para sintomáticos do coronavírus desde 25 de março.
Campinas está com 85% dos leitos particulares de terapia intensiva (UTI) ocupados. No caso dos leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) municipal, a taxa salta para 98%, o que representa três vagas livres. O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp também estava com três vagas nesta tarde, sendo 40 o total de leitos de UTI.
Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI em Campinas
Já o AME está, nesta terça, somente com oito das 25 vagas de UTI preenchidas devido à restrição para intubação. Dos leitos de enfermaria, somente um dos cinco estava com paciente ate as 12h.
AME de Campinas está com falta do kit intubação
Reprodução/EPTV
A prefeitura divulgou nesta segunda (19) que 23 pacientes aguardavam por uma vaga em UTI, mas o Estado explica que novos pacientes só são transferidos ao AME de acordo com a avaliação médica. Se for um caso complexo que venha a precisar de intubação, precisa ser encaminhado para outro lugar.
O Ambulatório informou que recebeu mais medicamentos para o procedimento no último fim de semana, mas que a quantidade é insuficiente. A unidade aguarda o envio de mais remédios de intubação pelo governo federal para, então, reabrir para a transferência de casos graves de coronavírus.
O Ministério da Saúde foi procurado, mas não se posicionou até a publicação da reportagem.
O último boletim epidemiológico, divulgado pela prefeitura nesta segunda, aponta Campinas com 88.089 casos positivos de Covid-19 desde o início da pandemia e 2.816 mortes de moradores.
Leitos sem uso no AME de Campinas devido à falta de remédios para intubação de pessoas com Covid-19
Reprodução/EPTV
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1Campinas

Ultimas Notícias

Últimas notícias de coronavírus na região de Campinas em 18 de maio de 2021

Veja a atualização em cada município da área de cobertura do G1. Confira...

APP inédito traz sons dos anfíbios da Mata Atlântica

Ferramenta ajuda na identificação com o uso de filtros e conta ainda com informações das espécies como alimentação,...

Sanasa suspende fornecimento de água para dez locais em Campinas nesta quarta; veja bairros

Suspensão do serviço ocorre das 8h às 17h e atinge a região do Carlos Lourenço e Vila União....

Covid: projeto coordenado pela Unicamp quer usar inteligência artificial para identificar cepas e novos padrões da doença

Ideia é que sistema de computador analise diferentes dados do paciente, do histórico a exames de imagens e...

Cidades da região de Campinas retomam vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Americana e Sumaré retomaram a imunização nesta segunda (17). Já Indaiatuba e Paulínia ainda não definiram uma data;...
- Advertisement -