terça-feira, abril 13, 2021

Estado amplia previsão de novas UTIs Covid em Sumaré após 2 mortes de pacientes sem vagas


Dois pacientes morreram na UPA Macarenko, entre segunda e quarta, enquanto esperavam leitos. Hospital tem seis estruturas, todas ocupadas, e estado prevê instalações até fim de março. Área do Hospital Estadual de Sumaré
Reprodução / EPTV
O governo do estado confirmou na tarde desta quarta-feira (10) que ampliou de oito para dez a quantidade de novos leitos de UTI Covid-19 previstos para o Hospital Estadual de Sumaré. A unidade conta atualmente com seis estruturas e todas estão ocupadas por pacientes internados. Com o reforço previsto, o total deve aumentar para 16 até fim de março.
O acréscimo de dois leitos no planejamento ocorre após o município registrar duas mortes de pacientes à espera de vagas de UTI. As novas estruturas fazem parte dos 167 novos leitos de UTI anunciados pela gestão João Doria (PSDB) para enfrentamento da pandemia.
Em coletiva, o governador prometeu mais 171 leitos de enfermaria, mas neste caso não há estruturas previstas para unidades instaladas nos municípios da área de cobertura do G1 Campinas.
Outros reforços
No início da semana, o estado anunciou que abrirá um hospital de campanha para atender pacientes infectados pelo novo coronavírus no Ambulatório Médico de Especialidades (AME), em Campinas (SP), onde estão previstas as instalações de 20 leitos de UTI e 10 de enfermaria.
Em 2020, o ambulatório foi usado por cinco para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19, o que reforçou o número de leitos na região. Em outubro, porém, ela passou a receber especialidades.
Antes disso, o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, garantiu a abertura de 14 leitos de UTI na metrópole e adiantou que outros 20 estavam em estudo.
O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, em Campinas, está superlotado. Com isso, cirurgias eletivas (programadas) foram suspensas pela unidade até 26 de março, até que haja redução do quadro.
Mortes de pacientes em Sumaré
Um idoso de 71 anos que pegou Covid-19 e tinha uma doença renal morreu na madrugada desta quarta, na UPA do Jardim Macarenko, à espera de um leito de UTI e realização de hemodiálise. A filha relatou à EPTV, afiliada da TV Globo, que ele aguardava pela transferência desde 6 de março.
Na segunda-feira, um homem de 52 anos também foi a óbito enquanto aguardava por uma vaga de UTI em Sumaré. A família chegou a pedir a intervenção do Ministério Público, mas o paciente não resistiu às complicações da Covid-19. Ele também estava na UPA Macarenko.
Pelo menos 30 pessoas já morreram em todo o estado com quadro grave de Covid-19 e à espera de leitos de UTI. A Cross, central de regulação de vagas em hospitais em São Paulo, está com demanda de mais de 1 mil pacientes para, principalmente, leitos de UTI, diz a Secretaria Estadual de Saúde.
“A demanda por leitos COVID saltou de 690 casos por dia, em junho de 2020, para cerca de mil nesta primeira semana de março. A Central funciona 24 horas por dia como mediadora entre os serviços de origem e de referência. Seu papel não é criar leitos, mas auxiliar na identificação de uma vaga no hospital mais próximo e apto a cuidar do caso. Nenhuma negativa parte deste serviço, que é apenas intermediário. Cada solicitação é avaliada por médicos reguladores, sendo crucial a atualização do quadro clínico. As transferências dependem ainda que o paciente apresente condições para deslocamento seguro, cabendo ao serviço de origem a estabilização clínica e o transporte.”, informou em nota.
Municípios da região pedem ajuda a vizinhos para evitar colapso na saúde
PLAYLIST: veja outros destaques da região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Avião da Azul faz pouso de emergência no Galeão após piloto relatar fumaça a bordo

Dois passageiros que se sentiram mal durante a situação precisaram ser atendidos pelo...

DIG prende suspeito e apreende fios roubados que seriam trocados por drogas em Indaiatuba

Policiais civis também localizaram porções de entorpecentes, simulacro de revólver, faca e cerca de R$ 2,5 mil em...

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19

Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos...

Campinas abre agendamento da vacinação contra Covid-19 para maiores de 67 anos

Cadastro deve ser feito no site, onde será informado horário e local de aplicação. Cidade conta com cinco...

Banco de leite da Maternidade em Campinas atinge nível mais crítico da pandemia; veja como doar

Hospital tem estoque de 139 litros, volume 30,5% inferior aos 200 indicados como mínimo ideal, e reivindica doações....
- Advertisement -