domingo, maio 9, 2021

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19


Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos pela prefeitura. Cidade soma 2.655 motes e 85,3 mil casos da doença. Prefeito de Campinas, Dário Saadi apresenta balanço de atendimento de pacientes com suspeita de Covid-19
Manoel de Brito
Em 100 dias, as unidades da rede municipal de saúde de Campinas (SP) atenderam cerca de 133 mil pessoas com suspeita de Covid-19. O número, apresentado nesta segunda-feira (12) pelo prefeito Dário Saadi (Republicanos), equivale a aproximadamente 11% da população campineira.
Dário apresentou o dado na coletiva de imprensa em que listou as ações adotadas pela prefeitura nos 100 primeiros dias de governo. Segundo ele, as 133 mil pessoas procuraram atendimento com síndrome gripal. A taxa de confirmação dos casos de Covid-19 não foi informada.
O balanço equivale às consultas realizadas nas 67 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), nas quatro UPAs e nos dois hospitais municipais (Mário Gatti e Ouro Verde), mas não considera os pacientes atendidos em unidades particulares ou no Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp.
“Nós tivemos, nos 100 primeiros dias, 133 mil pessoas sendo atendidas com síndrome gripal tanto nas UPAs, no Mário Gatti e Ouro Verde, e nas Unidades Básicas de Saúde. Isso mostra que mais de 11% da população de Campinas, em números absolutos, foram consultadas com suspeita de Covid-19 na rede pública de Campinas”.
Com a pandemia em avanço desde janeiro, Campinas vive o pior cenário em número de mortes, casos e novas internações por Covid-19. Nesta segunda-feira (12), a cidade atingiu 2.655 óbitos e 85,3 mil registros da doença.
Assunto principal da coletiva dos 100 dias, esse recrudescimento da pandemia foi contextualizado com a resposta que prefeitura deu em relação à oferta de leitos. Segundo Dário, houve aumento de 125% no número nas estruturas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de 85% nas enfermarias, o que não impediu a formação de uma fila de espera por vagas nos hospitais superlotados.
A cidade também viveu, no período, o pico de mortes registradas em 24 horas — 69. Desde o início de abril, a Secretaria Municipal de Saúde tem relatado queda no número de novas internações, mas a pressão na rede de saúde e a evolução mais grave da doença em jovens não permite relaxamento.
Abertura de centros de saúde
Veja quais os sintomas leves de Covid-19 que precisam de atendimento médico
Para atender a avalanche de pacientes que chegavam nas portas das unidades, a prefeitura optou por abrir centros de saúde aos fins de semana. A medida surtiu efeito ao reduzir a entrada nos dois hospitais municipais e permitir que as equipes médicas focassem nos internados.
Nos dois primeiros fins de semana da ação, a prefeitura abriu 14 centros de saúde para atendimento exclusivo de pacientes com suspeita de Covid. Em abril, o número foi reduzido para três por conta da demanda menor.
“Isso foi fundamental. No auge da segunda onda, esses centros de saúde funcionando, você tirou uma sobrecarga, uma pressão das UPAs, do Mário Gatti e do Ouro Verde, permitindo que os médicos e equipe de profissionais de saúde dessas unidades pudessem dar mais atenção aos pacientes que ali estavam”, analisou Dário.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Sputnik V: os entraves que ainda dificultam o uso da vacina no Brasil

Nenhum outro fabricante de vacina contra a Covid-19 encampou um embate público tão ruidoso com a Agência Nacional de...

Santo Antônio de Posse oferece palestra gratuita sobre fotografia de rua; veja como participar

Evento acontece no dia 10 de maio, das 18h às 21h, em conferência online. Ao todo, são 100...

Unicamp 2022: comissão divulga prazo para pedidos de isenção; veja critérios

Solicitações podem ser feitas a partir do dia 24 de maio, segundo a universidade. Assim como no ano...

Fogo próximo à linha férrea mobiliza bombeiros em Valinhos; vídeo

Chamas foram controladas rapidamente e ninguém se feriu. Corporação afirma que incidentes como esse são comuns durante o...

Carro capota e deixa duas mulheres feridas na SP-340 em Santo Antônio de Posse

Acidente aconteceu às 13h10 e uma das faixas ficou bloqueada por 30 minutos. Passageiras foram encaminhadas para a UPA de Jaguariúna. ...
- Advertisement -