domingo, maio 16, 2021

Casal especialista em insetos cria kit de joaninhas para estimular contato de crianças com meio ambiente


Moradores de Paulínia (SP) criaram o projeto ‘Asas e Cores’, que ensina sobre metamorfose do inseto e estimula a consciência socioambiental. Com a pandemia, procura pelo material cresceu 50%, informa criador. Casal de Paulínia cria kit de joaninhas para crianças
Andreza Milani
A metamorfose é conhecida, por parte das pessoas, como a transformação da borboleta. Mas você sabia que a joaninha faz o mesmo processo? Para explicar o desenvolvimento biológico de maneira divertida, um casal de Paulínia (SP), especialista em insetos, deixou o mundo corporativo para criar uma loja com kits educativos que permitem acompanhar a vida do inseto.
Guilherme Trivellato e Katherine Pérez contam que a ideia de iniciar o projeto “Asas e Cores” surgiu da necessidade de tirar as crianças do mundo virtual e estimular o contato com o meio ambiente. E com a pandemia, o negócio também passou por uma metamorfose. Mais focado nas vendas on-line e delivery, registrou aumento de 50% nos pedidos.
“Quando entrou a pandemia, com todo mundo fechado dentro de casa, a gente só tem o celular e a televisão. Não tem muito para onde correr. Então, pelo menos cria uma semana em que a criança se envolve com um pouquinho de natureza”, explicou Trivellato.
O kit de joaninhas é composto por 15 larvas que vão se tornar adultas. Todas são colocadas em um espaço no qual é possível se movimentar e manter a distância para que não tenha interação entre elas e evite casos de canibalismo, o que é natural da espécie, segundo os entomologistas.
Já para o inseto se desenvolver, é preciso fornecer comida e água. Dessa forma, Trivellato explica que que cada conjunto contém ovos de mariposa esterilizados e uma substância que, “em contato com a água, vira um gel e esse gel não evapora”.
Segundo os criadores, a tecnologia foi produzida para não correr risco de a criança esquecer de reabastecer e as joaninhas morrerem desidratadas.
Após o processo da metamorfose, os insetos adultos estão aptos para sair do kit. Assim, a criança pode levar as joaninhas para qualquer área verde que tenham perto de casa.
A recomendação é que não demorem mais de cinco dias para soltarem depois do desenvolvimento ser concluído. À venda pela internet, há kits com o habitáculo e as larvas a partir de R$ 124,80.
Metamorfose da joaninha
O entomologista explicou que o processo de metamorfose da joaninha começa pelo ovo, mas que envia já como larva pelo fato da criança perder o interesse quando o resultado final demora a acontecer. Ele também contou que, após uma semana, o inseto vira uma pupa, e, com mais sete dias, surge a joaninha adulta.
“O legal do kit é que, depois que a criança vê a metamorfose, cuida, protege e ganha um apreço pela joaninha, ela vai soltar no jardim, na horta da escola e, assim, começa a parte socioambiental. Ela acaba entendendo que o ‘insetinho’ que ela cuidou vai comer o pulgão, vai comer a praga da couve que tem na escola, por exemplo, e entender o controle biológico sem inseticidas”, contou Trivellato.
Apesar de o produto conter 15 larvas, nem todas chegarão à fase adulta, de acordo com o biólogo. “A taxa de sucesso na natureza é cerca de 1%, então de 100 larvas, só uma vai virar joaninha. Quando está no kit que tem 70% de sucesso, tem um grande ganho na preservação da joaninha”, relatou.
Guilherme Trivellato e Katherine Pérez são entomologistas e criaram kit de joaninhas
Allan Ribeiro
Importância da natureza em tempos de pandemia
Idealizadora do projeto ao lado do marido, Ketherine Pérez ressaltou a importância de se conectar com a natureza em tempos de pandemia da Covid-19.
“Quando as pessoas estão em ambientes fechados onde não há muitas chances de interação com o mundo exterior, uma planta, uma flor, uma borboleta, uma formiga, um pássaro podem nos ensinar a ver a vida de outra perspectiva”, disse.
A bióloga conta que tem uma filha de dois anos e entende que não é possível isolar as crianças do mundo virtual, mas que é preciso apresentar outras realidades e ensinar desde cedo como cuidar do meio ambiente.
“Não queremos competir contra as opções digitais, elas já estão no mundo e são ferramentas importantes, o que queremos mostrar para ela é que o mundo é diverso, colorido, que somos parte da natureza e que há necessidade de conhecê-la para preservar”, frisou.
Benefícios do kit
De acordo com William Ken Yamashida, formado em biologia pela Unicamp, o transporte do kit de joaninhas para outras cidades, que duram em média dois dias, não é considerado danoso, uma vez que “esta classe de animais não precisa de condições muito específicas para sobreviverem”.
Ele completou que são necessárias apenas condições mínimas, como alimentação, para manter o inseto vivo.
Além disso, Ken explicou que a criação das joaninhas nativas da região não causa desequilíbrio da fauna. “Elas têm um hábito alimentar predador, sendo suas presas os pulgões e cochonilhas que são prejudiciais as plantas, e se por acaso não encontrarem esses animais, podem se alimentar também de pequenos artrópodes, como formigas e ácaros”, ressaltou.
O biólogo ainda destacou como o kit pode estimular uma consciência socioambiental e criar um senso de responsabilidade.
“Observar o desenvolvimento de insetos proporciona às crianças um contato mais íntimo com ciclos básicos da natureza, como a metamorfose, permitindo à criança uma vivência de etapas que o inseto precisa para atingir a fase adulta”, reforçou William.
Kit de joaninha criado por casal de Paulínia ajuda crianças a terem contato com a natureza durante a pandemia da Covid-19
Andreza Milani
*Sob supervisão de Fernando Evans
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Estudante é morta a facadas pelo companheiro em Santa Bárbara d'Oeste

Janaína Amorim Pereira da Silva, 24 anos, foi encontrada morta neste domingo (16)...

Vacinação: 87% dos brasileiros de 70 a 79 anos receberam ao menos uma dose

A vacinação contra a Covid-19 de pessoas com idades entre 70 e 79 anos chegou a 87,5% dos brasileiros. O quantitativo animador, porém, diz...

Superlaboratório Sirius 'abre as portas' ao público com visita virtual guiada nesta segunda

Evento começa às 10h e apresenta detalhes da maior estrutura científica do Brasil, instalada em Campinas (SP). Acelerador...

Com destaque no setor de serviço, região de Campinas inicia semana com 764 vagas de emprego

Levantamento do G1 mostra como se candidatar para postos de trabalho em 11 cidades. Em Hortolândia, há 120...

Campinas amplia rota da linha 346 a partir desta segunda-feira; veja alteração

De acordo com a Emdec, mudança ocorre para aumentar a circulação do transporte público no bairro Jardim Itayu....
- Advertisement -