segunda-feira, maio 17, 2021

Campinas notifica mais 21 mortes por Covid-19 e total vai a 2.914; casos chegam a 90,7 mil


Após sistema do Ministério da Saúde voltar a contabilizar casos, prefeitura confirma mais 1.359 infectados, recorde para um único boletim. Sepultamento de vítima da Covid-19, em Campinas
Osvaldo Furiatto
Campinas (SP) confirmou na tarde desta segunda-feira (26) mais 21 mortes por Covid-19, o que fez o total de vidas perdidas aumentar para 2.914 desde o início da pandemia. Os dados divulgados pela prefeitura indicam também acréscimo de 1.359 casos confirmados, recorde para um único boletim, mas que representa casos represados após o sistema do Ministério da Saúde ficar fora do ar na última semana. Com os novos casos positivos, a cidade totaliza 90.788 infectados.
O recorde de mortes divulgadas em 24 horas é de 6 de abril, quando foram 69 em único boletim. Os novos casos positivos e óbitos contabilizados pela administração não significam, necessariamente, que ocorreram no mesmo dia da divulgação, mas sim que foram registrados no sistema nesta data.
Números atualizados pela administração nesta segunda-feira:
Confirmados: 90.788 (1.359 a mais)
Óbitos: 2.914 (21 a mais)
Idade, sexo, comorbidades: veja o perfil das vítimas em Campinas
Acompanhe no gráfico abaixo o total de casos positivos desde 13 de março de 2020, quando Campinas registrou o primeiro morador infectado, e o acumulado diário com dados da administração.
Veja no gráfico abaixo o número de casos por dia, de acordo com o acréscimo diário de novos registros de Covid-19.
Mortes
A relação de novas vítimas tem 15 homens e seis mulheres, dos quais 16 apresentavam doenças preexistentes (comorbidades).
Entre os casos notificados nesta segunda estão três ainda do ano de 2020. Todos os óbitos de pacientes com Covid-19 ou suspeita de Covid-19 são analisados por um comitê do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) para que haja a certeza de que o óbito teve como causa principal a doença e complicações causadas pelo coronavírus.
Segundo Juliana Nativio, coordenadora da Coordenadoria de Informações Epidemiológicas, é esse trabalho que faz com que, ao longo da pandemia, ocorram notificações tardias, somente após todos os dados apurados.
Veja detalhes das mortes confirmadas nesta segunda:
25/08/2020: Mulher, 44 anos, com comorbidades.
19/12/2020: Homem, 80 anos, com comorbidades.
29/12/2020: Homem, 42 anos, com comorbidades.
31/03: Homem, 71 anos, com comorbidades.
15/04: Mulher, 64 anos, com comorbidades.
18/04: Homem, 66 anos, com comorbidades.
18/04: Homem, 73 anos, com comorbidades.
19/04: Mulher, 63 anos, com comorbidades.
19/04: Homem, 63 anos, com comorbidades.
19/04: Homem, 77 anos, com comorbidades.
20/04: Homem, 44 anos, sem comorbidades.
20/04: Homem, 50 anos, sem comorbidades.
20/04: Mulher, 65 anos, com comorbidades.
20/04: Homem, 73 anos, com comorbidades.
21/04: Mulher, 68 anos, com comorbidades.
22/04: Homem, 42 anos, sem comorbidades.
22/04: Homem, 43 anos, com comorbidades.
22/04: Homem, 51 anos, sem comorbidades.
22/04: Homem, 52 anos, sem comorbidades.
22/04: Homem, 75 anos, com comorbidades.
23/04: Mulher, 62 anos, com comorbidades.
Confira a curva do número de mortes acumuladas por dia do registro do óbito desde o início da pandemia no gráfico abaixo.
Veja no gráfico abaixo o número de óbitos por dia, com base na data do atestado de óbito.
VÍDEO: veja o que é destaque na região de Campinas
r
Initial plugin text
‘KIT COVID’ NÃO FUNCIONA×
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Cidades da região de Campinas retomam vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Americana e Sumaré retomaram a imunização nesta segunda (17). Já Indaiatuba e Paulínia...

Filha de vítima de feminicídio em Piracicaba relata trauma do crime: 'saber que sou filha do assassino é difícil'

Crime ocorreu em 2019. Psicanalista diz que filhos de mulheres que foram mortas de forma violenta devem ter...

Santo Antônio de Posse aciona polícia após perder R$ 30 mil com furto de cabos que parou serviço de água; vídeo mostra crime

Câmera registrou momento em que furto é praticado por dois suspeitos, que ainda não foram localizados. Sem chuvas significativas há 71 dias,...

Trabalhar mais de 55 horas por semana aumenta risco de morte, diz estudo

O trabalho dignifica o homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...

Trabalhar demais pode matar do coração ou de AVC, diz estudo

O trabalho dignifica o Homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...
- Advertisement -