quarta-feira, abril 14, 2021

Campinas tem 164 voluntários aptos e vacinados para atuar no combate à pandemia; veja áreas e como participar


Ao todo, 344 pessoas se cadastraram, mas nem todas estão elegíveis para ocupar funções na linha de frente do combate à Covid-19. Profissionais já começaram a trabalhar em Centros de Saúde e centros de imunização. Centro de Saúde São Bernardo, em Campinas, abre exclusivamente para atendimento da Covid-19
Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas
Campinas (SP) já pode contar com a ajuda de 164 voluntários da área da saúde para o combate à pandemia da Covid-19. Ao todo, a prefeitura recebeu o cadastros de 344 pessoas interessadas em doar parte do seu tempo para os centros de imunização, o atendimento de pessoas com sintomas respiratórios e também na urgência e emergência da Rede Mário Gatti.
O levantamento, feito pela Secretaria de Saúde a pedido do G1, considera o balanço mais recente, de 12 a 29 de março. Entre os cadastros recebidos até então, os 164 selecionados já se encontraram vacinados – com uma ou as duas doses -, um dos requisitos para o voluntariado.
Pessoas cadastradas: 344
Não imunizados: 163
Imunizados com uma ou duas doses da vacina: 181
Não elegíveis – estudantes, profissionais sem registro ou que não são da área da saúde: 17
Elegíveis para o voluntariado: 164, sendo 99 vacinados com duas doses e 65 com a primeira dose
Voluntariado x contratados
Com leitos hospitalares lotados desde o fim de janeiro, a prefeitura tem enfrentado dificuldade em encontrar profissionais capacitados para uma jornada integral.
O Hospital de Campanha, por exemplo, está em processo de contratação de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e as demais especialidades necessárias para tratamento de pacientes com coronavírus desde o início de março. Ainda não há data para a reabertura.
O trabalho voluntário aparece, segundo a prefeitura, como solução temporária para desafogar escalas de plantão e dar um respiro aos profissionais na linha de frente.
“A atuação como voluntário demanda algumas horas de trabalho. Não há o compromisso diário. A pessoa pode fazer um único plantão de 5 horas”, informou a administração municipal.
Ambulância em frente ao Hospital Metropolitano na cidade de Campinas, que concentra pessoas com Covid-19
DENNY CESARE/ESTADÃO CONTEÚDO
Ex-servidores e aposentados
Coordenadora do Centro de Educação dos Trabalhadores da Saúde (Cets), Alóide Ladeia Guimarães é a responsável pela convocação dos voluntários, de acordo com a demanda em cada linha de atuação. Entre os cadastrados, há ex-trabalhadores da Secretaria de Saúde do município e aposentados.
“Esses profissionais puderam escolher aonde eles gostariam mais, onde se sentiriam melhor atuando. Na medida do possível, a gente está incluindo essas pessoas, dentro do horários que escolheram, nos dias da semana que escolheram. Os tempos estão difíceis, mas quando a gente une forças, o trabalho fica mais leve para todo mundo”, afirma a coordenadora.
Cadastro segue aberto; veja como ser um voluntário
Profissionais da saúde se candidatam: ‘Não vou virar as costas’
Parte dos voluntários já está atuando
Segundo a Secretaria de Saúde, os primeiros voluntários começaram a atuar no dia 20 de março, o primeiro fim de semana com abertura de Centros de Saúde exclusivos para atender pessoas com sintomas gripais e respiratórios. Também iniciaram junto aos centros de imunização.
No caso dos que escolheram o trabalho na urgência e emergência, as áreas ainda estão se organizando para receber os colegas de profissão, informou a prefeitura.
Veja a divisão entre os selecionados:
Centro de imunização: 132 interessados
Atendimento sintomático respiratório: 63 interessados
Urgência e emergência: 44
Centro de vacinação contra a Covid-19 em Campinas (SP)
Adriano Rosa/Prefeitura de Campinas
Profissionais de saúde voluntários em Campinas por categoria
“A proposta é que eles se incorporem nos locais podendo inclusive flexibilizar um pouco mais a escala dos trabalhadores que estão atuando ali há tempos, com cansaço, às vezes com esgotamento emocional por estarem lidando com tantas dificuldades”, explica Alóide Ladeia.
Como ser um voluntário
A prefeitura disponibilizou um formulário online aos interessados em participar, onde é preciso destacar a área de formação, em qual setor teria interesse em colaborar e qual a disponibilidade. Após o preenchimento, as equipes farão contato para definir como será o trabalho.
Locais onde o voluntário pode atuar:
Centro de Imunização
Unidade de Atendimento a Sintomático Respiratório
Serviço da Rede de Urgência e Emergência
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Caçador de auroras boreais: o jovem brasileiro que vive em busca das ‘luzes coloridas’

De Sorocaba (SP), hoje Filippo Dias vive na Finlândia e divulga imagens do...

Jaguariúna realiza testagem em massa da Covid-19 nesta quinta e sexta-feira; veja como fazer

Para participar é necessário comprovar residência na cidade. Ação poderá ser feita pelo sistema drive-thru. Os testes...

Dossiê da polícia revela sofrimento de jovem perseguida por ex-namorado há 10 anos: 'Me acostumei a sentir medo'

Beatriz Alencar, de 25 anos, trouxe história à tona após fazer um post em uma rede social detalhando...

Furto de fios em semáforos causa transtornos em Campinas pela segunda vez na semana

Cabos de equipamentos na Vila Perseu Leite de Barros já tinham sido levados na segunda-feira (12). Avenida Paulo...

SP inclui pessoas de 60 a 64 anos na vacinação contra Covid-19

O estado de São Paulo incluiu idosos de 60 a 64 anos nas próximas etapas da campanha de imunização contra a Covid-19. Essa faixa...
- Advertisement -