terça-feira, abril 13, 2021

Com UTI neonatal superlotada, Caism suspende internações de recém-nascidos e gestantes


Falta de vagas neonatais fez com que hospital recusasse encaminhamento de gestante intubada com Covid-19, mesmo tendo vagas na UTI para adultos. ‘Situação crítica’, diz unidade. Com UTI neonatal superlotada, Caism suspende internações de recém-nascidos e gestantes
Reprodução/EPTV
Operando com 127% da capacidade na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal até a tarde desta quarta-feira (17), o Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Unicamp (Caism), em Campinas (SP), suspendeu as internações neonatais e de obstetrícia de baixo, médio e alto risco.
Mesmo com leitos de UTI disponíveis para adultos, a superlotação compromete o atendimento de gestantes pré-termo, ou seja, que têm menos de 37 semanas gestacionais.
Em ofício enviado à Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross) e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a unidade informou que a UTI neonatal, que possui 15 leitos disponíveis, está com 19 bebês internados. Já na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), que também possui 15 leitos, há 18 recém-nascidos.
“Dos 19 RNs [recém-nascidos] internados, 12 estão sob ventilação mecânica. Ainda temos quatro RNs em isolamento Covid, o que nos obriga a uma adequação do espaço físico para garantir a segurança da assistência […] Estamos em situação crítica de atendimento, já que nosso limite foi muito ultrapassado”, diz o texto.
A unidade é referência regional para atendimento de gestações de alto risco, bem como de bebês que nascem com menos de 1 mil gramas. Segundo o superintendente do hospital, Luís Otávio Zanatta Sarian, resta somente uma vaga de urgência na UTI destinada a adultos, que provavelmente será preenchida ainda nesta quarta.
UTI neonatal está superlotada; 12 dos 19 recém-nascidos precisam de ventilação mecânica
Reprodução/EPTV
‘Problema muito sério’
Ainda segundo Sarian, a falta de vagas neonatais fez com que, na semana passada, a unidade recusasse o encaminhamento de uma gestante que residia na região e estava intubada em decorrência da Covid-19, ainda que tivesse leitos de UTI livres para adultos.
“Não conseguimos acomodar gestantes pré-termo, uma vez que, caso o feto venha a nascer, não teremos como prestar assistência neonatal. Ficamos limitados em nossa capacidade de receber gestantes pré-termo, e temos dificuldade, inclusive, em conduzir aquelas que já estão conosco. É um problema muito sério de nossa região”, explicou o superintendente.
Sarian afirma ainda que o redirecionamento de pacientes é constante. “Praticamente todos os dias são redirecionados pacientes. […] Nós também solicitamos às Cross vagas em outros hospitais, com a finalidade de transferir nossos casos menos graves a fim de abrir vagas para recebermos os casos mais complexos”, pontua.
Caism, o Hospital da Mulher da Unicamp, em Campinas.
Reprodução/EPTV
O que diz o estado?
O G1 questionou a secretaria estadual de Saúde sobre a taxa de ocupação nas UTIs neonatais dos Departamentos Regionais de Saúde VII e XIV, de Campinas e São João da Boa Vista, respectivamente, além da quantidade de gestantes pré-termo e recém-nascidos na fila por uma vaga de UTI.
Em nota, a pasta se limitou a dizer que “não há solicitação pendente para pacientes gestantes pré-termo (Covid ou não Covid) e/ou leitos de UTI neonatal no sistema da Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde) referentes às cidades da região de São João da Boa Vista”.
A secretaria estadual de Saúde destacou ainda que as referências de UTI neonatal são as Santas Casas de Mogi Guaçu (SP) e Mogi Mirim (SP).
A Saúde não respondeu, no entanto, sobre a situação na região do Departamento de Saúde de Campinas, composto por 42 cidades.
VÍDEOS: veja assuntos de destaque na região de Campinas

Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Região de Campinas tem 51 mil aptos à tarifa social de energia, mas que estão fora do cadastro

Levantamento mostra que famílias que se enquadram nos critérios do benefício deixam de...

Após semanas lotados, hospitais privados de SP têm queda nas internações

A pandemia do coronavírus parece apresentar sinais de melhora no estado de São Paulo. Na sexta-feira, 9, o secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, revelou...

Campinas registra déficit de 12 mil doses de vacina contra a Covid para profissionais da saúde

Secretaria de Saúde enviou ofício pedindo o envio de mais doses, além de destacar que possui capacidade para...

Caminhão perde freio e atinge postes e muro de casa em Campinas

De acordo com a Polícia Militar, ninguém ficou ferido durante a ocorrência na Vila Aeroporto. Caminhão perdeu o...

Lentidão na aplicação de doses lota posto de imunização contra Covid-19 em Campinas

Prefeitura afirma que sistema de agendamento apresentou instabilidades, o que gerou espera. Morador relata demora de até uma...
- Advertisement -