sábado, maio 15, 2021

Famílias denunciam golpe em venda de lotes em Indaiatuba; casas podem ser demolidas


Moradores do Recanto Beira Rio pagaram entre R$ 80 mil e R$ 90 mil pelos terrenos. Responsáveis pela venda respondem por parcelamento de solo em outros municípios, segundo advogada. Moradores correm risco de ter casas demolidas pela Prefeitura de Indaiatuba e alegam golpe
Para as famílias que residem no Recanto Beira Rio, em Indaiatuba (SP), o sonho da casa própria se tornou um pesadelo sem previsão de terminar. Segundo a prefeitura, o loteamento está localizado em uma área rural onde não poderia haver divisão de lotes; o terreno, porém, foi dividido em 82 espaços, que foram vendidos aos moradores em 2019.
Os lotes, que custaram entre R$ 80 mil e R$ 90 mil, agora correm o risco de serem demolidos pela prefeitura. Alegando parcelamento indevido de solo, a administração obteve uma liminar na Justiça autorizando a retirada dos moradores e demolição das casas no loteamento.
De acordo com os residentes, os terrenos foram colocados no mercado por três homens, a quem acusam de ter aplicado golpes: Antônio Carlos dos Santos, Daniel Teodoro da Silva e Ralf Vilas Boas Berbel. Segundo a advogada dos moradores, Josiane Martins, uma consulta ao Tribunal de Justiça revelou que os três respondem por parcelamento de solo em outros municípios.
“Eles [vendedores] falam que tudo está ok. No início, falavam que estava tudo regular, e hoje eles fogem das responsabilidades. Eles simplesmente aparecem para cobrar as pessoas que ainda devem parcelas, isso eles fazem, mas as responsabilidades em relação a tudo que eles fizeram, eles se eximem de tudo”, explica.
Placa informando a proibição da venda de lotes chegou a ser instalada no local
Reprodução/EPTV
Insegurança
Ainda que a advogada dos moradores tente um novo recurso, uma decisão publicada pela Justiça na quarta-feira (14) manteve a demolição das casas, o que preocupa ainda mais moradores como o Juraci da Silva, de 67 anos. Aposentado, ele deu a casa em que morava como entrada para adquirir um lote de 5 mil m² no local.
“Aonde que eu ia comprar outra casa? Sem dinheiro? Porque o dinheiro que eu tinha, eu investi aqui. Não tenho dinheiro para comprar nada. Se a prefeitura legalizasse pra gente, a gente pagava o IPTU, tudo certinho. Pronto. Cada um pagava o seu e ninguém ficava irregular”, afirmou.
O que diz a prefeitura?
Em nota, a Prefeitura de Indaiatuba reafirmou que o loteamento não poderia ter sido feito no local e que, por isso, as famílias devem ser retiradas, o que pode ser feito a qualquer momento. A administração destacou, ainda, que as denuncias têm sido feitas desde 2019.
A prefeitura afirma ter orientado os moradores sobre a irregularidade do terreno em diversos momentos. Com isso, a administração acredita que os residentes estavam cientes dos riscos de permanecer no local.
A EPTV, afiliada da TV Globo, tentou entrar em contato com a defesa dos três vendedores, mas não obteve retorno até esta publicação.
Moradores correm risco de ter casas demolidas a qualquer momento
Reprodução/EPTV
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Indaiatuba divulga atrações do 29° Maio Musical

Apresentações vão o último domingo (30) do mês. Pela segundo ano consecutivo, o...

Covid: homem se recusa a usar máscara e agride guardas em posto de vacinação de Campinas

De acordo com a corporação, agressor, que seria servidor de Sumaré (SP), estaria no local acompanhando a namorada...

Últimas notícias de coronavírus na região de Campinas em 15 de maio de 2021

Veja a atualização em cada município da área de cobertura do G1. Confira as últimas notícias sobre o...

Voluntários distribuem absorventes para mulheres carentes em bairros de Campinas

Ação organizada pelo coletivo Mulheres pela Justiça reuniu 30 pessoas e distribuiu 10 mil pacotes com os produtos...

Hospital Mário Gatti em Campinas tem surto de casos de Covid-19 em unidade cirúrgica

De acordo com um documento do Núcleo de Epidemiologia Hospitalar, ao menos seis pessoas testaram positivo para a...
- Advertisement -