segunda-feira, abril 12, 2021

Campinas pede apoio à Unicamp para identificar nova variante da Covid-19


Sem resultados de análises enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, Instituto de Biologia fará o sequenciamento genético para a prefeitura de Campinas. Pesquisador da Unicamp com frasco contendo o novo coronavírus (Covid-19)
Liana Coll/Unicamp
Sem receber do Instituto Adolfo Lutz os sequenciamentos genéticos para identificar uma nova variante da Covid-19 em Campinas (SP), a prefeitura pediu apoio ao Instituto de Biologia da Unicamp para realizar as análises de pacientes da cidade.
Mesmo sem a confirmação laboratorial de que a cepa de Manaus (P.1) circula entre os moradores, as autoridades de saúde do município dizem “não haver dúvidas” disso diante do aumento de casos e da agressividade atual da doença.
Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI em Campinas
Covid-19: Campinas registra mais 12 mortes e chega a 1.975
De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea Von Zuben, o volume de testes enviado ao Instituto Adolfo Lutz causa um represamento dos resultados e, por isso, a prefeitura começa a enviar as amostras à Unicamp.
A universidade confirmou que fará o sequenciamento, mas detalhes sobre como funcionarão as análises e o prazo para respostas serão divulgados nesta quinta-feira (11).
Testes enviados ao Lutz
Campinas havia divulgado, em 22 de fevereiro, o envio de 13 amostras ao Instituto Adolfo Lutz de pacientes da cidade para o sequenciamento genético e a escolha seguiu alguns critérios, como o de selecionar pacientes com maior gravidade, principalmente com menos de 40 anos, além de casos de reinfecção.
Apesar da possibilidade de que a variante P.1 esteja em circulação, as medidas de prevenção e combate são as mesmas: evitar aglomerações, fazer o uso de máscaras e higiene adequada.
Campinas tem 100 pacientes à espera de leitos Covid
Fila de pacientes
Campinas confirmou nesta quarta-feira (10) que conta com 100 pacientes à espera de leitos de UTI e enfermaria Covid-19.
Para tentar evitar o colapso da rede, a prefeitura anunciou a abertura de novas estruturas nas próximas semanas, o uso do Metropolitano, hospital ocupado para enfrentamento da pandemia e a previsão de reativação do Hospital de Campanha nos Patrulheiros.
Além disso, Campinas vai priorizar os hospitais Mário Gatti e Ouro Verde para casos de urgência e transferências dentro da rede, abrindo três centros de saúde exclusivos para pessoas com sintomas respiratórios a partir de segunda-feira (15).
Hospital Municipal Ouro Verde, em Campinas
Carlos Bassan
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Ciclista fica ferido após ser atingido por moto e arremessado em Campinas

Acidente aconteceu na tarde deste domingo (11), na Avenida John Boyd Dunlop. Homem...

Indaiatuba abre inscrições para apresentações culturais virtuais; artistas receberão R$ 750

Interessados precisam ter 18 anos ou mais e apresentar comprovante de endereço fixo na cidade. Materiais selecionados serão...

PATs da região de Campinas ofertam 324 vagas de emprego nesta segunda-feira; veja cargos

Relação inclui postos para diversos níveis de escolaridade e oportunidades exclusivas para PCDs. Em virtude da pandemia, unidades...

Moto fica partida após condutor atingir traseira de carro na Bandeirantes, em Campinas

Acidente foi na noite de sábado (10), em pista norte. Motociclista teve lesões graves, diz polícia. Moto partiu...

Covid-19: ação em Campinas lacra bar com 60 clientes e coberto por lona para 'disfarçar' abertura

Ação conjunta da Guarda e PM no Jardim São Domingos ocorreu na noite de sábado (10), segundo prefeitura....
- Advertisement -