quarta-feira, maio 5, 2021

Campinas recebe 1,3 mil alunos no 1º dia de retomada das aulas presenciais na rede municipal


Total representa 20,1% entre os 6,5 mil que podem voltar a frequentar as escolas em forma de rodízio, diz prefeitura. Balanço indica maiores adesões no Campo Grande e Ouro Verde. Alunos na Escola Municipal de Ensino Fundamental Vicente Rao, em Campinas
Reprodução/EPTV
O primeiro dia de retomada das aulas presenciais na rede municipal de Campinas (SP) teve adesão de 1.313 estudantes do ensino fundamental, segundo balanço divulgado pela prefeitura na noite desta segunda-feira (26). O total significa 20,1% entre os 6.504 que poderiam voltar em forma de rodízio, quantidade que representa limite de 35% definido pelo estado. A metrópole tem 19.514 matriculados.
A volta das aulas presenciais ocorre após 13 meses, em virtude da pandemia da Covid-19. Além da capacidade reduzida, a Secretaria de Educação também definiu regras de distanciamento entre as carteiras e outras medidas sanitárias para evitar a transmissão do novo coronavírus; veja abaixo.
Em nota, a administração destacou que as regiões Noroeste e Sudoeste, onde ficam os distritos do Campo Grande e Ouro Verde, foram as que mais tiveram alunos. Juntas, totalizaram 754 estudantes.
A presença nas escolas é facultativa e, por isso, cabe aos pais e responsáveis decidirem se os filhos retornam presencialmente ou acompanham as aulas por meio da plataforma digital. Além das escolas de ensino fundamental, houve o retorno nas unidades do Ceprocamp e no Ensino de Jovens e Adultos (EJA), além da Fumec. A retomada em colégios estaduais e particulares foi na semana passada.
Regras da rede municipal
Retorno híbrido, com aulas presenciais e por meio da plataforma digital.
Presença dos alunos não é obrigatória. Pais ou responsáveis podem decidir se enviam os estudantes.
Capacidade das salas de aula ficará restrita a 35% tanto durante a fase de transição quanto nas etapas vermelha e laranja do Plano São Paulo.
Todos os profissionais e os estudantes vão usar máscaras, já que receberão kits com os equipamentos de proteção.
O kit dos alunos terá quatro máscaras não descartáveis e álcool gel individual. Os professores, além das máscaras, também contarão com protetor facial (face shield).
As carteiras serão disponibilizadas com um distanciamento de 1,5 metro e totens com álcool gel serão distribuídos em pontos estratégicos das escolas.
O tempo de permanência dos alunos nas escolas foi reduzido de cinco para três horas, o que diminui o período de exposição e dá mais prazo para limpeza da unidade entre um turno e outro.
Os alunos dos dois turnos terão duas refeições cada (café da manhã e almoço ou almoço e café da tarde).
Alunos da educação integral, do ensino fundamental, terão aulas presenciais todos os dias.
Playlist: tudo sobre Campinas e região
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Indaiatuba divulga calendário de maio para pagamento de auxílio municipal de R$ 130

Valor começa a ser pago no dia 12 e segue até 19 de...

Obras em viaduto alteram itinerário de duas linhas de ônibus em Campinas; veja mudanças

Alterações nas linhas 130 e 212, que atendem os terminais Vida Nova e Itajaí, respectivamente, começam na segunda-feira...

PM resgata criança e prende mãe suspeita de agressão e abandono em Campinas

Policiais militares receberam denúncia de maus-tratos; menina de 3 anos foi encaminhada ao PS São José e a...

Covid-19: Campinas abre agendamento da vacinação para maiores de 60 anos nesta quarta

Cadastro também estará disponível para trabalhadores de saúde a partir de 35 anos. Inscrição deve ser feita a...

Covid: Campinas anuncia fim da fila de pacientes à espera por leitos de UTI e enfermaria

Desde que dados foram divulgados pela primeira vez, cidade registrou fila por vagas por 47 dias seguidos. Taxa...
- Advertisement -