terça-feira, abril 13, 2021

Chácara que receberia festa com show em meio à fase emergencial é lacrada em Campinas, SP


Organizador do evento recebeu multa de R$ 6 mil. Outros sete estabelecimentos também foram lacrados durante a fiscalização da Vigilância Sanitária, além de 33 comércios fechados. Chácara que receberia show durante a fase emergencial em Campinas é lacrada
Prefeitura de Campinas
Uma chácara do Jardim Novo Sol, em Campinas, foi lacrada na noite deste sábado (27) antes de receber uma festa grande com palco, caixas de som e bebidas alcoólicas. A fiscalização da Vigilância Sanitária e outros órgãos da prefeitura ainda autuou mais sete estabelecimentos, além de fechar 33 comércios.
Segundo a prefeitura, a chácara foi denunciada porque realizaria um evento clandestino. Cerca de 15 pessoas estavam nos preparativos para o show quando a fiscalização chegou.
Com a lacração, a chácara poderá reabrir quando Campinas estiver na fase laranja do Plano São Paulo. Atualmente, todo o estado está na etapa emergencial, com medidas restritivas para atentar frear o avanço das mortes e internações por Covid-19.
O organizador do evento foi multado em R$ 6.061,76, o que corresponde a 1.600 unidades fiscais de Campinas (Ufics). A fiscalização ocorreu por volta de 20h com participação do Procon, Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), Serviços Técnicos Gerais (Setec) e Guarda Municipal, além da equipe da Vigilância Sanitária.
Chácara que receberia festa com show em Campinas foi lacrada e só poderá reabrir quando situação da pandemia melhorar
Prefeitura de Campinas
Balanço do sábado e toque de recolher
Entre 20h de sábado e 5h deste domingo (28), 170 veículos foram abordados por guardas municipais em fiscalização do toque de recolher. Houve, ainda, a orientação a 436 pessoas e 94 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados, sendo 33 fechados e oito lacrados.
O toque de recolher vale até o final da Fase Emergencial. “Durante este período, só é permitida a circulação de pessoas que comprovem atuar em atividades essenciais, como hospitais e farmácias”, relembra a prefeitura, em nota.
No sábado, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) liberou que os órgãos de fiscalização encaminhar para delegacias pessoas que estiverem circulando sem justificativa plausível. A decisão derruba uma liminar concedida pela Justiça em primeira instância.
A operação do toque de recolher tem parceria com a Polícia Militar e a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec).
Guarda Municipal abordou 170 veículos durante a noite de sábado (27) em Campinas
Guarda Municipal
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Com licitação travada, Campinas terá acordo emergencial no transporte por seis meses

Vinícius Riverete diz que processo está em elaboração e valor da tarifa será...

Avião da Azul faz pouso de emergência no Galeão após piloto relatar fumaça a bordo

Dois passageiros que se sentiram mal durante a situação precisaram ser atendidos pelo serviço de saúde do aeroporto....

DIG prende suspeito e apreende fios roubados que seriam trocados por drogas em Indaiatuba

Policiais civis também localizaram porções de entorpecentes, simulacro de revólver, faca e cerca de R$ 2,5 mil em...

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19

Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos...

Campinas abre agendamento da vacinação contra Covid-19 para maiores de 67 anos

Cadastro deve ser feito no site, onde será informado horário e local de aplicação. Cidade conta com cinco...
- Advertisement -