segunda-feira, março 8, 2021

Câmara de Campinas anuncia retorno das sessões presenciais para o dia 22 de fevereiro


Reuniões estavam sendo feitos de forma remota desde março do ano passado. Com a mudança, encontros voltam a ser realizados nos dias regulares, às segundas e quartas às 18h. Câmara Municipal de Campinas
Fernando Pacífico/G1
A Câmara de Vereadores de Campinas (SP) anunciou, na manhã desta sexta-feira (12), o retorno das sessões presenciais na Casa para o dia 22 de fevereiro. As reuniões estavam sendo feitas de maneira remota desde março de 2020, por conta da pandemia da Covid-19. Com a mudança, os encontros voltam a ocorrer nos dias regulares, às segundas e quartas às 18h – no sistema online eram feitas às quintas.
No início do mês, antes da atual legislatura começar, o presidente da Casa, Zé Carlos (PSB), disse em entrevista ao G1 que o Legislativo da metrópole só voltaria a se reunir presencialmente quando houvesse “imunização em massa” contra o novo coronavírus. Questionado nesta sexta sobre o motivo da mudança de entendimento, o vereador afirmou que a decisão foi motivada pela reclassificação da região à fase amarela do Plano São Paulo e também pelo retorno de outras câmaras.
“Tivemos a mudança de fase do Plano São Paulo para uma menos restritiva e, além disso, muitas outras câmaras estão voltando, inclusive a Assembleia Legislativo. Portanto, eu acho prudente a gente voltar. Porque o serviço fica muito prejudicado com as sessões remotas. Então, nós vamos voltar com toda a segurança do mundo, o plenário vai ser completamente modificado. Foi feito um amplo estudo para que isso pudesse acontecer”, afirmou o presidente.
De acordo com a Câmara, só está autorizado o retorno de vereadores e de profissionais que dão suporte à sessão. Assessores e publico em geral não poderão entrar no plenário. Audiências públicas e reuniões de comissões temáticas devem continuar sendo realizadas pelo Sistema de Deliberação Remota.
A decisão também flexibiliza o expediente dos gabinetes dos vereadores que passam, a partir desta sexta, para realizar atendimento ao público externo das 9h às 15h, de segunda a sexta, mediante agendamento e respeito aos protocolos de combate à Covid-19. Já os setores administrativos funcionam com no máximo três servidores em regime presencial, mantendo os demais em teletrabalho.
A medida ainda obriga a dispensa dos vereadores, servidores públicos e demais colaboradores terceirizados da Câmara que apresentarem sintomas da doença.
Sessões remotas da Câmara de Campinas foram realizadas sempre às quintas
Câmara de Campinas
VÍDEOS: tudo sobre a vacina contra a Covid-19
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Covid-19: Edson, da dupla com Hudson, é transferido para UTI em SP

Sertanejo estava internado em leito clínico de hospital em Indaiatuba, mas teve uma...

Covid-19: municípios da região de Campinas pedem ajuda a vizinhos para evitar colapso na saúde

Com UTIs lotadas e escalada de casos, cidades enfrentam pressão nos hospitais, falta de respiradores e aumento no...

Covid-19: cidade de São Paulo chega a 1 milhão de vacinas aplicadas

A prefeitura da cidade de São Paulo, a maior capital do país em número de habitantes, projetou que chegará ao primeiro milhão de doses...

Nº de municípios interessados em consórcio por vacina cresce 27%; são 2.172 adesões, diz FNP

Frente Nacional de Prefeitos havia divulgado lista final na sexta (5), com 1.703 inscrições, mas total de prefeitos...

Indaiatuba fecha creche por 14 dias após três monitoras testarem positivo para Covid-19

Prefeitura informou que medida tem como objetivo evitar um surto na unidade, já que profissionais atendem mais de...
- Advertisement -