terça-feira, abril 13, 2021

Covid-19: Campinas adia retorno às aulas presenciais na rede municipal para abril


Retomada estava marcada para segunda-feira (1º), mas avanço da pandemia e pressão no sistema de saúde mudaram os planos. Nova previsão de reinício é 5 de abril. Retomada das aulas presenciais foi adiado em Campinas
Arthur Menicucci/G1
A Prefeitura de Campinas (SP) adiou nesta quinta-feira (25) o retorno às aulas presenciais, que estava marcado para daqui quatro dias (1º de março), por conta do avanço da pandemia na cidade. Segundo a administração, a retomada ocorrerá em 5 de abril.
A decisão desta quinta-feira (25) é da Secretaria Municipal de Educação, que considerou apontamentos feitos pela Secretaria de Saúde.
“A Administração levou em conta a mudança no perfil epidemiológico (com mais jovens sendo afetados pela Covid-19), a ocupação de leitos de UTI-Covid de quase 100% no SUS, a suspeita de circulação da nova cepa do coronavírus na cidade e o impacto de circulação de pessoas que o retorno às aulas provocaria”.
Casos graves aumentam entre pessoas mais novas e sem comorbidades em Campinas
Mais cedo, em uma reunião com vereadores, o secretário de Saúde de Campinas, Lair Zambon, disse ser favorável ao adiamento neste momento por conta da oferta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para coronavírus.
“A ciência atribui muito pouco a volta dos alunos a uma disseminação da doença. Hoje parece muito claro que o nosso problema está nos bares, festas, comportamento social que não condiz com essa época (…) [No entanto] Agora estou defendendo [o adiamento] por conta por conta do limite de leitos”, resumiu o secretário.
“Apesar de acreditar que não contribui muito, mas sempre há uma maior movimentação das pessoas na cidade, então pela taxa de ocupação dos leitos, pela dificuldade de implantação dos leitos. Não é nem só pagar, o problema hoje é implantar os leitos, é encontrar capital humano que faça isso”, completou.
Lair Zambon, secretário de Saúde de Campinas
Reprodução/TV Câmara
Em uma audiência pública, Zambon afirmou que a cidade está no limite em termos de recursos financeiros e UTIs Covid. Disse, ainda, que pediu mais verba para o estado com a finalidade de abrir 15 novos leitos no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti.
Segundo adiamento
Inicialmente, a prefeitura previa retomar as atividades presenciais nas escolas em 8 de fevereiro. Porém, quando a região de Campinas retrocedeu para a fase laranja do Plano São Paulo, a decisão foi por adiar para 1 de março.
As aulas presenciais estão suspensas desde março de 2020, mês em que Campinas entrou em quarentena para tentar conter o avanço do novo coronavírus.
Variantes, casos mais graves e leitos
O Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) registra, desde o começo do ano, maior gravidade nos casos de Covid-19. O órgão chamou atenção para as internações de crianças com até 9 anos, o que não era registrado anteriormente, além de uma alta de hospitalizações e mortalidade em pessoas abaixo de 60 anos, principalmente nos grupos entre 40 e 59 anos.
Além disso, a diretora do Devisa, Andrea Von Zuben, destacou que entre 8% e 10% dos novos internados na metrópole são pessoas sem comorbidades, ou seja, com outras doenças associadas.
Segundo Andrea, a sugestão por medidas mais restritivas, além do apelo por uma colaboração da população para evitar aglomerações e manter o uso correto de máscaras e medidas de higiene são necessárias para que Campinas não atinja ou supere os números do pior momento da pandemia, entre julho e agosto de 2020.
Soma-se a isso a pressão por leitos de UTI Covid que a cidade vivencia há dias. No fim de semana passado, as unidades de saúde pública chegaram a registrar lotação máxima e, até quarta-feira, o Sistema Único de Saúde (SUS) municipal tinha leitos apenas para gestantes com Covid-19.
O Devisa alerta, ainda, para a possibilidade de Campinas ter circulação de variantes do novo coronavírus na cidade. Uma delas, a P.1, foi identificada em uma passageira que viajou de Manaus para Campinas. O órgão já enviou 13 pedidos de sequenciamento genético para o Instituto Adolfo Lutz.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Avião da Azul faz pouso de emergência no Galeão após piloto relatar fumaça a bordo

Dois passageiros que se sentiram mal durante a situação precisaram ser atendidos pelo...

DIG prende suspeito e apreende fios roubados que seriam trocados por drogas em Indaiatuba

Policiais civis também localizaram porções de entorpecentes, simulacro de revólver, faca e cerca de R$ 2,5 mil em...

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19

Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos...

Campinas abre agendamento da vacinação contra Covid-19 para maiores de 67 anos

Cadastro deve ser feito no site, onde será informado horário e local de aplicação. Cidade conta com cinco...

Banco de leite da Maternidade em Campinas atinge nível mais crítico da pandemia; veja como doar

Hospital tem estoque de 139 litros, volume 30,5% inferior aos 200 indicados como mínimo ideal, e reivindica doações....
- Advertisement -