terça-feira, abril 13, 2021

Campinas tem cenas de desrespeito às regras da fase vermelha neste sábado; vídeo

Comércio e serviços na região do distrito do Campo Grande estão abertos e há, inclusive, registro de filas e aglomeração. Metrópole informou, na sexta, lotação máxima nas UTIs Covid da rede pública. Acic estima queda de 50% nas vendas durante o período de restrições em Campinas
Sob as regras da fase vermelha antes mesmo do restante do estado, Campinas (SP) registrou cenas de desrespeito às medidas restritivas por conta do aumento de casos, internações e mortes por Covid-19. Neste sábado (6), comércios e serviços funcionam normalmente na região do distrito do Campo Grande, inclusive com filas e aglomerações – veja vídeo acima.
Campinas: veja o que pode funcionar na fase vermelha
A metrópole registra 1.927 mortes pela doença e, segundo o último balanço, na sexta (5), nenhum leito de UTI Covid estava disponível na rede pública.
Na região central, a maioria das lojas permanece fechada, mas realiza vendas pela internet ou redes sociais, podendo atuar com o serviço de drive-thru.
Uma projeção da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic) é que o setor tenha uma redução de 50% no faturamento previsto entre 3 e 16 de março, data estipulada pela prefeitura de Campinas para a fase vermelha na cidade.
Segundo a Acic, o comércio deve ter um aumento de 15% no movimento do chamado e-commerce, mas em vez de faturar R$ 625 milhões no período, a nova projeção fala em R$ 312 milhões.
Pressão por leitos
Neste sábado, o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), esteve no Hospital Ouro Verde para acompanhar o atendimento a pacientes com Covid-19 e o trabalho para ampliação de leitos. Ele voltou a pedir à população que respeite as regras da fase vermelha e mantenha o isolamento para tentar brecar a disseminação do coronavírus.
“A cidade vai ter uma oferta maior de leitos, mas a tranquilidade só vai ocorrer quando a transmissão diminuir”, disse.
De acordo com Dário, o Hospital Ouro Verde, que conta atualmente com 55 leitos de UTI e 46 de enfermaria exclusivos para Covid-19, terá o acrescimento de mais 28 estruturas de retaguarda nas próximas semanas.
Além disso, a administração prevê a abertura até esta segunda-feira (8) de mais 15 leitos no Hospital Metropolitano, unidade particular ocupada pela prefeitura, além de outras 27 estruturas na UPA Anchieta-Metropolitana, sendo sete delas com suporte respiratório.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Avião da Azul faz pouso de emergência no Galeão após piloto relatar fumaça a bordo

Dois passageiros que se sentiram mal durante a situação precisaram ser atendidos pelo...

DIG prende suspeito e apreende fios roubados que seriam trocados por drogas em Indaiatuba

Policiais civis também localizaram porções de entorpecentes, simulacro de revólver, faca e cerca de R$ 2,5 mil em...

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19

Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos...

Campinas abre agendamento da vacinação contra Covid-19 para maiores de 67 anos

Cadastro deve ser feito no site, onde será informado horário e local de aplicação. Cidade conta com cinco...

Banco de leite da Maternidade em Campinas atinge nível mais crítico da pandemia; veja como doar

Hospital tem estoque de 139 litros, volume 30,5% inferior aos 200 indicados como mínimo ideal, e reivindica doações....
- Advertisement -