terça-feira, abril 13, 2021

Homem que matou dois em briga por causa de lixeira depõe por 2h e deve transferido para CDP


Crime ocorreu domingo, em área rural de Artur Nogueira, após discussão sobre local de instalação do equipamento, segundo testemunhas. Advogado do atirador alega legítima defesa. Lixeira que motivou discussão e morte de duas pessoas em Artur Nogueira (SP)
Reprodução/EPTV
O atirador que matou dois homens e deixou uma mulher ferida durante discussão sobre a instalação de uma lixeira, em Artur Nogueira (SP), prestou depoimento por quase duas horas à Polícia Civil nesta terça-feira (2) e alegou legítima defesa. O filho dele, que atua como advogado no caso, sustenta que o suspeito só fez os disparos após ser ferido por golpes de facão e diz que entrará com habeas corpus.
A EPTV, afiliada da TV Globo, apurou que Helio Vale deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana (SP), após ter a prisão preventiva mantida pela Justiça durante audiência de custódia. Ele foi levado para a delegacia de Artur Nogueira nesta manhã, após receber alta do Hospital de Clínicas da Unicamp, em Campinas (SP), na noite de segunda-feira.
O depoimento foi encerrado por volta das 12h15. Uma mulher também ficou ferida após disparos.
“A princípio, ele relata que a discussão se iniciou por causa da modificação da lixeira, que é municipal, para uso comum, e chegaram a um ponto em que concordaram que ela fosse colocada em determinada localização. Assim sendo, ele foi, buscou o trator a pedido do senhor que faleceu, quando um rapaz chegou filmando. Ao indagá-lo sobre o motivo das filmagens, iniciou-se uma discussão, chegaram às vias de fato, ele fala que foi agredido pelo rapaz com socos e foi imobilizado por um terceiro até perder os sentidos. Caiu no chão, foi agredido com chutes, se levantou, após já ter se levantado, em pé, foi golpeado com facão. Levou golpe no antebraço, na cabeça, foi até a caminhonete onde se localizava a pistola, sacou e deu tiro pro alto para dispersar o pessoal, já que se tratavam de cinco pessoas. Ainda assim, a pessoa que estava com o facão continuou com a intenção de desferir mais golpe, ocasião que ele atirou e causou toda a fatalidade”, explica o advogado Heitor Vilela Valle.
O filho do suspeito diz que o pai tinha autorização para ter a arma, uma pistola 9 mm, e que ele fez a compra após um sítio dele ser roubado duas vezes. Durante a noite de segunda, o advogado foi à carceragem levar um calçado e insulina para o pai, que é diabético.
Vale foi indiciado pelos crimes de homicídio corporal e lesão corporal, segundo a polícia.
Homem que matou dois em Artur Nogueira alega legítima defesa
O caso
O caso ocorreu na frente de uma propriedade localizada em vicinal da Rodovia dos Agricultores, zona rural. Testemunhas relataram à EPTV, afiliada da TV Globo, que o dono do imóvel contratou uma equipe de serralheiros para instalar um portão na área. Por causa desse trabalho, eles teriam feito a remoção de uma lixeira externa e reinstalaram o equipamento a cerca de 50 metros.
Confusão terminou com duas mortes em área rural de Artur Nogueira
Giuliano Tamura / EPTV
Helio Vale, morador da região, teria ido ao local com um funcionário até a frente do imóvel, por discordar da alteração, onde começaram as divergências. Segundo testemunhas, durante a confusão Vale foi até uma caminhonete, pegou uma arma e fez disparos para o alto e contra o grupo.
“Já chegou atirando. Não tinha como correr. Se corresse, ele ia matar todo mundo.”, disse um dos serralheiros, Anderson Bezerra.
O funcionário de Vale, que estava com um facão, foi atingido e teve a morte confirmada no Hospital Samaritano, na cidade. Além disso, a nora de um dos serralheiros ficou ferida após ser ferida no braço.
Na sequência, um dos serralheiros, também com facão, tentou defender o grupo e desferiu um golpe que feriu o morador armado com uma pistola, mas em seguida ele também foi baleado e morreu.
As duas vítimas são Damião Berengel e Rodrigo Carvalho. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Americana.
A mulher ferida e o atirador foram inicialmente levados também para o Hospital Samaritano. O suspeito teve o braço ferido e foi transferido para o HC da Unicamp, antes de ser liberado.
O caso foi registrado na delegacia de Artur Nogueira. No local foram apresentados pela Guarda Municipal facões, arma e munições apreendidos durante a ocorrência. A audiência de custódia ocorreu na segunda (1) e a Justiça determinou a manutenção da prisão do homem.
VÍDEOS: últimas notícias sobre a região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Com licitação travada, Campinas terá acordo emergencial no transporte por seis meses

Vinícius Riverete diz que processo está em elaboração e valor da tarifa será...

Avião da Azul faz pouso de emergência no Galeão após piloto relatar fumaça a bordo

Dois passageiros que se sentiram mal durante a situação precisaram ser atendidos pelo serviço de saúde do aeroporto....

DIG prende suspeito e apreende fios roubados que seriam trocados por drogas em Indaiatuba

Policiais civis também localizaram porções de entorpecentes, simulacro de revólver, faca e cerca de R$ 2,5 mil em...

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19

Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos...

Campinas abre agendamento da vacinação contra Covid-19 para maiores de 67 anos

Cadastro deve ser feito no site, onde será informado horário e local de aplicação. Cidade conta com cinco...
- Advertisement -