terça-feira, maio 18, 2021

'Era agredida sempre e não contava para a família', diz irmã de mulher morta após levar socos do marido em Paulínia


Roberta dos Santos Alves, de 28 anos, passou mal após agressões e morreu no hospital. Jovem de 22 anos confessou o crime e foi preso. Mulher de 28 anos vítima de feminicídio foi levada ao hospital pelo agressor em Paulínia
A irmã de uma mulher de 28 anos, morta por passar mal após levar socos do marido em Paulínia (SP), afirmou que ela era agredida com frequência pelo homem, mas não se abria em relação ao problema para a família. Roberta dos Santos Alves, que tinha a saúde debilitada por sofrer de lúpus e cirrose, foi levada pelo próprio agressor ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no domingo (2). O suspeito confessou o crime e está preso.
“Ele sempre agredia ela, mas ela não falava para a gente da família, só para os outros de fora. Eu quero Justiça. A Justiça maior é a Justiça de Deus. E ele vai ter que pagar”, afirmou Alícia Mattos. Ela também garantiu que o cunhado é uma pessoa agressiva, autoritária e abusiva.
Na noite de sábado (1º), Roberta discutiu com Johney Henrique Torres Teixeira, um pizzaiolo de 22 anos, que está desempregado há dois meses. De acordo com a Polícia Civil, ele cometeu o crime depois de uma briga por ciúmes de contatos telefônicos no celular dela. A defesa do jovem não foi localizada para comentar o caso.
A mulher chegou ao Hospital Municipal com parada respiratória e precisou ser reanimada e intubada. Exames apontaram que ela teve hemorragia e lesões internas. O óbito foi comunicado na madrugada de domingo.
O caso será investigado como homicídio, com a qualificação de feminicídio, na Delegacia de Paulínia. O homem foi encaminhado para a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas (SP) e será transferido para uma unidade prisional em Hortolândia (SP).
Homem preso em flagrante em Paulínia após agredir esposa com socos; mulher morreu
Jonatan Morel/EPTV
Marido mudou a versão
De acordo com a Polícia Civil, o homem foi ouvido e mudou de versões sobre o que ocorreu, até confessar o crime.
Primeiro, quando levou Roberta para o hospital com ferimentos, ele afirmou que ela havia tentado suicídio. Depois, disse que discutiu com a esposa, bateu nela com socos, deu banho e horas depois buscou o atendimento médico.
A investigação apontou que a briga começou por volta das 20h de sábado e ele só a deixou no hospital no início da madrugada de domingo, por volta da 1h.
Quem registrou o boletim de ocorrência na delegacia foi a irmã de Roberta, que desconfiou da versão do cunhado. Roberta e Jhoney estavam juntos há dois anos e completaram um ano de casados. O casal não tinha filhos. O sepultamento da jovem acontece nesta segunda-feira (3) no Cemitério Parque das Palmeiras, em Paulínia.
Roberta era dona de casa, tinha 28 anos. Ela morreu após ser agredida pelo marido em Paulínia.
Arquivo pessoal
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Polícia Militar prende dois homens por tentativa de furto a salão de beleza em Paulínia

Dupla estava no interior de salão de cabeleireiro quando policiais chegaram e fizeram...

Veja quem são os 12 semifinalistas da quinta rodada do concurso Tá Combinado

Entre as pessoas que se inscreveram, foram selecionadas as receitas que melhor combinam com o suflê de couve-flor;...

Coronavírus: prefeituras da região de Campinas confirmam novos casos nesta terça, 18 de maio

Veja números de pessoas infectadas e de óbitos pela doença em cada cidade. Leito de UTI Reprodução/TV Globo As prefeituras...

Polícia encontra idosa em situação de maus-tratos e prende filho por violência doméstica em Campinas

Vítima de 79 anos contou que era agredida pelo homem. Vizinha chamou a corporação após ouvir os gritos...

Últimas notícias de coronavírus na região de Campinas em 18 de maio de 2021

Veja a atualização em cada município da área de cobertura do G1. Confira as últimas notícias sobre o...
- Advertisement -