sábado, fevereiro 27, 2021

Artistas e comerciantes de Campinas lamentam prejuízos após cancelamento do carnaval


Sem festas, desfiles e blocos, pequenos empresários recorrem a alternativas para suprir o ‘buraco’ no orçamento e esperam uma retomada no setor. Cancelamento do feriado de carnaval preocupa artistas e pequenos empresários em Campinas
Diante da revogação do ponto facultativo de carnaval em Campinas (SP), artistas e comerciantes que costumam lucrar durante o feriado reclamam dos prejuízos que terão no período. Pequenos empresários afirmam que, sem as festas e blocos, têm recorrido a alternativas para complementar o orçamento.
Empreendedor da área de eventos, Luiz d’Agostino passou a atuar como professor recreador em uma escola particular de Indaiatuba (SP) a fim de suprir o prejuízo deixado pelo carnaval e pagar as contas. O educador físico relata que, na folia, ganharia até sete vezes mais.
“A área de eventos traz mais recursos. A gente consegue trabalhar com várias áreas, vários eventos. Agora eu estou me dedicando a isso [recreação], mas, se Deus quiser, mais para frente vai voltar tudo ao normal”, diz o empresário, esperançoso.
Expectativa de retomada
Assim como Luiz, a produtora cultural Ariane Kali sentiu profundamente o impacto da pandemia e aguarda a retomada dos eventos para vencer as dificuldades financeiras. As fantasias, bonecos e itens decorativos, antes expostos em desfiles e blocos, permanecem guardados em caixas na empresa.
“Tem o IPTU do imóvel, que é uma ‘parcelinha’ de R$ 200 por mês, mais água e luz… Essas contas que estão vindo, a gente não tem mais caixa e vai esperar entrar alguma coisa e ver o que vai ser. A realidade é essa: você não sabe como você vai pagar as contas”, lamenta Ariane.
“É uma instabilidade, você não sabe se pode fechar um evento hoje e amanhã esse evento tem que ser cancelado, e você tem todo um transtorno de cancelamento, de contrato que precisa ser cancelado”, complementa a produtora cultural.
Fantasias e itens decorativos estão guardados em caixas
Reprodução/EPTV
Sem festas, sem lucro
Para a sambista Bruna Volpi, o carnaval é uma das épocas mais prósperas do ano, já que ela costuma ser contratada para cantar sambas-enredo, axés e marchinhas. Sem as festas, os agendamentos de shows foram quase nulos.
“É a época do ano em que eu mais tenho show, e são shows que se destacam do restante do ano. […] No último carnaval eu tive 18 [apresentações], e agora [tenho] um com possibilidade de desmarcar”, diz a sambista Bruna Volpi.
“Eu acho que assim que a gente conseguir vacinar o pessoal, o pessoal vai querer…. ‘opa, vamos tirar o atraso!'”, brinca a sambista.
No último carnaval, sambista Bruna Volpi teve 18 shows agendados
Reprodução/EPTV
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Valinhos antecipa imunização de idosos entre 80 e 84 anos e espera vacinar mais de 1,3 mil pessoas

Meta deve ser atingida com 80% das doses recebidas. De acordo com a administração, o lote restante...

Campinas autua comércios, e Valinhos tem bate-boca entre motorista e Guarda na 1ª noite de restrição de circulação

Um estabelecimento na metrópole teve as portas fechadas. Condutor de veículo de transporte por aplicativo não conseguiu terminar...

Região de Campinas tem três cidades em estado de atenção para chuvas, diz Defesa Civil

Boletim mostra que Artur Nogueira, Campinas e Pedreira registraram volume de precipitação superior a 80 mm nas últimas...

Oxímetro: taxa de erro é três vezes maior em pessoas de pele negra

Estudo americano mostrou que os oxímetros, aparelhos usados para medir o nível de oxigenação do sangue, sucesso de venda durante a pandemia, oferecem um...

Jovem morre após colisão entre motocicleta e carro em avenida de Campinas

Acidente foi na Avenida Magalhães Teixeira, bairro São Bernardo, próximo ao córrego Piçarrão. Acidente entre moto e carro...
- Advertisement -