terça-feira, março 2, 2021

Após Sumaré suspender vacinação por falta de doses, Saúde de SP diz que prefeitura usou só metade do lote


Pasta informou que município aplicou 5,7 mil doses, ou 53,3% do quantitativo recebido; Vigilância em Saúde aponta discrepância de dados. Paulínia (SP) também anunciou interrupção. Campanha de imunização também foi suspensa em Paulínia (SP) na noite desta terça (16)
Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Após a prefeitura de Sumaré (SP) anunciar, na sexta-feira (12), a interrupção da campanha de vacinação contra a Covid-19 por falta de doses, a secretaria estadual de Saúde informou, na noite desta terça (16), que a administração utilizou apenas metade do lote enviado.
Em nota, a pasta ressaltou que, ao todo, o município recebeu 10,8 mil doses do imunizante. “Deste quantitativo, conforme atualização do site ‘Vacina Já’, foram aplicadas 5,7 mil doses do imunizante, ou seja, somente 53,3% do quantitativo recebido. Portanto, ainda há doses para continuidade da campanha no município”, diz o texto.
A secretaria estadual de Saúde destacou ainda que “a execução da campanha, com organização e distribuição de quantitativos na rede de saúde, bem como aplicação das doses na população, é responsabilidade dos municípios”.
O que diz a Vigilância?
À EPTV, afiliada da TV Globo, a ‎superintendente de Vigilância em Saúde de Sumaré, Denise Barja, explicou que das 10,8 mil doses enviadas pelo estado, cerca de 8 mil já foram aplicadas, enquanto outras 2.680 são destinadas à aplicação da segunda dose do imunizante e, por isso, não podem ser utilizadas no momento.
A divergência entre os dados do município e do estado, segundo Barja, ocorre devido às instabilidades apresentadas pelo “vacinômetro” estadual, o sistema VaciVida. “O sistema está instável e todo mundo está alertando o estado sobre isso. Temos doses para lançar, mas com certeza não é a quantidade que o estado falou”, ressaltou.
Paulínia
Na noite desta terça, a prefeitura de Paulínia (SP) também informou a interrupção da campanha de imunização no município a partir desta quarta (17). Segundo a administração, apenas parte dos profissionais da área da saúde e idosos com mais de 85 anos puderam ser vacinados com as doses disponibilizadas até o momento.
“A prefeitura de Paulínia aguarda o envio de mais doses para atender outros grupos, conforme determina o Plano Nacional de Imunização do Governo Federal. Assim que isso ocorrer, a administração divulgará mais informações sobre a retomada da campanha”, diz, em nota.
A EPTV, afiliada da TV Globo, questionou a secretaria estadual de Saúde em relação à quantidade de doses disponibilizadas para o município, mas não obteve retorno até esta publicação. Assim que a pasta se manifestar, o texto será atualizado.
VÍDEOS: veja tudo sobre a região de Campinas
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Bolsonaro veta prazo de cinco dias para Anvisa aprovar vacinas

O presidente Jair Bolsonaro vetou nesta segunda-feira, 1º, para adequação à constitucionalidade e ao interesse público, o dispositivo que...

JBS abre 160 vagas para recém-formados em 38 cidades; veja lista

Relação de municípios inclui Amparo (SP), Jaguariúna (SP), Nova Veneza (SC), Brasília (DF) e Itapiringa (SC). Oportunidades são...

Hospital Sobrapar registra maior fila de espera por cirurgias de crânio e face em quatro décadas

Unidade sofre sobrecarga por conta da pandemia, já que outros centros estão dedicados ao enfrentamento da Covid-19; além...

Reclamações para Sanasa crescem 93,4% e valor da conta é principal motivo, diz levantamento

Em um ano, total de queixas recebidas por empresa responsável pelos serviços de água e saneamento em Campinas...

Participação e informação para evitar o colapso

A atual situação do Brasil na pandemia de Covid-19 em termos de contágio, mortes e saturação dos sistemas de saúde (público e privado) já...
- Advertisement -