segunda-feira, maio 17, 2021

Amparo identifica falha técnica em transporte que provocou suspensão da vacinação e aguarda resposta da Anvisa sobre perda de doses


Estado pediu para que a prefeitura suspendesse a imunização de idosos de 64 anos por oscilação na temperatura de 740 doses da CoronaVac. Se agência identificar que a carga foi prejudicada, parte da aplicação terá de ser refeita. Amparo suspende vacinação para idosos de 64 anos após estado apontar erro no transporte
A Prefeitura de Amparo (SP) informou, na manhã desta sexta-feira (30), que o problema de temperatura que ocasionou a suspensão parcial da vacinação contra Covid-19 na cidade aconteceu por uma “falha técnica”. Agora, o Executivo aguarda uma análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para saber se 740 doses foram perdidas. Na quarta-feira (28), a administração precisou interromper a imunização de idosos de 64 anos por uma recomendação do governo estadual.
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, as doses, que são da CoronaVac, sofreram uma oscilação de temperatura e, por isso, não poderiam ser aplicadas. Além disso, o estado apontou que havia acontecido um erro no transporte das amostras por parte da prefeitura, que decidiu investigar se houve falha humana no traslado.
No entanto, segundo a coordenadora da Vigilância Sanitária de Amparo, Vanessa Coelho, a falha foi técnica porque houve uma diferença de temperatura entre os termômetros da prefeitura e do estado que ficam nas caixas que levam as doses da Diretoria Regional de Saúde 7 (DRS-7), em Campinas (SP), até Amparo. A CoronaVac, segundo a bula, deve ficar armazenada de dois a oito graus.
“Quando a gente saiu de Campinas na semana passada o nosso termômetro estava marcando 4.2 graus e quando a gente chegou em Amparo ele continuava assim. Mas o termômetro do estado marcou outra temperatura, que foi 1,6, que já fica abaixo do que é recomendado. É importante ficar claro que não é uma falha humana e estamos fazendo a revisão dos termômetros para que isso não ocorra novamente”, disse a coordenadora.
Ainda de acordo com Vanessa, a prefeitura só soube da diferença dos termômetros uma semana depois, quando foi buscar uma nova remessa de doses. Por isso, metade das 740 amostras já havia sido aplicada. Caso a Anvisa identifique que a oscilação de temperatura prejudicou a carga, a vacinação deste grupo terá de ser refeita.
O que diz o estado
O governo estadual afirmou ainda que “é responsabilidade das prefeituras a retirada, o transporte e armazenamento em temperatura adequada das doses” A pasta ressaltou que a cidade foi orientada sobre os critérios e procedimentos que incluem a notificação da alteração em formulário oficial do Ministério da Saúde, e que poderia ter notificado o problema antes.
“A oscilação de temperatura aconteceu no transporte pelo município e foi constatada por meio da consulta ao histórico do termômetro do GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica) de Campinas, que mede a temperatura a cada cinco minutos. O item, inclusive, acompanhou a grade enviada na semana passada e foi devolvido nesta semana. O município não fez a leitura das três temperaturas necessárias para monitoramento (mínima, máxima e do momento)”, completa o texto da nota.
Polêmica
A suspensão da vacinação para idosos de 64 anos foi anunciada no Facebook pela prefeitura na quarta-feira. No entanto, na ocasião, o governo municipal havia informado apenas que a decisão foi um pedido do estado.
A Secretaria Estadual de Saúde rebateu o argumento e disse que a prefeitura “deixou de informar aos seus munícipes e seguidores que a orientação decorre justamente da alteração de temperatura das vacinas ocasionada no transporte das doses pelo município, sendo crucial, neste caso, seguir a recomendação do Programa Nacional de Imunizações (PNI)”.
Segundo o secretário de Saúde da cidade, Fernando Cazotto, a informação não foi passada no aviso por “cautela”. “Somos parceiro do estado, inclusive eles nos dão todo o apoio. A importância dessa parceria vai continuar”, disse o titular da pasta.
Amparo suspendeu vacinação a pedido do estado
Reprodução/EPTV
VÍDEOS: saiba tudo sobre Campinas e Região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Cidades da região de Campinas retomam vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Americana e Sumaré retomaram a imunização nesta segunda (17). Já Indaiatuba e Paulínia...

Filha de vítima de feminicídio em Piracicaba relata trauma do crime: 'saber que sou filha do assassino é difícil'

Crime ocorreu em 2019. Psicanalista diz que filhos de mulheres que foram mortas de forma violenta devem ter...

Santo Antônio de Posse aciona polícia após perder R$ 30 mil com furto de cabos que parou serviço de água; vídeo mostra crime

Câmera registrou momento em que furto é praticado por dois suspeitos, que ainda não foram localizados. Sem chuvas significativas há 71 dias,...

Trabalhar mais de 55 horas por semana aumenta risco de morte, diz estudo

O trabalho dignifica o homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...

Trabalhar demais pode matar do coração ou de AVC, diz estudo

O trabalho dignifica o Homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...
- Advertisement -