domingo, abril 18, 2021

Fase emergencial: veja como ficam as aulas na região de Campinas


Medidas mais restritivas determinadas pelo estado valem de 15 a 30 de março. Cinco maiores cidades da área de cobertura do G1 optaram pelo adiamento do retorno ao ensino presencial. Cinco maiores cidades da região de Campinas optaram pelo adiamento das aulas presenciais
Bruno Rocha/Enquadrar/Estadão Conteúdo
Implantada pelo estado entre os dias 15 e 30 de março para tentar conter a circulação da Covid-19 em todos os municípios paulistas, a fase emergencial do Plano São Paulo afeta também os serviços educacionais da região de Campinas (SP). Abaixo, o G1 explica como ficam as aulas nas instituições estaduais, municipais e particulares das cinco maiores cidades da região.
Veja como fica a região após Estado anunciar fase emergencial
Na quinta-feira (11), o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, anunciou o cancelamento de quaisquer atividades obrigatórias na educação no período de 15 a 28 de março, uma vez que a administração estadual antecipou recessos previstos para os meses de abril e outubro.
Ele ressaltou que as escolas estaduais permanecem abertas para alimentação, distribuição de materiais escolares e chips, desde que seja realizado um agendamento prévio. Por outro lado, o governo manteve a autorização às escolas municipais e particulares de operar com 35% da capacidade.
Campinas
Apesar da liberação do estado, a prefeitura já havia adiado a volta às aulas nas escolas municipais e privadas, que estava prevista para 1 de maio, para o dia 5 de abril. As aulas seguem de forma remota, como acontece desde 8 de fevereiro;
Segundo a administração, a decisão levou em conta “a mudança no perfil epidemiológico (com mais jovens sendo afetados pela Covid-19), a ocupação de leitos de UTI-Covid de quase 100% no SUS, a suspeita de circulação da nova cepa do coronavírus na cidade e o impacto de circulação de pessoas que o retorno às aulas provocaria”.
Sumaré
Assim como na metrópole, Sumaré (SP) optou por adiar o retorno às aulas presenciais na rede municipal para 5 de abril. As atividades seguem de forma remota;
“A definição visa preservar a integridade da saúde de alunos e colaboradores da Educação frente à pandemia do Coronavírus”, destacou a prefeitura, em nota.
Indaiatuba
A Prefeitura de Indaiatuba (SP) decidiu suspender as aulas nas redes pública e particular a partir de segunda-feira (15) para tentar conter a alta de mortes por Covid-19, além da superlotação dos hospitais. A medida vale até 31 de março, mas pode ser revisada;
Segundo a administração, a decisão atende um pedido do Comitê de Enfrentamento da Covid-19.
Americana
A Prefeitura de Americana (SP) suspendeu o retorno às aulas presenciais, mas ainda não informou uma nova data. Segundo a administração, o adiamento acontece em decorrência do crescimento do número de casos da doença;
De acordo com a prefeitura, a situação será reavaliada pelo comitê de enfrentamento à doença do município, havendo a possibilidade do retorno presencial ou da manutenção em sistema remoto;
Nas escolas estaduais, o Executivo decidiu manter as unidades abertas apenas para servir merenda para os alunos em situação de vulnerabilidade. Será necessário realizar um cadastro para receber o alimento.
Hortolândia
Em Hortolândia (SP), a volta às aulas presenciais também foi adiada para 5 de abril na rede municipal. As atividades seguem de maneira remota;
“É importante ressaltar que a nossa diretriz é a de proteção à vida. A escola é um organismo vivo, com grande circulação de pessoas e, mesmo em regime de revezamento, com capacidade reduzida de alunos e ocupação menor de 35%, é arriscado”, afirmou o Executivo, em nota.
VÍDEOS: volta às aulas e reabertura de escolas para crianças
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Médica sanitarista e ex-diretora de Saúde de Campinas, Maria Haydée morre aos 69 anos

Defensora da saúde pública, Haydée também atuou como presidente do Conselho Municipal...

Em um dia, Conexão Solidária arrecada 163 toneladas de alimentos nas regiões de Campinas e Piracicaba

Terceira etapa da campanha organizada pela EPTV e prefeituras ocorreu neste sábado. Doações serão destinadas às famílias em...

Operação toque de recolher fecha 12 estabelecimentos e lacra 1 em Campinas nesta sexta

Balanço divulgado neste sábado (17) pela prefeitura mostra que, de 18 de março, data em que as fiscalizações...

Acidente em Valinhos deixa 5 feridos e mobiliza bombeiros de três cidades

Colisão entre dois veículos ocorreu na Estrada dos Jequitibás. Vítimas, dentre elas uma mulher que estaria grávida, foram...

Covid-19: cresce em 27% o número de vacinas em fase final de estudos

A corrida para o desenvolvimento de vacinas contra Covid-19 teve um aumento de 27% em novos antígenos em etapa final de testes — a...
- Advertisement -