domingo, maio 16, 2021

Campinas afasta seis profissionais da educação por causa da Covid-19 na 1ª semana da volta às aulas


Entre os funcionários que apresentaram sintomas estão três serventes de limpeza, dois professores e uma zeladora. Escolas municipais de Campinas voltaram a receber alunos para aulas presenciais nesta semana
Reprodução/EPTV
A Prefeitura de Campinas (SP) confirmou nesta sexta-feira (30) que seis profissionais da rede municipal de educação foram afastados do trabalho por conta da Covid-19 nesta primeira semana de retomada das aulas presenciais.
Entre os afastados, três são serventes de limpeza, dois professores e uma zeladora – dois já tiveram a confirmação positiva da Covid-19. O primeiro caso foi de uma servente, de 47 anos, que apresentou estado febril.
Segundo a Secretaria de Educação, as escolas seguem as medidas preventivas recomendadas pelas autoridades sanitárias e uma equipe da Vigilância Sanitária investiga para saber se houve ou não provável infecção no ambiente escolar.
Volta às aulas
As aulas presenciais na rede municipal foram retomadas na segunda-feira (26) após 13 meses de suspensão por conta da pandemia.
No primeiro caso confirmado, a funcionária que apresentou sintomas trabalha em uma escola da região Sul – cujo nome não foi informado pela prefeitura – e cumpriu expediente no primeiro dia de aulas. O estado febril foi constatado quando ela chegou para o serviço na terça (27).
A mulher tem menos de 47 anos e, portanto, ainda não está na faixa de profissionais da educação que podem ser vacinados contra Covid-19. Ela foi afastada imediatamente, fez o teste para o diagnóstico e passa bem. Segundo a administração municipal, ela não teria tido contato com alunos e não houve registro de outras pessoas com sintomas até o momento. Nenhuma atividade escolar foi suspensa.
“Os casos são automaticamente reportados aos serviços de saúde competentes para o acompanhamento e adoção das medidas preconizadas. Não são todos os casos positivos de Covid-19 entre trabalhadores e alunos que a transmissão ocorre na escola. A equipe da Vigilância em Saúde faz a investigação dos casos, para definir se houve ou não provável infecção no ambiente escolar”, disse a prefeitura em nota.
Campinas está na fase de transição do Plano São Paulo, onde é permitida capacidade de até 35% dos alunos nas instituições de ensino, seguindo as medidas sanitárias. A metrópole já registrou 3.013 mortes por Covid-19 e 92,6 mil casos positivos entre moradores.
Movimento foi tranquilo na Escola Municipal de Ensino Fundamental Vicente Rao, em Campinas, nesta segunda-feira
Reprodução/EPTV
Sindicato dos servidores relatou caso suspeito
Na quinta-feira (29), o afastamento foi comentado pelo sindicato dos servidores municipais, que realiza desde a segunda-feira uma vistoria nas escolas autorizadas a reabrir – quatro foram barradas pela Vigilância por conta da necessidade de adequação, sendo que uma delas cumpriu os requisitos.
De segunda até esta quinta-feira, 40 unidades de ensino municipais foram visitadas pela entidade, que relatou ter verificado problemas relacionado às medidas de distanciamento social e falta de sinalização em algumas escolas.
Um documento preparado pelo sindicato será enviado ao Ministério Público do Trabalho (MPT), onde já há uma ação civil em andamento que apura a volta das aulas presenciais e as adequações das escolas.
A prefeitura informou que vem adotando as medidas indicadas pelas autoridades sanitárias.
“As escolas passam por processo de higienização, a cada troca de turno; as mochilas dos alunos são higienizadas; e a temperatura corporal de alunos, professores e funcionários é aferida. Também está incorporada à lavagem das mãos e higienização com álcool gel; uso de máscaras e face shield; e as carteiras nas salas de aulas, assim como os lugares nos refeitórios são disponibilizados com um distanciamento de 1 metro e meio”, disse a Secretaria na quinta.
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Furto de cabos de energia interrompe abastecimento de água em Santo Antônio de Posse

Cabos furtados são da bomba que faz a captação de água no Camanducaia...

Senai de Sumaré oferece dois cursos gratuitos de qualificação profissional para pintores

São 48 vagas e inscrições devem ser feitas on-line; aulas acontecerão presencialmente no mês de junho. O prédio...

Coronavírus: prefeituras da região de Campinas confirmam novos casos neste domingo, 16 de maio

Veja números de pessoas infectadas e de óbitos pela doença em cada cidade. Arte coronavírus Comunicação/Globo As prefeituras da região...

Últimas notícias de coronavírus na região de Campinas em 16 de maio de 2021

Veja a atualização em cada município da área de cobertura do G1. Confira as últimas notícias sobre o...

CPI da Pandemia recebe documentos sobre fraude na Saúde do DF

A CPI da Pandemia no Congresso já começou a receber as primeiras informações sobre fraudes na Secretaria de Saúde do Governo do Distrito Federal....
- Advertisement -