domingo, maio 9, 2021

Em 100 dias à frente de Campinas, Dário entrega parte das ações, destaca combate à pandemia e defende lei de comissionados


Em janeiro, prefeito havia traçado plano de 72 metas, mas algumas não saíram do papel – como a assinatura da locação para implantar um hospital pediátrico. Veja a relação. Prefeito de Campinas, Dário Saadi apresenta resultados dos 100 primeiros dias de gestão
Manoel de Brito
O prefeito de Campinas (SP), Dário Saadi (Republicanos), apresentou nesta segunda-feira (12), data em que completa 102 dias à frente do Executivo, um balanço sobre as ações dos 100 primeiros dias de gestão. Eleito em meio à pandemia com o cartão de visitas de ser médico e ter experiência de 30 anos no SUS, ele descortinou a apresentação desta tarde com ênfase na segunda onda da pandemia: valorizou ações na área da saúde que buscaram evitar indicadores ainda piores e justificou metas incompletas. Veja, abaixo, parte das ações.
O plano apresentado em 11 de janeiro possuía 72 propostas, sendo que parte foi cumprida e outra quantidade não saiu do papel. Uma das promessas não concluídas é a assinatura do contrato para implantar do hospital pediátrico Mário Gattinho, o que segue incerto.
Dário iniciou a apresentação dos resultados ao afirmar que assumiu a prefeitura em um momento de mais controle da pandemia e que, com o avanço rápido da segunda onda, foi preciso concentrar forças em ampliar a rede de saúde. Em janeiro, Campinas contava com 74 leitos de UTI Covid-19, número que subiu para 162 atualmente.
“Infelizmente, a segunda onda da pandemia veio de uma maneira tão forte e tão avassaladora que nós tivemos que aumentar o número de leitos de UTI em mais de 125%”, disse, e citou a requisição administrativa do Hospital Metropolitano como uma das medidas.
Desde janeiro, Campinas viu os novos registros de mortes saltarem até o recorde de 69 óbitos confirmados em 24 horas, e passou a conviver com fila de espera por leitos — atualmente de 49 pessoas, mas que chegou a ter 200. Nos últimos dias, a cidade começou a registrar queda nas internações.
No contexto dos efeitos da pandemia, Dário foi questionado sobre a possibilidade de implantar um auxílio de renda municipal e voltou a condicionar o projeto à possibilidade de orçamento. Além disso, listou iniciativas como a ampliação do Cartão Nutrir para 26 mil famílias e a distribuição de cestas básicas e kits de hortifrúti para cerca de 40 mil.
“Nós estamos buscando no orçamento condições para isso. Se não aplicarmos, é porque o orçamento não permitiu. (…) Estamos fazendo estudos muito minuciosos dentro do orçamento, mas enquanto a gente não tem a garantia de fazermos uma ação direta dessa, nós estamos fazendo ações que são importantes a atingem mais de 10% da população”.
Dário Saadi, prefeito de Campinas
Manoel de Brito
Durante a coletiva de imprensa, o prefeito também defendeu a nova lei que regulamenta os cargos comissionados da administração municipal. O projeto de lei chegou a ser criticado pela oposição na Câmara, que apontou pouca redução no número de cargos em comissão.
“Na campanha eleitoral, fui muito claro e falei que íamos reduzir em torno de 10% o número de cargos comissionados, que são cargos em comissão ocupados por pessoas fora da máquina. Nós temos hoje 500 pessoas que ocupam esses cargos e reduzimos em 52, que dá mais de 11%. Então em relação questão dos comissionados, nós cumprimos o compromisso que assumimos”.
As metas
O plano foi disponibilizado uma página especial. O grupo de ações não incluía a conclusão de obras do BRT (ônibus de trânsito rápido), as parcerias público-privadas (PPP) para coleta do lixo e iluminação pública, e a hipótese de construção de escolas de tempo integral.
VEJA PLANO DOS 100 PRIMEIROS DIAS DE GOVERNO
Dentre as metas, foram destacadas questões nas áreas de saúde, educação e segurança. Segundo a prefeitura, o investimento total foi de R$ 100 milhões. Veja, abaixo, parte do que foi prometido e o que foi feito.
Saúde
O que foi prometido: convocação de 200 médicos
O que foi feito: prefeitura afirma que 53 médicos já estão trabalhando, 63 estão em processo de admissão e 89 já foram convocados — total de 205.
Dário Saadi faz balanço sobre 100 primeiros dias de gestão na Prefeitura de Campinas
Manoel de Brito
O que foi prometido: assinatura do contrato de locação com os proprietários do Hospital Metropolitano para implantação do Hospital Pediátrico Mário Gattinho.
O que foi feito: contrato não foi assinado. Prefeito afirma que aguarda a decisão judicial sobre uma ação de despejo da atual administração do Hospital Metropolitano, que passou a se chamar Wakanda, e admite que trabalha com a possibilidade de ter que buscar um “plano B” caso a situação não evolua favoravelmente para a prefeitura.
Hospital Metropolitano, novo Hospital Wakanda, foi requisitado pela Prefeitura de Campinas
Reprodução/EPTV
O que foi prometido: abertura da licitação para o Hospital da Mulher – vai funcionar ao lado do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e a estrutura deve atender média de 500 pacientes por dia.
O que foi feito: licitação foi aberta e está em fase de análise de propostas.
O que foi prometido: entrega da ampliação da área de oncologia do Mário Gatti.
O que foi feito: não foi entregue. Prefeitura afirma que a obra está concluída e em fase de “entrega e implantação”.
Educação
O que foi prometido: entrega de três creches.
O que foi feito: Unidades foram entregues, segundo a prefeitura. Uma delas foi construída, enquanto duas foram reformadas e ampliadas. Juntas, têm capacidade para receber 633 crianças, com idade de 0 a 5 anos, nos períodos parcial e integral.
Justiça
O que foi prometido: redução e regularização dos cargos em comissão.
O que foi feito: projeto foi aprovado na Câmara e está em fase de implantação na prefeitura. Segundo o prefeito, 52 funcionários comissionados que atuam como assessores serão exonerados, garante Dário. Atualmente, a prefeitura possui 470 servidores nessas funções.
Segurança
O que foi prometido: inauguração da Sala Lilás do programa guarda amigo da mulher.
O que foi feito: local foi inaugurado em 8 de março. A estrutura instalada na base da Avenida Moraes Sales serve como um espaço de acolhimento do Programa Guarda Amigo da Mulher para mulheres vítimas de violência doméstica.
O que foi prometido: inauguração da Base da Superintendência de Ações Especiais na Vila Industrial:
O que foi feito: prefeitura afirma que local funciona desde o início e abril. O prédio abriga o Grupo de Apoio Especial e o canil da Guarda.
O que foi prometido: início da construção da base da Guarda no distrito de Sousas.
O que foi feito: está em execução a terraplanagem do terreno, informou o prefeito.
Cultura
Vídeo comemorativo dos 100 anos de nascimento do compositor Zé Keti: cumprido
Apresentação do plano de gratuidade de concertos da Orquestra: cumprido
Implantação do Selo Amigo da Cultura: cumprido
Esportes
O que foi prometido: regulamentar o uso da Lagoa do Taquaral para prática de esportes aquáticos.
O que foi feito: ainda não foi colocado em prática. Segundo a prefeitura, será publicado no Diário Oficial “nos próximos dias”. A medida vai liberar a prática de canoagem, remo, stand up e maratona aquática para atrair 500 atletas por mês nos esportes.
Transportes
Entregues três novas ciclovias e um bicicletário.
Ciclovia Vila Aeroporto / Campos Elíseos
Extensão: 2,9 km
Ciclovia Pirelli Sírius
Extensão: 2,3 km
Ciclovia Luiz Smânio / Amarais
Extensão: 7 km
Bicicletário Barão Geraldo
Capacidade: 8 paraciclos para 16 bicicletas.
Área de implantação: 32 m².
Localização: entrada do terminal Barão Geraldo.
Serviços Públicos
Coleta mecanizada nos bairros Ponte Preta e Jardim Proença: em funcionamento parcial.
Implantação de tirolesa com 700 metros de extensão na Lagoa do Taquaral: ainda não foi implantada. Prefeitura afirma que obra está 90% concluída.
Implantação do Complexo Esportivo Idalina Caldeira de Souza Pereira, no Parque Floresta: concluída, segundo prefeitura.
Manutenção da cidade: licitação para contratar empresa que vai fornecer 330 funcionários para trabalhar nos serviços de capinação, limpeza de vias e sarjetas, calçadas, terrenos públicos, córregos, entre outros serviços.
Recursos Humanos
Criação de um grupo de trabalho para discutir e implementar políticas de inclusão, proteção, reconhecimento e estímulo aos servidores negros, mulheres e pessoas com deficiência: prefeitura promete publicar decreto ainda na primeira quinzena de abril.
Prontuário digital do servidor público: implantação feita em 1° de abril.
Elaboração de um projeto de lei que amplia de cinco para 20 dias a licença-paternidade dos servidores municipais: proposta ainda será enviada à Câmara.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Sputnik V: os entraves que ainda dificultam o uso da vacina no Brasil

Nenhum outro fabricante de vacina contra a Covid-19 encampou um embate público tão ruidoso com a Agência Nacional de...

Santo Antônio de Posse oferece palestra gratuita sobre fotografia de rua; veja como participar

Evento acontece no dia 10 de maio, das 18h às 21h, em conferência online. Ao todo, são 100...

Unicamp 2022: comissão divulga prazo para pedidos de isenção; veja critérios

Solicitações podem ser feitas a partir do dia 24 de maio, segundo a universidade. Assim como no ano...

Fogo próximo à linha férrea mobiliza bombeiros em Valinhos; vídeo

Chamas foram controladas rapidamente e ninguém se feriu. Corporação afirma que incidentes como esse são comuns durante o...

Carro capota e deixa duas mulheres feridas na SP-340 em Santo Antônio de Posse

Acidente aconteceu às 13h10 e uma das faixas ficou bloqueada por 30 minutos. Passageiras foram encaminhadas para a UPA de Jaguariúna. ...
- Advertisement -