segunda-feira, maio 17, 2021

Covid-19: Campinas vai vacinar agentes de trânsito junto com motoristas de ônibus a partir de 18 de maio


Público-alvo terá 2.009 pessoas, sendo 1.358 condutores, 256 permissionários do transporte alternativo e 395 agentes de mobilidade urbana. Veja calendário apresentado pelo governo estadual. Agente de trânsito fiscaliza movimento em local de prova da Unicamp, em Campinas, em foto anterior à pandemia
Fernando Pacífico/G1 Campinas
A Prefeitura de Campinas (SP) incluiu os agentes de fiscalização de trânsito no grupo dos motoristas do transporte público para vacinação contra a Covid-19. De acordo com o calendário do governo estadual, divulgado nesta terça-feira (20), condutores e cobradores de todo o estado começam a ser imunizados em 18 de maio.
Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), o decreto do governo estadual aponta que o grupo a ser vacinado inclui motoristas de ônibus e agentes correlatos do transporte.
“O termo ‘correlatos’ abarca os agentes da Mobilidade Urbana, que atuam diretamente na operação do transporte público, principalmente, nos terminais urbanos. É totalmente plausível que os agentes estejam contemplados nesta nova etapa de vacinação”, afirmou a Emdec.
Pelo cronograma estadual, motoristas e cobradores de ônibus de todo o estado iniciam a vacinação uma semana depois dos trabalhadores de trens e metrôs. A nova programação também inclui moradores com Síndrome de Down, pacientes renais em diálise e pessoas que passaram por transplante de órgãos e estão com imunidade baixa.
Moradores de 18 a 59 anos com Síndrome de Down: 10 de maio
Pacientes renais com diálise: 10 de maio
Transplantados imunossuprimidos: 10 de maio
Metroviários e ferroviários: 11 de maio
Motoristas e cobradores de ônibus: 18 de maio
Números
Campinas conta com 1.358 condutores de ônibus e outros 256 permissionários do transporte alternativo. Com os 395 agentes de mobilidade urbana, o público-alvo dessa etapa da vacinação será de 2.009.
Segundo o governo estadual, motoristas e cobradores do transporte público intermunicipal, que na região é operado pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), também serão contemplados com a imunização a partir de 18 de abril.
As vacinas são enviadas pelo governo estadual de acordo com a população-alvo de cada município, que é estimada pela prefeitura com base em estatísticas, dados técnicos e bancos de dados oficiais.
No caso dos motoristas e dos agentes de trânsito, conhecidos como amarelinhos, o número foi extraído dos dados oficiais. A população campineira para os demais grupos anunciados nesta terça-feira será contabilizado.
Até esta terça-feira, 165.730 moradores de Campinas tomaram um dose da vacina que imuniza contra o novo coronavírus. Destes, 99.023 já receberam as duas aplicações. Em relação ao número de habitantes, a metrópole tem 13,65% da população com primeira dose e 8,16% com as duas.
Veja a evolução da imunização nas outras cidades da região
Desde 2015, o transporte público de Campinas não conta com cobradores, após o cargo ser extinto sob o pretexto de reduzir a circulação de dinheiro dentro ônibus e, por consequência, os roubos. O transporte público municipal só deixou de aceitar pagamento em dinheiro dentro dos coletivos em 2019, após uma investigação do Ministério Público do Trabalho (MPT) e a judicialização do caso.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Cidades da região de Campinas retomam vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Americana e Sumaré retomaram a imunização nesta segunda (17). Já Indaiatuba e Paulínia...

Filha de vítima de feminicídio em Piracicaba relata trauma do crime: 'saber que sou filha do assassino é difícil'

Crime ocorreu em 2019. Psicanalista diz que filhos de mulheres que foram mortas de forma violenta devem ter...

Santo Antônio de Posse aciona polícia após perder R$ 30 mil com furto de cabos que parou serviço de água; vídeo mostra crime

Câmera registrou momento em que furto é praticado por dois suspeitos, que ainda não foram localizados. Sem chuvas significativas há 71 dias,...

Trabalhar mais de 55 horas por semana aumenta risco de morte, diz estudo

O trabalho dignifica o homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...

Trabalhar demais pode matar do coração ou de AVC, diz estudo

O trabalho dignifica o Homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...
- Advertisement -