sábado, março 6, 2021

Hortelã-pimenta trata vários problemas de saúde


Planta pode ser utilizada para dores intestinais, musculares, entre outras doenças; preparo mais comum é em chás e cosméticos. Hortelã-pimenta tem diversas propriedades medicinais.
Manfred Richter/Pixabay
Dentre as mais de 25 espécies do gênero Mentha, a hortelã-pimenta (Mentha piperita) é uma das mais conhecidas. A planta originária da Europa e da Ásia é um cruzamento entre a Mentha aquatica e a Mentha spicata.
Apesar de ser do clima temperado, se adaptou bem aos trópicos e atualmente é plantada em diversas áreas do Brasil. É considerada pela Anvisa como uma planta segura e pode ser consumida através do chá das folhas em natura ou secas.
Também é encontrada de maneira concentrada em óleos essenciais, cápsulas e cremes, em medicamentos, alimentos como balas e gomas de mascar e também em cosméticos.
Um dos preparos mais comuns da hortelã-pimenta é através de chás.
Matthias Böckel/Pixabay
Ilio Montanari Junior, agrônomo especialista em plantas medicinais e doutor em genética e melhoramento de plantas, explica que o alto teor de mentol e mentona na hortelã-pimenta faz com que ela não seja tão utilizada na cozinha. “O gosto lembra muito pasta de dente, por isso que não é tão usada na culinária, embora possa ser, já que não é venenosa. É amplamente consumida no preparo de chás, como também em óleo essenciais. São usadas como anti-inflamatórios e funcionam como calmante natural.
As propriedades medicinais vão além. A hortelã-pimenta também é consumida como descongestionante e expectorante, bactericida, antisséptico, para tratar enjoos e para auxiliar na digestão.
A hortelã-pimenta é da família Lamiaceae, a mesma de outras plantas amplamente conhecidas no Brasil, como o alecrim, a sálvia, a melissa e o tomilho
De acordo com o doutor em farmacologia e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) João Ernesto de Carvalho, essa planta também é capaz de ajudar nas cólicas. “Ela tem um efeito relaxante na musculatura, por isso é indicada para dores musculares e para tratar cólicas intestinais e até menstruais. É também usada para problemas com gases e para tratar síndrome do cólon irritável”.
O hortelã-pimenta se encontra na lista de medicamento fitoterápicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.
Horndesign/Pixabay
A hortelã-pimenta também é conhecida como grande aliada no tratamento contra a cefaleia (dor de cabeça). Carvalho afirma que apesar da falta de estudos clínicos, o chá da planta, método mais seguro de consumo da hortelã, é indicado para aliviar dores nessa região.
O especialista ressalta, no entanto, que no caso de gestantes e crianças abaixo dos dois anos é indicado conversar com um médico antes do consumo das hortelãs. Também é preciso procurar a melhor forma de utilizar a planta dependendo do problema, seja em chás, cápsulas, medicamentos ou até mesmo no óleo essencial que deve ser usado com cautela devido a alta concentração que pode causar irritações na pele e piorar problemas de refluxo.

Ultimas Notícias

Artistas de Indaiatuba participam da Virada Cultural Online de SP neste sábado

Evento da Secretaria de Cultura do estado tem parceria com a cidade e...

Fase vermelha tem início neste sábado: veja o que pode funcionar na região de Campinas

Fase mais restritiva tem validade até 19 de março. Estado liberou aulas presenciais, mas municípios têm autonomia para...

Curso preparatório para colégios técnicos oferece 80 vagas em Campinas; veja como se inscrever

Inscrições devem ser feitas até 30 de março na sede do Grupo Primavera, na Rua Luiz Aristeo Nucci,...

Espírito Santo do Pinhal descumpre decreto estadual e abre comércio não essencial na fase vermelha

Decisão foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (5). Administração do município justificou que medida foi tomada para...

Consórcio para comprar vacinas contra Covid tem lista com 22 adesões na região de Campinas, e 9 cidades fora; veja explicações

Dados consideram relação consolidada pela FNP, que coordena iniciativa para buscar imunizantes. Presidente da frente, Jonas Donizette diz...
- Advertisement -