terça-feira, março 2, 2021

Carnaval na pandemia: força-tarefa dispersa 13 mil pessoas em festas clandestinas em Campinas


De acordo com balanço da prefeitura, equipes fecharam 25 estabelecimentos e atenderam 43 ocorrências de perturbação do sossego entre a noite de sábado (13) e a madrugada deste domingo (14). Ação da Guarda de Campinas (SP) interrompe festa clandestina na madrugada deste domingo (14)
Guarda Municipal de Campinas
A segunda noite de atuação da força-tarefa da prefeitura de Campinas (SP) para coibir eventos em meio ao carnaval durante a pandemia da Covid-19 dispersou 13,3 mil pessoas em 16 festas clandestinas entre a noite de sábado (13) e a madrugada deste domingo (14).
Ao todo, as equipes fecharam 25 estabelecimentos comerciais por descumprimento de medidas sanitárias e realizaram 43 atendimentos de perturbação do sossego e 17 de pancadões. Balanço parcial indica cerca de 100 autuações de trânsito nos locais dos pancadões e por aglomeração de pessoas.
No dia anterior, a força-tarefa já havia dispersado ao menos 2 mil pessoas que participam de festas clandestinas. Até o último balanço, divulgado na sexta-feira (12), Campinas registrava 1.750 mortes por Covid-19 e 65,1 mil casos confirmados.
A taxa de internação em UTIs era de 77,3%, sendo que no SUS, a ocupação chega a 89%, com somente 13 vagas disponíveis.
Festas e aglomerações
A relação divulgada pela prefeitura de Campinas aponta que em dois dos locais fiscalizados havia cerca de 3 mil pessoas reunidas, em cada um deles. Parte dos eventos clandestinos dispersados pela Guarda Municipal eram realizados em chácaras da cidade.
Regiões com festas clandestinas encerradas no 2º dia:
Chácara Carraro: 3 mil pessoas
Chácara Céu Azul: 300 pessoas
Bar no Jd. Leonor: 400 pessoas
Festa no Jd. do Trevo: 120 pessoas
Chácara Morumbi: 350 pessoas
Festa no Distrito de Sousas: 600 pessoas
Nossa Sra. Aparecida: 1,5 mil pessoas
Taquaral: 800 pessoas
Jardim Itaguaçu: 100 pessoas
Jardim São Domingos: 300 pessoas
Jd. Santa Cruz: 300 pessoas
Parque Novo Mundo: 1 mil pessoas
Campo Belo: 3 mil pessoas
Jardim Paraíso: 300 pessoas
Bar no Jd. Campos Elíseos: 800 pessoas
Rancho Dois Mil: 500 pessoas
De acordo com a administração Guarda Municipal trabalha com efetivo ampliado, como seria em uma época normal de Carnaval, quando os blocos tomam as ruas da cidade.
A finalidade é evitar o descumprimento das medidas sanitárias em bares e restaurantes e também eventos com aglomeração de pessoas, que não tenham alvará e não sigam as medidas da Fase Amarela do Plano São Paulo.
A operação para evitar aglomeração e eventos sem autorização nos dias de Carnaval contou com a participação da Guarda Municipal, Policia Militar, fiscais da Vigilância Sanitária, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) da Secretaria Municipal de Saúde; Defesa Civil; Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb) e Setec (Serviços Técnicos Gerais).
Equipes durante fiscalização de cumprimento de quarentena no Carnaval, em Campinas
Divulgação/ Prefeitura de Campinas
Primeiro dia
Entre a noite de sexta (12) e madrugada de sábado (13), a equipe registrou oito ocorrências de pancadões. Nove multas foram emitidas por agentes da Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), 11 ocorrências de perturbação do sossego público foram registradas e 17 de descumprimento de medidas sanitárias.
Foram feitas ainda 25 autuações de trânsito e 45 orientações em relação ao descumprimento do decreto de quarentena.
Regiões com festas clandestinas encerradas no 1º dia:
Jardim Rosália: dispersão de cerca de 1 mil pessoas
Chácara Líder: dispersão de cerca de 200 pessoas
Chácara Tropical: dispersão de cerca de 200 pessoas
Campo Belo: dispersão de cerca de 400 pessoas
Vila Olímpia: dispersão de cerca de 200 pessoas
Força-tarefa foi montada para dispersão de festas clandestinas no Carnaval, em Campinas
Divulgação/ Prefeitura de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Bolsonaro veta prazo de cinco dias para Anvisa aprovar vacinas

O presidente Jair Bolsonaro vetou nesta segunda-feira, 1º, para adequação à constitucionalidade e ao interesse público, o dispositivo que...

JBS abre 160 vagas para recém-formados em 38 cidades; veja lista

Relação de municípios inclui Amparo (SP), Jaguariúna (SP), Nova Veneza (SC), Brasília (DF) e Itapiringa (SC). Oportunidades são...

Hospital Sobrapar registra maior fila de espera por cirurgias de crânio e face em quatro décadas

Unidade sofre sobrecarga por conta da pandemia, já que outros centros estão dedicados ao enfrentamento da Covid-19; além...

Reclamações para Sanasa crescem 93,4% e valor da conta é principal motivo, diz levantamento

Em um ano, total de queixas recebidas por empresa responsável pelos serviços de água e saneamento em Campinas...

Participação e informação para evitar o colapso

A atual situação do Brasil na pandemia de Covid-19 em termos de contágio, mortes e saturação dos sistemas de saúde (público e privado) já...
- Advertisement -