sábado, março 6, 2021

Campinas vai iniciar vacinação contra Covid-19 por 15 mil da saúde que estão na linha de frente


Prefeitura aguarda posição do Ministério da Saúde para definir data de início. Depois disso, doses serão destinadas aos demais profissionais da saúde, indígenas e quilombolas; veja ordem. Prefeito de Campinas, secretário de Saúde, diretora do Devisa e presidente da Rede Mário Gatti acompanharam reunião da Anvisa
Fernanda Sunega / PMC
Campinas (SP) vai iniciar a vacinação contra Covid-19 pelos 15 mil profissionais da área de saúde que atuam na linha de frente contra a doença, segundo a prefeitura. A nota foi divulgada na tarde deste domingo (17), após a a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar, por unanimidade, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford como imunizantes no país.
Vacinação contra Covid-19 em Campinas: tire dúvidas sobre como será o esquema
Após fracasso na importação de vacina, avião que iria à Índia decola de Viracopos para levar oxigênio até Manaus
A data para início da vacinação na metrópole está indefinida, uma vez que a administração aguarda posicionamento do Ministério da Saúde sobre a quantidade de doses que será disponibilizada. Além disso, não está confirmado qual tipo de imunizante será usado, embora o Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) já tenha reiterado que há segurança para os produtos autorizados pela Anvisa.
(Correção: A Prefeitura de Campinas errou ao informar que seriam vacinados 20 mil profissionais de saúde da linha de frente. Após a divulgação do número, a Secretaria de Comunicação retificou o dado e afirmou que o número correto é de 15 mil, desconsiderando-se o Hospital de Clínicas da Unicamp, que receberá doses via governo do Estado. A reportagem foi corrigida às 17h48).
“Uma parte desses profissionais serão vacinados nos hospitais onde trabalham, públicos e privados. Os demais farão agendamento nos centros de vacinação”, diz nota. A administração prevê cinco estruturas para vacinar a população, em diferentes regiões, das quais quatro já foram definidas. Cada um tem capacidade para aplicar até 1 mil doses diárias, e 300 profissionais serão mobilizados.
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou neste domingo, em entrevista coletiva no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) do Rio de Janeiro, que o governo federal começa nesta segunda, às 7h, a distribuição de vacinas para todos os estados. Ele prevê início da campanha para quarta-feira.
Cronograma
Depois de imunizar os profissionais da linha de frente, Campinas planeja aplicar as doses posteriores que receber aos demais trabalhadores da área de saúde, indígenas e quilombolas. Somente quando for finalizado este grupo a campanha será aberta, gradativamente, para cada um dos outros grupos de risco para a Covid-19, conforme ordem estabelecida pela Secretaria de Saúde.
1ª fase
De acordo com a prefeitura, 209,3 mil pessoas devem ser imunizadas na primeira fase de vacinação. A data para início de cada grupo, entretanto, depende do número de doses disponíveis na cidade.
Trabalhadores de saúde, indígenas e quilombolas: 63 mil
Idosos com 75 anos ou mais: 40,3 mil
Idosos com 70 a 74 anos: 26,3 mil
Idosos com 65 a 69 anos: 33,5 mil
Idosos com 60 a 64 anos: 40,1 mil
Imunização no HC
O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp informou, por meio de assessoria, que negocia com o governo de São Paulo o envio de doses para iniciar a imunização na unidade médica. A data, entretanto, não foi confirmada pela assessoria da unidade até esta publicação.
Veja mais informações no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Curso preparatório para colégios técnicos oferece 80 vagas em Campinas; veja como se inscrever

Inscrições devem ser feitas até 30 de março na sede do Grupo Primavera,...

Espírito Santo do Pinhal descumpre decreto estadual e abre comércio não essencial na fase vermelha

Decisão foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (5). Administração do município justificou que medida foi tomada para...

Consórcio para comprar vacinas contra Covid tem lista com 22 adesões na região de Campinas, e 9 cidades fora; veja explicações

Dados consideram relação consolidada pela FNP, que coordena iniciativa para buscar imunizantes. Presidente da frente, Jonas Donizette diz...

Após período de queda, ritmo de vacinação aumenta 35% no país

Após uma semana de queda constante, o ritmo da vacinação no Brasil está em aceleração. Entre 1 e 4 de março, a média móvel...

Fase vermelha não altera índice de isolamento e prefeito de Campinas faz apelo à população

Dário Saadi ressalta quadro de 'quase colapso' do sistema de saúde e pede que moradores cumpram o que...
- Advertisement -