segunda-feira, abril 12, 2021

Homem de 52 anos morre na espera por leito de UTI Covid em Sumaré: 'Tá entrando em colapso', diz filha


Antonio Carlos Colin estava internado na UPA e a família chegou a acionar o Ministério Público para ter uma vaga de terapia intensiva, mas o paciente não resistiu ao coronavírus e morreu neste domingo (7). Filha de homem que morreu a espera de UTI Covid em Sumaré relata colapso na saúde
Um homem de 52 anos morador de Sumaré (SP) que aguardava um leito em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratar sintomas graves de coronavírus morreu neste domingo (7) sem conseguir a vaga. A família chegou a pedir a intervenção do Ministério Público, mas Antonio Carlos Colin não resistiu às complicações da Covid-19.
O paciente estava na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Macarenko desde 27 de fevereiro e precisava de UTI, mas a região de Campinas enfrenta falta de leitos. O óbito foi às 22h20.
“Tá entrando em colapso. As pessoas não vão conseguir nem atendimento daqui a pouco. Não é só um leito de UTI. É um atendimento básico. É um pesadelo, e as pessoas precisam entender que isso é sério.’, afirmou a filha de Antonio, Jéssica Colin.
Paciente morre na fila de espera por leito de UTI para Covid-19 em Sumaré
No dia 4 de março, Jéssica já havia informado a gravidade do caso do pai.
“O pulmão fechou e eles entraram com um bastante medicação para tentar reverter, mas não conseguiram. Ela está sedado, entubado e a médica falou que é decisivo no caso dele um leito de UTI, e na UPA não tem”, explicou na ocasião.
Sumaré já contabilizou 13.059 casos positivos de coronavírus e ao menos 363 pessoas morreram por complicações da Covid-19.
Morador de Sumaré, Antônio Carlos Colin, de 52 anos, precisa de internação em UTI, mas não há leitos disponíveis
Reprodução/EPTV
Pedido no Ministério Público
Seis membros da família de Jéssica, incluindo filha e pai, tiveram Covid-19. Duas pessoas precisaram ser internadas, mas o caso mais grave era o de Antonio. Jéssica foi quem recorreu ao MP. O prazo para obter vaga era de 48 horas.
“Me disseram que depois que o juiz notificar o estado de que meu pai precisa de leito de UTI com urgência, o estado tem 48 horas para disponibilizar a vaga. Enquanto isso a gente está tentando nos hospitais particulares e está tudo cheio”, disse a filha dias antes da morte do pai.
A EPTV, afiliada da TV Globo, procurou a Central de regulação de vagas do estado, Cross, mas não teve retorno.
O sepultamento de Antonio será no Cemitério das Primaveras, em Sumaré, nesta segunda-feira (8), às 14h.
PLAYLIST: veja outros destaques da região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Ciclista fica ferido após ser atingido por moto e arremessado em Campinas

Acidente aconteceu na tarde deste domingo (11), na Avenida John Boyd Dunlop. Homem...

Indaiatuba abre inscrições para apresentações culturais virtuais; artistas receberão R$ 750

Interessados precisam ter 18 anos ou mais e apresentar comprovante de endereço fixo na cidade. Materiais selecionados serão...

PATs da região de Campinas ofertam 324 vagas de emprego nesta segunda-feira; veja cargos

Relação inclui postos para diversos níveis de escolaridade e oportunidades exclusivas para PCDs. Em virtude da pandemia, unidades...

Moto fica partida após condutor atingir traseira de carro na Bandeirantes, em Campinas

Acidente foi na noite de sábado (10), em pista norte. Motociclista teve lesões graves, diz polícia. Moto partiu...

Covid-19: ação em Campinas lacra bar com 60 clientes e coberto por lona para 'disfarçar' abertura

Ação conjunta da Guarda e PM no Jardim São Domingos ocorreu na noite de sábado (10), segundo prefeitura....
- Advertisement -