terça-feira, abril 13, 2021

Campinas tem alta em estupros e roubos de carga em janeiro, mas queda em homicídios e furtos


Balanço com estatísticas criminais foi divulgado nesta quinta-feira (25) pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. 2ª Delegacia Seccional de Campinas (SP) concentra registro de homicídios na cidade
Fernando Evans/G1
Campinas (SP) registrou aumento nas ocorrências de estupro e roubos de carga em janeiro na comparação com o mesmo período de 2020. Por outro lado, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (25) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), a metrópole apresentou uma redução nos casos de homicídio e furtos em geral.
As estatísticas criminais apontam que 13 pessoas foram assassinadas em Campinas no mês de janeiro, seis a menos que o mesmo período de 2020 – uma queda de 31,5%.
Entretanto, se considerarmos apenas o período da pandemia da Covid-19, a partir de março de 2020, o número de homicídios dolosos foi o 2º maior, atrás apenas de abril, com 14 assassinatos.
Especialista em segurança pública, Ruyrillo Pedro de Magalhães ressalta que janeiro, de forma geral, apresenta aumento nas estatísticas criminais por ser um “período de calor e maior circulação”.
Ele atribui que o atual momento de baixa adesão ao isolamento social tenha ligação com a alta nos assassinatos considerando os meses da pandemia.
“Está quase que ficando ‘normal’, aumentou a circulação e com isso aumenta tudo, mais consumo de bebida, mais confusão, mais desajuste social”, pontua.
Dos 13 casos de homicídio doloso em janeiro, 12 ocorreram na área da 2ª Delegacia Seccional e um, que acabou registrado no plantão de ano novo, era da área da 1ª Seccional.
Estupros
Entre os crimes que apresentaram aumento em janeiro está o estupro. Foram 27 casos, uma média de um a cada 27 horas. O número representa uma alta de 35% em relação ao primeiro mês de 2020, quando a Polícia Civil notificou 20 ocorrências.
Dos 27 casos, 17 foram registrados como estupro de vulnerável, quando a vítima possui menos de 14 anos ou tenha alguma doença ou deficiência mental que a impossibilite de oferecer resistência. Em 2019, foram 14.
Crimes contra o patrimônio – Campinas
Crimes contra o patrimônio
Os crimes contra o patrimônio estão entre as ocorrências que apresentam queda durante a pandemia. O roubo de carga, entretanto, teve alta mesmo no comparativo com janeiro de 2020, antes dos primeiros casos de Covid-19 e medidas de restrição e isolamento.
Segundo o balanço da SSP, foram 23 ocorrências, contra 20 do primeiro mês do ano anterior, um aumento de 15%.
Já os furtos e roubos (em geral e de veículos) apresentaram redução, mas já com índices próximos ao período pré-pandemia.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Após semanas lotados, hospitais privados de SP têm queda nas internações

A pandemia do coronavírus parece apresentar sinais de melhora no estado de São Paulo. Na sexta-feira, 9, o secretário...

Campinas registra déficit de 12 mil doses de vacina contra a Covid para profissionais da saúde

Secretaria de Saúde enviou ofício pedindo o envio de mais doses, além de destacar que possui capacidade para...

Caminhão perde freio e atinge postes e muro de casa em Campinas

De acordo com a Polícia Militar, ninguém ficou ferido durante a ocorrência na Vila Aeroporto. Caminhão perdeu o...

Lentidão na aplicação de doses lota posto de imunização contra Covid-19 em Campinas

Prefeitura afirma que sistema de agendamento apresentou instabilidades, o que gerou espera. Morador relata demora de até uma...

Campinas tem mais 46 mortes por Covid-19 e total vai a 2.701; casos aumentam para 85,9 mil

Balanço divulgado pela prefeitura na tarde desta terça-feira (13) mostra mais 566 moradores infectados. Vítimas são 31 homens...
- Advertisement -