sábado, março 6, 2021

Campinas decreta volta às aulas presenciais na rede municipal a partir de 1 de março com 50% da capacidade


Rede municipal estava sem aulas presenciais regulares desde março de 2020, quando pandemia do novo coronavírus começou. Percentual de ocupação das escolas se refere à fase amarela do Plano São Paulo. Escolas da rede pública de Campinas (SP) devem retomar aulas presenciais no dia 1 de março de 2021
Reprodução/EPTV
A Prefeitura de Campinas (SP) publicou nesta segunda-feira (15) o decreto que autoriza o retorno das aulas presenciais nas escolas da rede municipal a partir de 1º de março. As instituições de ensino poderão receber até 50% dos alunos matriculados, conforme as regras do Plano São Paulo para a fase atual de flexibilização da economia na pandemia do novo coronavírus, a amarela.
As aulas do ano letivo de 2021 já começaram, mas de maneira remota, em 8 de fevereiro nas escolas municipais. O retorno presencial foi anunciado pela Secretaria de Educação de Campinas em 27 de janeiro. Serão três horas diárias, e não mais cinco, para facilitar a higienização. Turmas se revezarão no sistema misto, com uma semana na escola e outra online.
As unidades educacionais do município estavam sem receber alunos para aulas regulares desde o início da pandemia, em março de 2020. Todas as medidas e os protocolos sanitários devem ser seguidos nesta retomada.
Até janeiro, a rede municipal contava com 47 mil estudantes.
Unidades de ensino que reabrem aos alunos
Centros de Educação Infantil – CEIs, para o agrupamento III (pré-escola, de 4 a 6 anos)
Escolas Municipais de Ensino Fundamental – Emefs
Escolas Municipais de Educação de Jovens e Adultos – Ejas
Escolas Municipais de Ensino Fundamental de Educação Integral – Emefeis
Unidades Educacionais Fumec – UEFs, da Fundação Municipal para Educação Comunitária – Fumec
Centro de Educação Profissional de Campinas “Prefeito Antônio da Costa Santos”, Ceprocamp, da Fumec
Em relação às creches, o decreto desta segunda, de número 21.325, estabelece que “as atividades presenciais dos agrupamentos I e II (bebês até crianças menores de 4 anos) serão retomadas gradualmente, conforme comunicação da Secretaria Municipal de Educação”.
Nas redes particular e estadual, no entanto, a presença de alunos foi autorizada e já é uma realidade na metrópole desde 8 de fevereiro. Inclusive, algumas escolas tiveram que suspender as atividades presenciais após a confirmação de casos da Covid-19 entre alunos e funcionários. Na fase amarela, o decreto municipal permite até 70% da capacidade nessas instituições.
Em todas as instituições, continuam proibidas as atividades que gerarem aglomerações.
E se mudar de fase no Plano SP?
De acordo com o decreto da prefeitura, nas fases laranja e vermelha do plano estadual, ficam suspensas as atividades e aulas presenciais na rede municipal, voltando toda a programação para o sistema online.
Já as escolas estaduais e particulares deverão, em caso de regressão de fase, limitar a capacidade até 35%. Se o Departamento Regional de Saúde de Campinas (DRS-7) avançar futuramente para a fase verde, 100% dos estudantes poderão ir presencialmente às escolas.
No ensino superior, o decreto revela que as atividades presenciais poderão ser retomadas gradualmente, sendo até 35% do número de alunos matriculados durante a fase amarela e até 70% na fase verde. Se a DRS-7 regredir para as etapas vermelha ou laranja, ficam suspensas as aulas presenciais. Estas regras não se aplicam para cursos da área de saúde.
“Os cursos superiores de medicina, farmácia, fisioterapia, enfermagem, fonoaudiologia, odontologia, terapia ocupacional, nutrição, psicologia, obstetrícia, gerontologia e biomedicina ficam autorizados com a presença de 100% (cem por cento) dos alunos matriculados, em qualquer Fase do Plano São Paulo.”, reafirma o decreto.
Vídeos: o desafio da volta às aulas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Artistas de Indaiatuba participam da Virada Cultural Online de SP neste sábado

Evento da Secretaria de Cultura do estado tem parceria com a cidade e...

Fase vermelha tem início neste sábado: veja o que pode funcionar na região de Campinas

Fase mais restritiva tem validade até 19 de março. Estado liberou aulas presenciais, mas municípios têm autonomia para...

Curso preparatório para colégios técnicos oferece 80 vagas em Campinas; veja como se inscrever

Inscrições devem ser feitas até 30 de março na sede do Grupo Primavera, na Rua Luiz Aristeo Nucci,...

Espírito Santo do Pinhal descumpre decreto estadual e abre comércio não essencial na fase vermelha

Decisão foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (5). Administração do município justificou que medida foi tomada para...

Consórcio para comprar vacinas contra Covid tem lista com 22 adesões na região de Campinas, e 9 cidades fora; veja explicações

Dados consideram relação consolidada pela FNP, que coordena iniciativa para buscar imunizantes. Presidente da frente, Jonas Donizette diz...
- Advertisement -